E que tal um sistema purificador que elimina o coronavirus em autocarros? – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

E que tal um sistema purificador que elimina o coronavirus em autocarros?

Published

on

A Valeo, empresa de peças e componentes automóveis, também está preocupada com a Covid-19 e tem tentado dar o seu contributo para o segmento dos transportes público.



A marca francesa desenvolveu um sistema de climatização e de higienização para autocarros que é apontado como “o sistema de esterilização de ar mais potente do mundo”, com a capacidade de eliminar mais de 95% dos vírus no ar, incluindo o novo coronavírus.

De acordo com a Valeo, este sistema de grande eficácia pode também remover outras bactérias e partículas de bolor, atuando qualquer que seja a fonte da infeção (interior ou exterior) e ajudando a preservar a saúde dos passageiros ao longo de toda a viagem.

Esta solução, é uma ‘caixa’ isolada ou integrada diretamente no próprio sistema de ar condicionado do veículo, recorre à tecnologia de ultravioletas, semelhante à utilizada nos hospitais e centros médicos de grande necessidade de higienização. Os raios UV funcionam como batericida e germicida, podendo matar micróbios, vírus e outros patógenos, atuando como alternativa aos produtos químicos.

A companhia explica que este seu sistema integra uma luz UV fornecida por um dos peritos mundiais na tecnologia – sem referir qual – e aquilo que denomina de ‘labirinto de luz’, que impede os raios UV de se espalharem para fora da caixa de metal, assegurando que os passageiros nunca ficam expostos aos mesmos. Assim, apenas o ar a circular na caixa de ventilação é purificado pela luz.

Pensado para ser adaptado a todos os autocarros, independentemente das suas dimensões, com ar condicionado ou não, o sistema da Valeo é resistente a todos os tipos de condições atmosféricas, estando agora pronto para ser vendido nos diversos mercados da Europa, Américas e Ásia. A companhia garante que poderá ser adaptado aos veículos já em funcionamento, mesmo os que não tenham sistema de ar condicionado. O passo seguinte é adaptar este sistema aos veículos de passageiros ditos normais.

Para certificar a segurança desta solução tecnológica da Valeo, foi posta à prova pela Faculdade de Medicina da Universidade de Goethe, em Frankfurt, na Alemanha, que validou a sua ação.

 

Comerciais

Estas são 9 dicas para fazer manutenção aos pneus do seu camião

Published

on

Seja uma empresa de grande porte com vários camiões na frota, seja um autónomo que faz apenas algumas cargas, todos gostamos de poupar. Um camião é um investimento que requer vários cuidados para prolongar a sua vida útil. Quando o tema são os pneus, o melhor será ficar ainda mais alerta.



Manter a boa condição dos pneus é uma atitude pouco valorizada, mas que pode fazer alguma diferença no bolso e no desempenho do veículo.

Os camiões carregam toneladas de diversos tipos de cargas, enfrentam frio e calor, rolando por estradas variadas e nem sempre nas melhores condições. Os pneus estão em contacto direto com todas essas situações, passando por buracos, passando por dentro de água ou sustentando o peso do veículo.
Em baixo deixamos-lhe 11 dicas de manutenção para manter os pneus em ótimas condições de operação e manutenção.

1 – Ande sempre dentro da lei
Nós portugueses somos por vezes um pouco desleixados com as manutenções dos veículos, por isso, e quando se trata de veículos pesados não convém facilitar. Neste caso é preciso potencializar os cuidados para as dimensões dos pneus dos quais falamos. A atenção ao pneu de um veículo pesado deve ser redobrada. Lembre-se que existe um limite máximo de desgaste que os pneus podem ter para continuarem a rolar sem o risco de não passar na inspeção. Deve ainda conhecer todas as regras de trânsito e respeitá-las adequadamente.
Os sulcos dos pneus não podem ser menores que 1,6 mm de profundidade. Todos os abaixo desse limite são considerados carecas e sem as condições ideiais.

2 – Controlar a utilização dos pneus
Todo e qualquer pneu vai ser utilizado nos mais diversos tipos de piso: asfalto em boas condições, autoestradas, estradas de terra, entre outros. As irregularidades podem afetar o tempo de vida dos pneus, mas é uma imprevisibilidade com a qual todos devem saber lidar.
Se preferir investir em camiões usados, por exemplo, é preciso ficar atento a este aspeto. Verifique o pneus com todo o cuidado de forma a analisar melhor o real estado de conservação de cada um deles.
A partir daqui, a condução defensiva é muito eficiente e vai trazer benefícios no desgaste da borracha. Travagens, acelerações e curvas feitas de forma cuidadosa pesam positivamente no orçamento e no tempo de utilização dos pneus.

3 – Saiba qual é o momento certo para trocar de pneus
Há fatores recorrentes que influenciam diretamente a durabilidade do pneu para um veículo pesado: o tipo de estrada percorrido com maior frequência; o clima que o veículo enfrenta; a calibragem adequada para cada pneu e o peso total da carga.
Se o motorista ou o condutor estiverem cientes dessas informações, é mais simples controlar o desgaste dos pneus, pois é viável encontrar soluções para lidar com cada um desses fatores.
Normalmente é possível perceber visualmente o momento exaro para trocar de pneus. Os sinais de desgaste são evidentes. O principal é a deterioração dos sulcos, basicamente as frestas que garantem a boa aderência dos pneus ao solo. Se estiverem excessivamente gastas é porque chegou o momento de as trocar.

4 – Utilize o TWI
A utilização do indicador TWI (Tread Wear Indicator) é essencial em muitos momentos. Na banda de rolamento do pneu, há um indicador do desgaste, uma espécie de ponte entre os sulcos. É o TWI. Se o TWI está a uma altura muito próxima da do piso, então está na hora de trocar o pneu.
Para verificar o TWI é simples. Localize a sigla ou um símbolo triangular na lateral do pneu. Abaixo de 1,6 mm significa que está na hora de os reformar. Rasgos aparentes, bolhas e perfurações são sinais de falta de cuidado. Assim, significa a necessidade de realizar uma troca precoce, mas se o indicador TWI estiver dentro dos limites.

5 – A experiência do veículo ligeiro serve para o camião
A experiência acumulada como motorista de automóveis também pode ser bastante útil em relação aos veículos pesados. Os procedimentos periódicos que costuma ter com o seu automóvel também se aplicam ao camião. São gestos auxiliares, mas sempre úteis na hora de economizar pneus… Respeite os prazos de revisão; mantenha o alinhamento em dia, fique de olho na calibragem e por aí fora.
Por mais simples que estes gestos possam parecer, são úteis na prevenção em relação a um desgaste mais acentuado dos pneus. Assim, depois de percorrer cerca de 10 mil km é interessante realizar alguns procedimentos “de rotina”. Vibrações e incomuns são indicadores relevantes. Caso contrário: pode ficar sem estabilidade na direção, o camião pode perder tração e ficar instável e pode ainda prejudicar vários componentes e as próprias rodas.

6 – Conheça o pneu de um camião
No caso dos camiões, um pneu pode ter as seguinte medidas: um pneu novo tem de ter pelo menos 8 mm de espessura, um pneu em meio de vida terá de ter 4 mm de espessura e um pneu em fim de linha quase careca, tem menos de 2 mm de espessura.
Na hora de trocar de pneus, não menospreze a experiência. Se não souber pergunta a quem sabe e considere alguns fatores como: o tipo de pneu; a pressão; o pneu adequado ao veículo; os serviços que va realizar, o tipo de carga transportada, a qualidade e o reconhecimento da marca.
São diversas as opções disponíveis no mercado. Dessa forma reflita bastante acerca do custo/benefício antes de fazer a sua escolha. Pneus de qualidade também garantem a boa conservação de outros componentes do camião.

7 – Cuide da calibragem dos pneus
Falar em calibragem ou equilibragem com os motoristas experientes até pode parecer uma estupidez. Mas nunca é demais recordar, mesmo para com quem sabe, sobre a real importância dos pneus.
A quantidade de benefícios de um simples gesto pode ser realizado, por exemplo, enquanto abastece o seu veículo.
Num veículo pesado, a calibragem ou equilibragem, deverá ser feita a cada duas semanas. Todavia o período pode variar um pouco de acordo com as especificidades do veículo em questão.
Rolar com os pneus com pressão baixa provoca desgaste nos ombros, curvas mal feitas, desgaste dos veios da direção, direção pesada, aumento do consumo de combustível. A pressão excessiva pode desgastar o centro do pneu, rachar a base dos sulcos, aumentar a hipótese de rebentamento por causa de impactos e diminuir a área de contacto com o piso.

8 – Limpe os pneus do veículo
Todos os camionistas se preocupam em manter a cabina limpa e confortável. Passam ali grande parte do tempo e não há nada pior do que um ambiente sujo.
A mesma regra vale para os pneus. Por mais estranha que esta dica pareça e até porque estão em contacto com vários tipos de sujidade, limpá-los é uma tarefa simples e que ajuda na manutenção.
Tendo isto em conta, limpe sempre que possível: resíduos de óleo, pedaços de borracha soltos, materiais pontiagudos, poeiras, restos de comida, entre outros.

9 – Pode recauchutar
A recauchutagem é uma prática comum nos pneus e funciona de forma perfeita, transformando pneus em más condições em pneus quase novos. Assim sendo, saiba onde realiza esta operação, sabendo que comprar e montar um pneu novo é sempre melhor.

Continuar a ler

Comerciais

Nova Ford F-150 chega ao mundo dos videojogos

Published

on

A Ford e a Psyonix trabalharam em conjunto para desenvolverem uma F-150 para a plataforma Rocket League.



Assim, a F-150 chega ao mundo gamer e há está disponível com uma ampla gama de funcionalidades. Mas agora, graças à colaboração da Ford com a produtora de videojogos Psyonix também estará disponível numa versão virtual com propulsão por foguete.

Esta nova versão de animação da pick-up faz parte do popular videojogo Rocket League no qual os protagonistas são os automóveis e a sua missão é participar em jogos de futebol.

O F-150 Rocket League Edition poderá ser adquirido dentro do videojogo até ao dia 28 de fevereiro (já não falta muito). O Pack F-150 também inclui dois jogos de pneus para o F-150, o audio do motor do F-150 Rocket League Edition e um banner do F-150 para o jogador.

Desta forma, a Ford reafirma ainda mais a sua aposta no mundo gamer, depois dos bem sucedidos patrocínios em outros título como o Forza.

A marca da oval azul trabalho em colaboração com a Psyonix, um aclamado produtor de videojogos, para desenvolver esta nova versão da pick-up. A Ford criará ainda anúncios pequenos dirigidos aos jogadores com a ajuda do ator Bryan Cranston, reconhecido pela sua interpretação de Walter White na série Breaking Bad, entre outras.

Para garantir que o modelo virtual F-150 matenha o estilo e a robustez que caraterizam o ADN da icónica pick-up, a equipa de design colaborou com os desenhadores da Psyonix, produtores do jogo Rocket League. A F-150 de estilo atlético que aparece no ecrã tem por base o novo F-150 de 2021 e nela destacam-se os faróis com desenho em forma de C, guarda-lamas marcados, janelas basculantes, assim como o logótipo F-150 colocado no portão traseiro.

Continuar a ler

Comerciais

Scania entrega mais camiões para testes nas estradas eletrificadas da Alemanha

Published

on

Em maio de 2019 era inaugurado o primeiro troço de autoestrada eletrificada na Alemanha nos arredores de Frankfurt (autoestrada nº5 em Hessen), com 10 quilómetros de comprimento. Agora, as autoridades alemãs decidiram ampliá-la em mais sete quilómetros. No total, serão 12 quilómetros na direção de Darmstadt e cinco quilómetros para o lado de Frankfurt.


Neste âmbito, a Scania anunciou que vai entregar sete veículos equipados com pantógrafo para operarem neste troço de autoestrada eletrificada ligados a uma catenária. Durante os teste, a marca sueca faz a gestão da manutenção do veículo e encarrega-se de compilar dados que sejam realmente interessantes para projetos futuros.

Desenvolvido pela Siemens, o sistema de eletrificação utilizado nestas estradas permite aos camiões equipados com pantógrafo que surge montado no seu tejadilho, rolarem a velocidades de até 90 km/h em modo totalmente elétrico. Só utilizam o motor de combustão interna quando saem do troço eletrificado. Para obter uma maior redução de emissões de CO2, a Scania oferece a possibilidade do motor de combustão ser alimentado com biodiesel.

“Ao contrário dos automóveis ligeiros, que ficam grande parte do tempo estacionados, os camiões trabalham várias horas por dia. Esta solução pode ser especialmente válida em estradas com muito trânsito. Para além de tudo isto, poupa-se bateria e reduz-se a carga na rede elétrica”, assegura Magnus Höglund, responsável de infraestruturas e soluções de carga da Scania.

O teste da A5 é um dos três que estão atualmente a ser realizados com lnhas de catenária na Alemanha. No final de 2019, foi aberto uma sequência adicional de uma estrada eletrificada perto de Lübeck em Schleswig-Holstein (A1), onde atualmente se encontra em testes um camião da Scania com estas caraterísticas. Um terceiro teste vai começar aunda em 2021 em Baden-Württemberg (B462). No total, estarão em funcionamento 22 veículos divididos por três percursos de teste.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração