São 80 as Ford E-Transit que se juntam à frota da DPD em Portugal – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

São 80 as Ford E-Transit que se juntam à frota da DPD em Portugal

Published

on

O operador de transporte expresso DPD vai passar a contar com mais 80 viaturas elétricas Ford E-Transit que se vêm juntar às 207 que já se encontram em operação em 14 cidades portuguesas.



O investimento está inserido na estratégia de descarbonização da frota da DPD em Portugal, sendo esta uma das principais medidas definidas pela Geopost, que detém a DPD, permitindo ao operador de transporte expresso tornar-se Net Zero até 2040, antecipando em dez anos o cumprimento dos objetivos do Acordo Climático de Paris, garantindo uma redução de 90% nas emissões poluentes, sendo os restantes 10% compensados através de outras medidas e projetos implementados pelo grupo.
“A DPD está consciente do impacto ambiental da sua atividade e do setor das entregas como um todo, pelo que está comprometida em estar na vanguarda da sustentabilidade”, afirma Olivier Establet, CEO da DPD Portugal.


“Este novo investimento vem reafirmar a nossa missão de descarbonizar o mercado doméstico do transporte expresso, enquanto impulsionadores de uma mobilidade mais verde e de um planeta mais sustentável”, acrescenta o responsável do do operador de transporte expresso.
A opção da DPD recaiu no furgão elétrico L4H3, cujo compartimento de carga com um comprimento de 4,26 metros, largura entre as cavas das rodas de 1,39 metros e altura de 2,03 metros, permite disponibilizar um volume útil de até 15,1 m3.

A bateria de iões de lítio com capacidade de 68 kWh permite percorrer mais de 300 quilómetros entre carregamentos, operação essa que demora cerca de sete horas num carregador de 11 kW ou 34 minutos para recuperar o nível de carga de 15% a 80% num posto rápido com potência de 115 kW.
Por seu lado, João Ferro, Gerente Delegado da Ford Lusitana, refere que “sendo a produtividade e a sustentabilidade os principais eixos das duas empresas, é, para a Ford Pro, um orgulho poder colaborar com a DPD no seu objetivo de maximizar a inovação da sua frota”.
O responsável da Ford Lusitana salienta que a marca conta com a “gama de veículos comerciais líder de vendas na Europa nos últimos nove anos, cujo ‘ponta de lança’ é a E-Transit, a viatura elétrica de duas toneladas mais vendida da Europa em 2023”.
Atualmente, 30% da frota da DPD Portugal há é elétrica. Com o investimento previsto para este ano, espera-se que essa percentagem cresça para os 35%, passando assim a existir em circulação em Lisboa, no Porto, no Seixal, na Guarda, em Coimbra, em Évora, em Viseu, em Leiria, em Faro e no Funchal.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Italianos da Lannutti encomendam 1500 camiões Volvo FH Aero

Published

on

O Grupo Lannutti, empresa italiana de transporte e logística, está a renovar a sua frota de camiões de longo curso e proporcionou à Volvo Trucks um dos seus maiores negócios de sempre através de um único contrato, ao encomendar 1500 camiões FH Aero. O presidente da Volvo Trucks, Roger Alm, e Valter Lannutti, CEO do grupo homónimo, selaram o negócio com um aperto de mão.



O Grupo Lannutti, com sede na Itália, opera uma frota de mais de 2.500 camiões 24 horas por dia, 7 dias por semana, em oito países europeus. Como parte de um programa de renovação de frota, a Lannutti assinou um pedido de 1500 camiões Volvo FH Aero. Todos estão equipados com o novo sistema de monitorização de câmara da Volvo – um novo recurso que substitui os espelhos regulares, melhorando a aerodinâmica e a segurança.

“Para o Grupo Lannutti, o princípio da renovação da frota consiste em priorizar veículos de baixa emissão, oferecendo um alto nível de conforto e segurança aos nossos motoristas, protegendo-os e a todos os outros usuários da estrada. Além da tecnologia I-Save de economia de combustível, já adotada a 100% na frota, agora procuramos aproveitar os benefícios do sistema de monitorização de câmara e design aerodinâmico aprimorado. Esta parceria com a Volvo permitir-nos-á continuar a nossa jornada rumo a emissões zero”, declarou Valter Lannutti.

A maioria dos camiões encomendados pela Lannutti será movida a HVO (Óleo Vegetal Hidrotratado), combustível que pode ser produzido a partir de resíduos, reduzindo as emissões de CO2 em até 90%.
“Este acordo deixa-me muito orgulhoso, pois mostra a confiança e o compromisso que a Lannutti tem com a Volvo Trucks como um parceiro de negócios duradouro”, diz Roger Alm. “Esta é realmente a prova de que fizemos a coisa certa com o novo Volvo FH Aero. Ele não só apoia os nossos clientes na redução de custos de combustível e CO2, mas também é um dos modelos mais seguros para os motoristas operarem”, disse o líder da Volvo Trucks.

Continuar a ler

Comerciais

FUCHS lança novo óleo de transmissão para camiões Scania

Published

on

A FUCHS anunciou o lançamento do seu mais recente óleo de transmissão Ultra High Performance, o TITAN SUPERGEAR PRO S1 SAE 80W-140, desenvolvido especificamente para os camiões SCANIA.



O TITAN SUPERGEAR PRO S1 SAE 80W-140 é um óleo de transmissão aprovado de acordo com a especificação SCANIA STO 1:0, ideal para eixos e transmissões manuais numa vasta gama de veículos Scania, incluindo modelos até ao ano de 2017. Este lançamento reforça a ligação da FUCHS com a marca Scania, alargando o portfólio existente com um produto de proteção contra o desgaste de alto nível em conformidade com a norma API GL-5.

Desenvolvido para diversas aplicações, o TITAN SUPERGEAR PRO S1 SAE 80W-140 garante um desempenho excecional em transmissões manuais sem sistema de travagem do veio secundário, ao utilizar óleos-base de alta qualidade e aditivos que proporcionam uma proteção superior contra a oxidação e a corrosão.

A conformidade com a norma API GL-5 garante uma elevada proteção das engrenagens e dos rolamentos de rolos, mesmo com cargas mais pesadas, permitindo intervalos de mudança de óleo até 240.000 km, resultando numa maior eficiência, menor impacto ambiental e redução dos custos de manutenção.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por ClaudioBastos
    Amigos, tenho um VW JETTA 2.0 de 2006 com 380000km e sucedeu que acendeu a luz amarela do motor e no painel indicava escape-oficina. Fui a um...
  • por Walkmen
    Ora boas! Tenho aqui uma questão que me anda a intrigar e achei que aqui haveria resposta. Então desde há uns meses para cá que recebo...
  • por MonsterFocus
    Bom dia a todos, O que acham do polo 1.2 gasolina, com 69cv, de 2011? Não encontro muitos comentários, mas o que vi é meio contraditório, há...
  • por kekomit
    Boas pessoal! Preciso de ajuda com o banco do condutor do meu Smart. Puxei o banco para trás e agora não consigo mais o mover para a frente....

Em aceleração