Como fazer um test-drive a um Usado – Motorguia
Ligue-se connosco

Usados

Como fazer um test-drive a um Usado

Published

on

Não conhece nenhum mecânico ou amigo “expert” em automóveis e vai ter de assumir o teste de estrada do carro usado que quer comprar. Não é tão difícil assim.

Há algumas semanas que vem analisando os anúncios de carros usados ​​e uma das escolhas está feita ao ponto de se preparar para o ver ao vivo. Vai conhecer o vendedor e fazer uma observação pormenorizada depois de ter lido o nosso texto sobre “Os perigos de comprar carro usado” e falta apenas o teste-drive para tirar todas as dúvidas. E aqui é onde você precisará aplicar um pouco de estratégia.

O test-drive de um usado é totalmente diferente do teste de estrada de um automóvel novo. Com o Usado terá de se preocupar com muitos outros pormenores.

FAÇA O TESTE DURANTE O DIA – A luz do dia revela tudo. Sempre se ouviu dizer que negócios de automóveis não se fazem à noite. Alguma razão terá a sabedoria popular para produzir esta afirmação. É difícil, se não impossível, inspecionar visualmente um veículo usando uma lanterna. Você corre o risco de perder alguns aspetos importantes, como a presença de ferrugem ou desgaste de pneus e outras peças, para não mencionar o facto de que algumas cores de carros parecem muito diferentes à noite do que à luz do dia. Um compromisso diurno, mesmo no fim-de-semana, é, portanto, a melhor maneira de dar o pontapé inicial.

ESCOLHA DO ITINERÁRIO – Procure fazer um reconhecimento no Google Maps nas imediações ponto de encontro que lhe permita conduzir em vários cenários: subidas acentuadas, descidas, estrada em estado degradado e trepidante, autoestrada ou uma via rápida, cenários suficientes para perceber ruídos, dificuldades e outros aspetos da condução que lhe possam revelar o estado real da viatura que quer comprar. Com este tipo de estradas vai poder experimentar a resposta do motor nos vários regimes, a travagem, as reações da suspensão, a embraiagem e a direção.

MÁXIMA CALMA – Não precisa de fazer o test-drive a correr. Conduza devagar, sem o rádio ligado. Conduzir devagar de forma descontraída é o melhor teste ao conforto, insonorização e capacidade de apreensão dos diversos ruídos que o veículo pode evidenciar. Vá experimentando o ar condicionado e todos os sistemas elétricos.

Jamais marque o test-drive a uma hora de ponta. Se só tiver disponibilidade durante a semana marque a meio da manhã, à hora de almoço ou no início da tarde. Fazer o teste em pára-arranca é meio caminho andado para comprar gato por lebre.

CONCLUSÃO – Se tiver dúvidas sobre o estado do veículo não deixe de perguntar ao proprietário a razão de determinado ruído ou reação do veículo. Se não for suficientemente convincente na explicação, deve evitar o negócio ou sujeitar o carro à opinião de uma oficina independente. É preferível gastar alguns euros para ouvir uma opinião profissional ao invés de ficar com um carro que lhe pode vir a ser bastante mais caro do que inicialmente previa.

 

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Manutenção

Os segredos das escovas

Published

on

Garantir uma boa visibilidade é uma das condições chave para uma condução segura e nesse campo as escovas limpa para-brisas são determinantes. Por isso aqui o ajudamos a identificar quando estão a ficar gastas e como mantê-las em bom estado de funcionamento.



Há vários sintomas que indicam que as escovas não estão em bom estado:

– O ruído
O típico chiar das escovas no vidro quando estão a funcionar pode indicar que a borracha está ressequida ou deformada.
– Vibrações
Quando a escova faz alguma vibração ou até parece saltar isso pode indicar que já deformou ou que o adaptador da haste não é o correto ou já não está em condições.
– Marcas no vidro
Se a escova deixa marcas de arrasto no para-brisas isso também pode indicar que a borracha está envelhecida ou deformada.
– Falhas no funcionamento
Se a escova falha especialmente quando está no ritmo mais elevado isso indica que está na hora de ser trocada.

Como manter as escovas em bom estado

– Mantenha o vidro limpo
A sujidade e os insetos agarrados no vidro podem deformar e danificar as escovas. Se o vidro estiver limpo consegue evitar esse desgaste na borracha.
– Limpe as escovas
A própria borracha acumula poeiras e sujidade por isso sempre que limpar o vidro, limpe também a borracha das escovas.
– Cuide das hastes
Veja sempre se as hastes, os adaptadores e as articulações estão em bom estado. Só assim é feita uma pressão correta da borracha sobre o vidro evitando o desgaste prematuro.
– Escolha bem o líquido do limpa para-brisas
Evite produtos com elementos abrasivos que sendo eficazes na limpeza do vidro podem, no entanto, danificar a borracha tornando-a ressequida e quebradiça.

Continuar a ler

Manutenção

Saiba como poupar os seus travões

Published

on

Os travões são dos elementos mais determinantes na segurança de um veículo e devem ser utilizados de forma eficaz e garantir que estão em bom estado para que o seu rendimento seja o ideal.



Saber utilizar bem o sistema de travagem pode ajudar a reduzir o seu desgaste e com isso marcar pontos tanto na segurança como na carteira, pois dessa forma só terá de substituir as pastilhas, ou até os discos, mais tarde, do que se abusar dos travões.

Assim, conduza de forma suave sem abusar de acelerações ou travagens bruscas. Quando travar o ideal é que pressione o pedal com convicção no início da travagem e depois vá aliviando o pé reduzindo o esforço. Não deixe demasiado tempo o pé no pedal. Desta forma causa menos desgaste nas pastilhas, nos discos e na própria bomba de travões pois está a causar menos desgaste nos componentes devido à fricção ou ao sobreaquecimento.

Sempre que possível recorra ao efeito de travão motor utilizando a caixa de velocidades de forma a que seja o rendimento do motor a “segurar” o carro em vez de ir sempre “pendurado” nos travões.

Desta forma os elementos do sistema de travagem mantêm o seu bom estado durante mais tempo com óbvios benefícios para a condução, segurança e custos de manutenção.

Continuar a ler
Publicidade

Newsletter

Em aceleração