Depois da Townstar, Nissan renova gama de veículos comerciais ligeiros – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Depois da Townstar, Nissan renova gama de veículos comerciais ligeiros

Published

on

A Nissan está a otimizar o seu portefólio de VCLs na Europa com três modelos (Interstar, Primastar e Townstar) para ajudar os seus clientes a atuar de forma mais sustentável no sector.



Com a NV 400 actualizada para a Interstar, a Nissan reitera a sua presença no segmento de furgões de grande porte. A NV 300, com um estilo e personalidade mais vincados, será renomeada como Primastar, corporizando a opção de tamanho médio, e o segmento de furgões compactos será agora coberto pela nova Townstar, com variantes totalmente elétricas e a gasolina.

Aproveitando a força e a escala da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi como parte do plano de transformação Nissan NEXT, a renovada gama de estrelas traz vantagens competitivas que permitirão à unidade de negócios VCLs da Nissan Europa empenhar-se na sua ambição de aumentar a presença da marca no mercado europeu até 2025.

À medida que o e-commerce continua a avançar, a urbanização aumenta e o empreendedorismo cresce em popularidade, as empresas precisam também de adaptar-se às mudanças nas regulamentações de mobilidade e a um foco maior no combate às mudanças climáticas.
Como primeiro modelo europeu a apresentar o novo logotipo da Nissan, as variantes totalmente elétrica e a gasolina da novíssima Townstar, incorporam as inovadoras caraterísticas de design e tecnologia da Nissan. Construída sobre a plataforma CMF-CD da Aliança na fábrica de Maubeuge, um centro de excelência dos furgões da Aliança, a nova e compacta Townstar anuncia uma era verdadeiramente de mudança para os VCLs na Nissan.

Da mesma forma, a Primastar significativamente actualizada destaca-se com uma nova e dinâmica personalidade, simbolizada na nova grelha, nos faróis de LED e nas jantes de liga leve de 17 polegadas opcionais. Também passa a beneficiar das novas tecnologias do Sistema Avançado de Assistência à Condução (ADAS), para maior conforto e segurança, com recursos como o Aviso de Ângulo Cego, Aviso de Saída de Faixa, Reconhecimento de Sinais de Trânsito, Controle de Velocidade de Cruzeiro Adaptativo e Travagem de Emergência Inteligente.

A Primastar também beneficia de mais potência conferida por um conjunto de motores em conformidade com a norma Euro 6d. Isto garante que os clientes possam desfrutar do que há de mais moderno em tecnologia de motorização de baixa emissão, disponível com transmissão manual ou automática de dupla embraiagem.
Reafirmando o compromisso da Nissan em ajudar as empresas a preparar-se para o futuro, cada modelo desta nova constelação inclui a garantia pan-europeia de 5 anos da Nissan, líder do setor, para maior tranquilidade.

Com as previsões de um mercado de VCLs a mudar-se rapidamente para a electrificação, a nova gama de VCLs da Nissan está em sintonia com os planos de eletrificação da marca vai ajudar as empresas a preparar o futuro das suas operações
A gama e preços para Portugal estão ainda a ser definidos e serão comunicados oportunamente.

Comerciais

Volkswagen Caddy conquista cinco estrelas nos testes Euro NCAP

Published

on

O Volkswagen Caddy conquistou a classificação máxima de cinco estrelas do Euro NCAP depois de passar nos rigorosos testes de colisão daquela entidade independente.



A quinta geração do Volkswagen Caddy obteve a pontuação máxima de cinco estrelas atribuída pelo Euro NCAP e a versão MPV deste modelo é a primeira do seu segmento a alcançar esta classificação, tornando-se num dos veículos de passageiros mais bem avaliados em 2021.

Não obstante o maior grau de exigência destes testes de colisão, a versão MPV do Caddy demonstrou uma clara melhoria face à geração anterior. Em comparação com outros pequenos monovolumes do segmento B também passa a constituir a nova referência no domínio da segurança.

De acordo com o relatório detalhado dos testes do Euro NCAP, o Caddy alcançou, por exemplo, 84 por cento em termos de proteção de ocupantes adultos e 82 por cento no caso de crianças. No que diz respeito aos sistemas de segurança instalados no veículo, o Caddy também obteve pontuações elevadas, o que contribuiu para a classificação máxima de cinco estrelas.

Na área de segurança passiva, novas soluções, como airbags de proteção para a cabeça em todas as filas de bancos (independentemente de o veículo ser de dois, de cinco ou de sete lugares), e a proteção entre os ocupantes à frente agora implementada, ajudou o Caddy a cumprir o novo nível de especificações do Euro NCAP no caso de uma colisão lateral.

Numa emergência, o sistema de proteção insufla um airbag entre os ocupantes dianteiros. Graças à comunicação wireless, o aviso de passageiros sem cinto colocado é ativado em todos os lugares, mesmo para os bancos removíveis das segunda e terceira filas.

Continuar a ler

Comerciais

Scania entrega primeiro tractor elétrico de três eixos na Suécia

Published

on

A Scania entregou um trator elétrico de três eixos, homologado com um peso bruto de 64 toneladas, a uma empresa sueca fabricante de produtos químicos, Wibax, para utilização nas estradas do norte da Suécia.



O veículo ajudará a companhia a atingir os seus objetivos ambientais, representando mais um exemplo de uma parceria entre uma marca e um cliente, assim como mais um passo na eletrificação do transporte pesado.

O trator elétrico de três eixos e 64 toneladas está a efetuar uma rota entre as cidades de Pitea e Skelleftea, numa distância de 80 quilómetros em cada sentido. A sua performance e capacidade de carga foram otimizadas pela adoção de um motor elétrico mais potente.

Ao abrigo da parceria de longo prazo, a Scania e a Wibax irão trabalhar em conjunto para melhorar a utilização do veículo ao longo do tempo, designadamente em áreas como o carregamento, duração da vida útil da bateria e planeamento de rotas. Esta colaboração também permitirá à Wibax recolher dados na preparação para a introdução de mais veículos elétricos no futuro.

Para a Wibax, o camião elétrico da Scania é uma forma de reduzir o impacto ambiental das suas operações. “Temos feito o máximo para sermos sustentáveis desde a fundação da empresa em 1968 e como identificamos o transporte como o nosso maior impacto ambiental, este camião elétrico constitui um passo para conseguirmos efetuar as nossas operações levando em consideração o ambiente. Durante a vida útil deste camião, a Wibax irá reduzir as emissões de dióxido de carbono em cerca de 1400 toneladas”, afirma Jonas Wiklund, CEO do Wibax Group.

A Scania e a Wibax encetaram uma colaboração estreita para permitir esta solução eletrificada. “Este é o primeiro camião elétrico de 64 toneladas que colocamos na estrada para operação num cliente. Passo a passo, estamos a demonstrar que as soluções elétricas estão a acontecer muito rapidamente e basicamente em todos os segmentos”, afirma Fredrik Allard, diretor de Mobilidade Elétrica da Scania.
Este desenvolvimento contínuo e rápido sublinha a importância de uma infraestrutura de carregamento fora das zonas urbanas. Para possibilitar o carregamento deste camião, o operador elétrico Skelleftea Kraft também está envolvido no projeto e ficou responsável pela implementação da infraestrutura de carregamento.

 

Continuar a ler

Comerciais

Mercado de comerciais ligeiros e pesados melhora em 2021

Published

on

Analisando o mercado de veículos comerciais ligeiros e pesados durante o ano de 2021, verificiou-se uma recuperação. O primeiro registou um aumento de 4,4% enquanto o segundo subiu aos 21,3%.



Foram matriculadas 28 790 veículos comerciais, ficando a Renault no primeiro lugar acabando por destronar a Peugeot que foi a marca mais vendida em 2020. Em 2021, a diferença foi mínima, de 5337 para a Renault e 5296 unidades para a Peugeot e, no terceiro lugar, acaba por aparecer mais uma marca da Stellantis.

A Citroën matriculou 3350 carros. Na lista dos mais vendidos, surgem depois a Toyota com 2468 unidades, a Fiat com 2458, a Opel com 1793, a Ford que registou 1762 matrículas, a Mercedes-Benz 1194 e a Volkswagen 1151. A Iveco ficou-se pela 1057 matrículas.

No mercado de pesados, incluindo camiões e autocarros, foram matriculadas 4850 unidades, surgindo a Mercedes-Benz no primeiro lugar, com 784 unidades, seguindo-se a MAN, com 733 unidades, a DAF com 719 unidades. Nas posições imediatas surgem a Scania, com 569 unidades, a Volvo, com 552, a Renault, com 519, a Iveco, com 398, a Ford, com 244, a Fuso, com 177, e a Isuzu, com 123.

Referência ainda para a Ford Trucks no mercado dos pesados de mercadorias que está a consolidar a sua posição no mercado nacional, tendo matriculado 236 unidades. Relativamente ao ano anterior, isto representa uma subida de 136%, enquanto a quota de mercado passou de 2,79% para 5,53%.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração