Como limpar o carro dos insetos – Motorguia
Ligue-se connosco

Manutenção

Como limpar o carro dos insetos

Published

on

Normalmente os períodos da Primavera e Verão são as alturas do ano em que mais insetos proliferam no meio ambiente e isso significa que qualquer viagem pode tornar-se num caso sério de “ataque” de insetos ao nosso veículo.



Infelizmente parece que a quantidade de mosquitos, abelhas, borboletas e demais insetos tem vindo a diminuir e apesar de pequenos eles são determinantes para toda a natureza e o seu funcionamento equilibrado. Ainda assim, nestas estações do ano é normal que o nosso automóvel fique repleto de insetos esborrachados na frente e no para-brisas e é importante que estes sejam limpos pois com o passar do tempo podem danificar a pintura e em simultâneo diminuir a visibilidade noturna ao cobrirem as óticas do automóvel.

Limpar de forma imediata
O ideal é mal se aperceba que tem o carro cheio de insetos tratar da sua limpeza pois uma vez secos tornam-se mais difíceis de remover.

Usar produtos adequados
Se lavar o automóvel pouco depois do “ataque” de insetos, um normal produto como um champô pode ser suficiente para os remover da carroçaria e para-brisas. Mas se demorar mais tempo, então é possível que tenha de recorrer a produtos específicos para a remoção de insetos que normalmente são pulverizados nas zonas afetadas e depois de atuarem são removidos com água, limpando o carro. No para-brisas pode utilizar produtos de limpeza de vidros, mas evite que estes cheguem à pintura pois são agressivos.

Cuidado com as máquinas de pressão
Se lavar o carro com uma máquina de pressão, a tendência é ficar com ela apontada naquele “inseto teimoso” que não sai, e ir aproximando esperando que a pressão o remova. Nada mais errado! Ao fazer isso está a danificar a pintura pois as máquinas de pressão devem ser utilizadas a uma distância de segurança para evitar danos na pintura. Nessa situação o melhor é mesmo recorrer a um produto para remover os insetos, e deixar atuar, limpando então posteriormente com a máquina como se de uma lavagem normal se tratasse.

Proteja a pintura
Depois de removidos os insetos o melhor é mesmo fazer uma lavagem normal ao carro e no final aplicar uma cera que assim criará uma película que no futuro impedirá que os insetos fiquem tão agarrados à pintura ao mesmo tempo que diminui o risco de danos na mesma causados por estes pequenos voadores.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Manutenção

Os segredos das escovas

Published

on

Garantir uma boa visibilidade é uma das condições chave para uma condução segura e nesse campo as escovas limpa para-brisas são determinantes. Por isso aqui o ajudamos a identificar quando estão a ficar gastas e como mantê-las em bom estado de funcionamento.



Há vários sintomas que indicam que as escovas não estão em bom estado:

– O ruído
O típico chiar das escovas no vidro quando estão a funcionar pode indicar que a borracha está ressequida ou deformada.
– Vibrações
Quando a escova faz alguma vibração ou até parece saltar isso pode indicar que já deformou ou que o adaptador da haste não é o correto ou já não está em condições.
– Marcas no vidro
Se a escova deixa marcas de arrasto no para-brisas isso também pode indicar que a borracha está envelhecida ou deformada.
– Falhas no funcionamento
Se a escova falha especialmente quando está no ritmo mais elevado isso indica que está na hora de ser trocada.

Como manter as escovas em bom estado

– Mantenha o vidro limpo
A sujidade e os insetos agarrados no vidro podem deformar e danificar as escovas. Se o vidro estiver limpo consegue evitar esse desgaste na borracha.
– Limpe as escovas
A própria borracha acumula poeiras e sujidade por isso sempre que limpar o vidro, limpe também a borracha das escovas.
– Cuide das hastes
Veja sempre se as hastes, os adaptadores e as articulações estão em bom estado. Só assim é feita uma pressão correta da borracha sobre o vidro evitando o desgaste prematuro.
– Escolha bem o líquido do limpa para-brisas
Evite produtos com elementos abrasivos que sendo eficazes na limpeza do vidro podem, no entanto, danificar a borracha tornando-a ressequida e quebradiça.

Continuar a ler

Manutenção

Saiba como poupar os seus travões

Published

on

Os travões são dos elementos mais determinantes na segurança de um veículo e devem ser utilizados de forma eficaz e garantir que estão em bom estado para que o seu rendimento seja o ideal.



Saber utilizar bem o sistema de travagem pode ajudar a reduzir o seu desgaste e com isso marcar pontos tanto na segurança como na carteira, pois dessa forma só terá de substituir as pastilhas, ou até os discos, mais tarde, do que se abusar dos travões.

Assim, conduza de forma suave sem abusar de acelerações ou travagens bruscas. Quando travar o ideal é que pressione o pedal com convicção no início da travagem e depois vá aliviando o pé reduzindo o esforço. Não deixe demasiado tempo o pé no pedal. Desta forma causa menos desgaste nas pastilhas, nos discos e na própria bomba de travões pois está a causar menos desgaste nos componentes devido à fricção ou ao sobreaquecimento.

Sempre que possível recorra ao efeito de travão motor utilizando a caixa de velocidades de forma a que seja o rendimento do motor a “segurar” o carro em vez de ir sempre “pendurado” nos travões.

Desta forma os elementos do sistema de travagem mantêm o seu bom estado durante mais tempo com óbvios benefícios para a condução, segurança e custos de manutenção.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração