Defenda-se do calor na sua moto – Motorguia
Ligue-se connosco

Manutenção Motos

Defenda-se do calor na sua moto

Published

on

Andar de moto em dias quentes, como acontece no verão, é sempre um desafio para o motociclista.Se a chuva aumenta os riscos de segurança para quem anda de moto, o calor também não deve ser menosprezado pois o desconforto, a desidratação e a exaustão também põem em risco a segurança. Por isso aqui lhe deixamos alguns conselhos para minimizar os efeitos do calor quando viaja de moto.



1 – Use equipamento adequado
Praticamente todas as marcas de vestuário e acessórios especializadas em equipamentos para moto têm na sua gama opções para a época do verão. Por isso, de maneira a aumentar o seu conforto e consequentemente também a segurança, escolha um blusão, umas luvas e umas botas mais frescas. Apesar dos tecidos serem mais finos os bons equipamentos mantêm as proteções necessárias para os pontos sensíveis do corpo e muitos deles possuem aberturas para permitir a entrada de ar. Já agora, não se esqueça da cor das calças. Se forem pretas as pernas irão sofrer mais.

2 – A importância do capacete
Essencial para a segurança de qualquer motociclista, o capacete tem também um papel importante na forma como consegue reduzir os efeitos nocivos das altas temperaturas durante uma viagem. No caso dos capacetes integrais ou modulares não se esqueça de abrir as entradas de ar do capacete. Para reduzir a sensação de exaustão pode sempre experimentar utilizar uma toalha húmida à volta do pescoço.

3 – Ande sempre hidratado
A perda de líquidos numa viagem num dia de calor é enorme e por isso é determinante que o motociclista esteja atento à hidratação, bebendo e repondo líquidos sempre que possível. Portanto ande sempre com água na bagagem ou pare frequentemente para beber.

4 – Pare frequentemente
Aumente o ritmo das paragens para evitar o excesso de calor no corpo e a exaustão. Aproveite para despir o equipamento e permitir a circulação do ar no capacete, luvas e blusão, ao mesmo tempo que se refresca com o ar a circular no próprio corpo. Se for caso disso experimente molhar a roupa. Ela secará num instante, mas até que isso aconteça a deslocação do ar na viagem sempre ajuda a baixar a temperatura que se sente.

5 – Aproveite as sombras
Quando parar aproveite sempre a sombra. Além de ajudar o motociclista a arrefecer mais rapidamente, vai ter o mesmo efeito na moto, evitando assim possíveis problemas de sobreaquecimento e ao mesmo tempo reduzindo um pouco a intensidade da fonte de calor que é o motor de uma moto.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Manutenção Motos

Faça você mesmo na sua moto

Published

on

Manter o bom estado da sua moto é essencial para dela usufruir da melhor forma e ao mesmo tempo garantir o máximo de segurança na sua utilização. Por isso há pequenas tarefas que você mesmo pode fazer para garantir que a sua moto está nas melhores condições.



Verifique o estado e pressão dos pneus

Uma simples verificação do estado do piso do pneu permite-lhe constatar o seu nível de desgaste e assim não correr riscos de um susto porque se fez à estrada com um pneu com pouca aderência. Além disso verifique a pressão do ar. Naturalmente o pneu perde ar e com isso a pressão baixa, sendo necessário voltar a colocar ar para a pressão recomendada pelo fabricante. Esta tarefa deve ser feita, idealmente, uma vez por mês.

Mudança do óleo

Um motor que funcione com o óleo em bom estado e num bom nível é meio caminho andado para garantir o seu melhor rendimento e assegurar a sua longevidade em termos mecânicos. Verifique regularmente o nível do óleo e mude-o dentro dos intervalos de quilometragem ou de tempo indicados pela marca do seu motociclo.

Veja o líquido refrigerante

e a sua moto tem um motor refrigerado a líquido veja o nível do mesmo e troque-o se for caso disso. O líquido refrigerante com o tempo perde qualidades e por isso deve ser substituído. Neste processo drene o líquido existente e depois volte a encher o radiador com o novo. Feche o sistema e ligue a moto deixando-a aquecer. Desta forma o líquido circula por todo o sistema. Depois desligue-a e espere que arrefeça para só então voltar a tirar a tampa do radiador e preencher o que falta até ao nível máximo.

Mude o filtro do ar

O filtro do ar de uma moto é um elemento que facilmente fica cheio de impurezas e isso tem influência direta na forma como o motor “respira”. Veja regularmente o seu estado e limpe-o se ainda for possível fazê-lo, se já for tarde demais, opte por trocá-lo por um novo.

Mantenha a corrente limpa

Veja o estado da corrente e se esta estiver demasiado suja ou se já for altura de a limpar, segundo as indicações da marca, então com um pano ou uma escova velha remova a sujidade com um líquido de limpeza de corrente. Depois lubrifique a corrente com um produto apropriado e por fim aproveite para verificar a folga e ajustá-la se for caso disso.

Continuar a ler

Manutenção Motos

5 dicas para andar de moto com o frio

Published

on

O inverno e as temperaturas baixas apresentam mais desafios e maiores riscos para quem anda de moto. A redução da aderência ao asfalto devido à chuva, neve ou gelo e o incómodo causado ao motociclista pelo frio são fatores que devem ser considerados e prevenidos sempre que se faz à estrada em duas rodas.



Para melhor enfrentar a estrada nesta época do ano aqui ficam alguns conselhos:

1 – Atenção aos pneus

Verifique sempre o estado dos pneus antes de partir para a estrada. Veja se a pressão está correta em ambos os pneus e se o rasto está em bom estado e não exibe um desgaste exagerado. Se tem a moto na rua preste atenção se os pneus não acumularam durante a noite gelo, por exemplo.

2 – Não abuse nos primeiros quilómetros

Se tudo estiver em condições, não se esqueça que ainda assim a temperatura dos pneus está abaixo do normal, portanto o seu rendimento ideal só surge depois de eles aquecerem. Preste atenção a manobras mais bruscas ou inclinações mais acentuadas que devem ser evitadas nos primeiros quilómetros da viagem pois os pneus ainda não atingiram a sua temperatura ideal.

3 – Cuidado com o piso

Já na estrada o inverno exige cuidados redobrados na análise às condições do asfalto. As temperaturas baixas podem causar o aparecimento de gelo que nalgumas circunstâncias é quase indetectável, mas está lá a reduzir a aderência da moto à estrada. Por isso é determinante que a condução seja suave, sem movimentos bruscos e que o motociclista esteja muito atento a qualquer reação anormal ao comportamento da moto, por mais pequena que seja.

4 – O frio, um incómodo constante

Conduzir com frio num automóvel já pode ser incomodativo, agora imagine-se numa moto. O motociclista sofre um desconforto constante com as baixas temperaturas que com a deslocação da viagem assumem proporções ainda mais agrestes. Isso prejudica quem anda de moto pois o mau estar permanente reduz a sua capacidade de atenção e as baixas temperaturas também reduzem a rapidez de reação e a destreza. Além disso viajar ao frio também aumento substancialmente o cansaço que se sente.

5 – O equipamento é determinante

Para combater todas as contrariedades impostas pelo frio, o motociclista deve estar bem equipado. Para começar, o capacete deve estar bem limpo e ter um bom sistema de desembaciamento. Um bom blusão de inverno é essencial e claro está, um impermeável é fundamental. Que mais não seja guardado na moto para quando a chuva fizer das suas. Um dos elementos mais importantes são umas boas luvas de inverno. As mãos estão posicionadas na moto num ponto onde sofrem mais com a deslocação do ar frio e são fundamentais no controlo da moto. Por isso manter o conforto térmico é essencial também por questões de segurança.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por Ribatejano
    Olá a todos. Um amigo meu está a pensar comprar um Kia Cerato de 2005, motor 1.5 crdi com 190 mil kms e livro de revisões. O que pensam deste...
  • por Sofiacar
    Boa noite {"data-align":"none","data-size":"full","src":"https:\/\/www.espiritohonda.com\/forum3\/images\/smilies\/smiling0.gif"} Tenho um Honda...
  • por marciolm
    Olá a todos, Gostava de pedir a vossa opinião sobre um carro para a minha namorada. Ela atualmente tem um Peugeot 207 de 2009 a gasolina com 90...
  • por OpelCorsaB
    Boa tarde. Tenho uma viatura clássica e uma mota a 2 tempos e estão guardados dentro da minha garagem box. Fui abordado por um vizinho a dizer que...

Em aceleração