Tesla recolhe os primeiros 35 camiões que vendeu – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Tesla recolhe os primeiros 35 camiões que vendeu

Published

on

No passado dia 1 de dezembro, Elon Musk, presidente da Tesla, apresentou com pompa e circunstância o seu primeiro camião elétrico, o Semi.



Pois bem, quatro meses volvidos desde que começaram as primeiras entregas a clientes, e a Tesla já chemou à oficina os mesmos 35 camiões. A NHTSA, uma espécie de Euro NCAP para a América do Norte, referiu que vários Semi foram produzidos com um módulo defeituoso da válvula do travão de estacionamento controlado eletronicamente.
Este módulo que equipa alguns camiões Tesla Semi e que pertence ao fornecedor de Bendiz, podem falhar de forma intermitente na transição, quando se aciona ou desativa o travão de estacionamento, o que poderia provocar que os travões de estacionamento deixe de funcionar. Se os travões de estacionamento não estão acionados quando o condutor espera que estejam e o condutor solta os travões de serviço, o veículo pode mover-se de forma involuntária, aumentando o risco de colisão.
De acordo com a especificação do fornecedor, pode permitir uma fuga de ar excessiva, o que não permite que a pressão se acumule corretamente. Como resultado, o módulo de válvulas não funciona corretamente quando o condutor solicita estes travões de estacionamento.
A Tesla não é o único construtor que utiliza estes componentes, pelo que não é um problema exclusivo da marca. Convém assinalar que até à data, a marca não identificou nenhuma reclamação de garantia, acidente, lesão ou morte que possa estar relacionado com estas condições.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Mercedes-Benz anuncia inovadora arquitetura para novos furgões

Published

on

A partir de 2026, todos os novos furgões desenvolvidos pela Mercedes-Benz vão ter por base uma única arquitetura inovadora, modular e escalável que dá pelo nome de VAN.EA, abreviatura Arquitetura Elétrica para furgões.



De acordo com a estratégia “Only Electric”, a VAN.EA foi desenvolvida desde o zero como um veículo elétrico a bateria (BEV) especificamente desenhado. Vão ser desenvolvidos furgões de trabalho e de luxo baseados nesta VAN.ES para satisfazer necessidades individuais.
Todos os novos furgões médios e grande, sejam comerciais ou de passageiros, vão ser produzidas sobre esta plataforma VAN.EA. Se numa utilização de trabalho ou ainda como um versátil todo-o-terreno premium ou ainda como uma luxuosa navette privada, os veículos com base na VAN.EA pretendem ser um valor acrescentado para os clientes e para as suas necessidades individuais.

A VAN.EA centra-se na eficiência e no rendimento em todos os aspetos do veículo, incluindo a aerodinâmica, a transmissão, os pneus e o chassis. O objetivo é alcançar uma autonomia elevada com uma ótima capacidade da bateria, que está diretamente relacionada com o peso e os custos do veículo.

VAN.EA-P – luxo e conforto para transfers privados

VAN.EA-P diz respeito aos furgões posicionados no segmento de luxo para uma utilização provada. Este tipo de veículos oferece um novo nível de luxo e adaptam-se às necessidades dos clientes orientados para um determinado estilo de vida, como veículos VIP, escritórios móveis livre de emissões ou famílias ativas em busca de aventuras. Com uma autonomia para mais de 500 km, serão perfeitas para várias atividades, até mesmo para fora das cidades.

VAN.EA-C: qualidade premium para furgões de mercadorias

VAN.EA-C representa os furgões de trabalho de qualidade premium nos segmento de tamanho médio e grande. Estes furgões oferecem uma base ideal para clientes que valorizam a funcionalidade, o alcance, a capacidade de carga e o espaço de carga. Graças ao seu design modular, a arquitetura foi desenhada para se adaptar a diferentes configurações e soluções de personalização, desde veículos de entregas até ambulâncias, furgões para comércio eletrónico, veículos municipais, plataformas elevatórias ou veículos recreativos.

Continuar a ler

Comerciais

Mercedes-Benz eCitan já tem preços para Portugal

Published

on

O novo Mercedes-Benz eCitan já está disponível em Portugal nas versões Standard e Longo e os preços já se sabem. Além do furgão também está em comercialização da variante de passageiros, mas apenas na versão Standard. As primeiras unidades vão chegar aos clientes já no verão.



Está equipado com um motor elétrico de 90 kW (122 CV), uma caixa de uma relação e uma bateria de iões de lítio com 45 kW de capacidade, que permite percorrer, dependendo da versão, entre 280 km a 284 km em ciclo WLTP. O consumo médio de energia anunciado é de aproximadamente 19 kWh/100 km.
O Mercedes-Benz eCitan pode recuperar entre 10% e 80% do nível de carga da bateria num posto de corrente contínua de 80 kW em cerca de 38 minutos. O furgão elétrico compacto da marca alemã também pode ser carregado em corrente alterna, estando equipado, de série, com um carregador de bordo de 11 kW e, em opção, de 22 kW.

Como a bateria está instalada por baixo do piso do compartimento de carga à frente do eixo traseiro, isto significa que o volume útil é idêntico ao Citan de combustão, de 2,9 m3 na versão curta e 3,7 m3 na longa. A capacidade de carga é de 544 kg e de 722 kg, respetivamente.
Os novos eCitan Furgão e Tourer estão são propostos nas linhas de equipamentos Base e Pro. Esta última recebeu algumas atualizações visuais e oferece ainda mais funcionalidades. Por exemplo, os puxadores das portas e a tampa do trilho da porta deslizante são pintados na cor da carroçaria. O interior e o compartimento de carga têm iluminação LED.

O equipamento de série do Mercedes-Benz eCitan Pro inclui iluminação LED no habitáculo e compartimento de carga, sistema de áudio Mercedes-Benz, banco do condutor com regulação em altura, ar condicionado, vidros dianteiros elétricos com função de conforto e revestimento plástico no compartimento de carga.
Em termos de preços, o eCitan Furgão Base é proposto a partir de 35.030 euros na versão Standard e 36.470 euros no Longo. O eCitan Tourer Standard Base tem um preço indicativo de 37.630 euros e o Longo de 39.130 euros. Estes valores não incluem IVA.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

Em aceleração