Segunda geração do Mercedes-Benz Citan foi apresentada hoje – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Segunda geração do Mercedes-Benz Citan foi apresentada hoje

Published

on

A Mercedes-Benz apresentou hoje a segunda geração do Citan, o seu furgão de mercadorias ou de passageiros desenvolvido em parceria com a Renault. Tanto um como o outro foram desenvolvidos para oferecerem elevados níveis de conforto, segurança e versatilidade.



A comercialização arrancam em novembro e a estética assemelha-se com a do modelo que lhe serve de base, o Renault Kangoo, mas conta com detalhes específicos. A secção dianteira apresenta a imagem típica da Mercedes-Benz, ao que se juntam os faróis com orientação horizontal. A grelha do motor com três lâminas duplas e a estrela da marca localizada centralmente.

O Mercedes-Benz Citan Tourer, por exemplo, inclui um portão basculante traseiro com óculo e bancos dos passageiros da fila de trás que podem ser rebatidos numa configuração 1/3 – 2/3. Em opção estarão disponíveis mesas integradas nas costas dos assentos dianteiros, com suportes de copos integrados. As portas traseiras assimétricas são opcionais.

No interior, encontramos a mais recente filosofia de design da marca alemã, baseada no conceito que é apelidado de Pureza sensual. O painel de instrumentos distingue-se visualmente e trata-se do núcleo funcional que compreende a instrumentação, o ecrã (opcional) e as saídas da ventilação. O Mercedes-Benz Citan Tourer será proposto nos níveis de equipamento Base e Pro.

Este último distingue-se a nível estético. O pára-choques está pintado na cor da carroçaria, o assento do condutor é ajustável em altura, o ar condicionado é de série, assim como os vidros elétricos. A lista de opcionais é extensa, destacando-se o sistema Keyless-Go (acesso sem chave de ignição), o pacote de estacionamento traseiro, o pacote de estacionamento com Parktronic ou o sistema multimedia MBUX.

No capítulo mecânico, o Citan irá ser proposto em três opções, uma Diesel e duas a gasolina. Todos os motores cumprem a norma Euro 6 e estão combinados com a função ECO Start / Stop.

A oferta assenta no bloco de 1461 cc que desenvolve uma potência de 95 cv e um binário de 260 Nm. Quanto ao propulsor a gasolina, é a conhecida unidade de quatro cilindros de 1332 cc, que estará disponível em níveis de potência de 102 cv ou 131 cv. A transmissão é assegurada por uma caixa manual de seis velocidades, estando igualmente disponível uma caixa de dupla embraiagem de sete relações nas motorizações mais elevadas.
No capítulo da segurança, todos os modelos Citan estão equipados com ABS, ESP, assistente de arranque em subida, assistente de ventos laterais e Attention Assist.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comerciais

Fábrica da Stellantis em Mangualde está a contratar

Published

on

O Centro de Mangualde irá implementar, já a partir de maio, mais um turno de produção que irá operar uma vez por semana e permitirá a este Centro aproximar-se da sua capacidade produtiva máxima para responder à procura crescente daqueles modelos líderes no mercado europeu.



Este reforço de produção irá permitir a criação de novos postos de trabalho diretos e indiretos. O processo de recrutamento e contratação será realizado já a partir de fevereiro e está aberto a todos os candidatos que apreciem a indústria automóvel e queiram fazer parte deste projeto.

Este anúncio demonstra que a direção industrial do grupo Stellantis aposta na unidade de produção de Mangualde e nos seus parceiros, cumprindo com os seus compromissos e objetivos de competitividade, flexibilidade e qualidade. Além de salvaguardar os postos de trabalho existentes, este projeto dá também um novo impulso para o emprego e para o tecido económico da região, representando um incremento importante da produção automóvel nacional.

No ano em que comemora 60 anos de existência, o Centro de Mangualde da Stellantis continua a crescer, a transformar-se e a modernizar-se, abrindo caminho para o lançamento de novos projetos no futuro.

Continuar a ler

Comerciais

Toyota vai lançar versão GR Sport da Hilux

Published

on

O sucesso que a Toyota Gazoo Racing alcançou no Rali Dakar inspirou a criação da Hilux GR Sport, o novo topo de gama da pick-up japonesa.



A Hilux GR Sport foi concebida para atrair a atenção dos clientes que procuram um estilo de vida ativo, que vai alem do quotidiano, proporcionado pelo veículo ideal para viagens de aventura e lazer. A Toyota desenvolveu uma suspensão dedicada para oferecer uma experiência de condução, com mais controlo, capacidade de resposta e sensação de aderência ao piso. Uma série de detalhes exclusivos, no interior e exterior que reforçam o design da pick-up inspirada na Gazoo Racing (GR).

A principal novidade é a adoção de novos amortecedores e molas helicoidais dianteiras. A nova suspensão conta com um melhorado desempenho de amortecimento, com resposta mais rápida do amortecedor e melhor dissipação de calor. Os novos amortecedores também mantêm a qualidade do óleo dentro do amortecedor mesmo ao conduzir em condições mais difíceis.
As molas dianteiras, agora mais duras, e os novos amortecedores passam a ser pintados de vermelho para destacar o caracter especial da Hilux GR Sport. A Hilux GR Sport mantém o desempenho de confiança em condições de condução exigentes, da recentemente renovada gama Hilux.

Em comparação com as Hilux da restante gama, estas mudanças oferecem melhorias significativas nas características de condução, incluindo a resposta da direção e comportamento em curva, no desempenho dinâmico em linha reta e sensação de aderência traseira mesmo em curvas mais bruscas ou apertadas.
A nova configuração contribui significativamente para o conforto, com uma resposta rápida às altas frequências de vibração e aumenta a capacidade de amortecimento para controlar o movimento da carroçaria e eliminar choques.

A Hilux GR Sport conta com um potente motor de 2.8 litros, introduzido na gama em 2020. Esta motorização apresenta-se com 204 cv (150 kW) e 500 Nm de binário, aliado a uma transmissão automática de seis velocidades. Exclusivamente na versão de cabina dupla, a Hilux GR Sport mantém as impressionantes capacidades de carga da Hilux, as melhores no seu segmento: permitindo uma carga útil até uma tonelada e rebocar até 3.5 toneladas.
Os detalhes exclusivos no interior e exterior reforçam o caracter especial da Hilux GR Sport. A grelha dianteira preta tem uma malha em padrão G específica e apresenta uma barra horizontal central proeminente. No lugar habitual do logotipo da marca, surge o nome Toyota, escrito por extenso, que evoca os modelos clássicos.

Este toque é inspirado no design da 4º geração do início dos anos 80. O design frontal que transmite robustez, é amplificado por novos e maiores contornos dos faróis de nevoeiro dianteiros. As jantes de liga leve de 17 polegadas surgem com contraste preto e acabamento maquinado, montadas em pneus de todo-o-terreno. A cor preta está presente no exterior dos espelhos retrovisores, degraus laterais, guarda-lamas e zona de abertura da traseira. Realçando o contraste com o vermelho dos novos amortecedores.

No habitáculo, os novos bancos dianteiros desportivos, apresentam uma combinação de pele preta e camurça sintética com pesponto vermelho. A marca GR Sport está presente nos encostos dos bancos, tapetes, no botão “Start” e no gráfico de animação do mostrador de informações. Para os que procuram mais controlo, a transmissão permite o controlo manual. Os pedais desportivos de alumínio combinam com os acabamentos em fibra de carbono e com a linha vermelha ao longo da largura do painel de instrumentos. A iluminação do painel de portas é num azul suave.

Ao nível de equipamento, a Hilux GR Sport inclui faróis LED, chave inteligente, ar condicionado bi-zona, controlo de assistência em descidas e um diferencial autoblocante automático. A chegada a Portugal da nova Hilux GR Sport está prevista para final de setembro de 2022.

Continuar a ler

Comerciais

A nova VW Multivan T7 também pode ser um autêntico 4×4

Published

on

A sétima geração da Volkswagen Multivan T7 é mais veículo ligeiros de passageiros do que nunca. Assim sendo, a Delta 4×4 quis ser diferente e transformar a T7 num verdadeiro 4×4 e, melhor ainda, numa caravana.



As muitos fãs e aficionados deste modelo vão ficar satisfeitos com a preparação da Delta 4×4 que coloca a T7 na guerra das caravanas. O que chama mais a atenção, em primeiro lugar, são os guarda-lamas mais largos e com proteções plásticas, necessários para albergar os novos pneus todo-o-terreno.

Os pneus são uns General Grabber AT, em medidas 255/55 R18, montados numas jantes de todo-o-terreno assinadas pela Loder 4×4. Existem duas versões destas jantes, uma mais funda e outra mais plana, com um fantástico bead-locker. A altura livre ao solo crescem em 40 mm, graças a novas molas e amortecedores da Bilstein e da Eibach. Na secção dianteira, a Volkswagen instalaou um bull bar em aço inoxidável e sobre o qual montou luzes de profundidade da PIAA.

No tejadilho foi colocada uma cobertura metálica sobre a qual foram montadas duas barras em LED e duas pranchas de resgate, mas também diversos jerrycans com os quais é possível aumentar a autonomia.

A cereja no topo do bolo é uma roda sobresselente também ela colocada sobre o tejadilho. Agora, é possível que com estas modificações, a Volkswagen Multivan eHybrid, na qual se baseia esta preparação, vai perder grande parte da sua eficiência prática, uma vez que arruínam por completo a sua aerodinâmica.

A parte mecânica não foi alterada, por isso esta Multivan eHybrid conserva os 218 CV e uma autonomia 100% elétrica em torno dos 50 km.

 

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração