Volvo Trucks vai eletrificar grande parte da sua gama de camiões – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Volvo Trucks vai eletrificar grande parte da sua gama de camiões

Published

on

Com o início das vendas no final deste ano de três novos modelos de gama alta totalmente elétricos, a Volvo Trucks acredita que chegou o momento de acelerar a adoção da eletrificação no transporte rodoviário pesado.



Esta perspetiva positiva baseia-se na capacidade dos camiões elétricos da Volvo de satisfazerem uma grande variedade de necessidades de transporte. Na UE, por exemplo, será possível eletrificar num futuro próximo quase metade de todos os transportes por camião.

Os grandes compradores de transportes nacionais e internacionais estão a mostrar um forte interesse nos veículos elétricos. Isso decorre dos seus próprios objetivos climáticos ambiciosos, bem como da exigência por parte dos consumidores para a descarbonização e transportes mais limpos.

Com o início das vendas dos novos modelos elétricos Volvo FH e Volvo FM, o transporte eletrificado é agora possível não apenas em zonas urbanas, mas também no tráfego regional entre cidades. Além disso, o novo modelo elétrico Volvo FMX cria novas formas de tornar as operações de transporte na construção mais limpas e silenciosas.

A produção dos novos modelos elétricos para a Europa terá início no próximo ano. Juntam-se ao Volvo FL Elétrico e ao Volvo FE Elétrico para transportes urbanos, que se encontram em produção em série desde 2019. Na América do Norte, as vendas do VNR Elétrico começaram em dezembro do ano passado. Com os novos modelos de camiões, a Volvo Trucks tem atualmente uma linha de seis camiões elétricos médios e pesados, o que a torna na mais completa gama de camiões elétricos comerciais do setor.

Com a adição dos novos produtos com maior capacidade de carga, linhas motrizes mais potentes e uma autonomia de até 300 km, o portfólio elétrico da Volvo Trucks permite cobrir cerca de 45% de todas as mercadorias transportadas atualmente na Europa, revelam os estudos. Isto permite contribuir de forma importante para a redução do impacto climático do transporte rodoviário de mercadorias, que de acordo com as estatísticas oficiais representa atualmente cerca de 6% do total de emissões de CO2 na UE.

Além dos veículos elétricos, o programa de eletrificação da Volvo Trucks inclui um ecossistema completo com numerosas soluções de assistência, manutenção e financiamento, bem como outras opções que podem ajudar a facilitar uma transição mais rápida para o transporte eletrificado. A abordagem holística ajuda os clientes a manterem a produtividade e a controlarem a sua nova frota de transporte elétrico.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Santos e Vale e Reta desenvolvem solução para passar carga entre semirreboques

Published

on

A pedido da Santos e Vale – Operador Logístico, a Reta, desenvolveu uma solução inovadora em Portugal, que consiste num sistema de ligação entre duas viaturas atreladas, eficiente e sem complicações com a perda de peças soltas.


“O cliente queria uma solução fiável para transferência de cargas entre equipamentos. Agora, o motorista, em vez de ter que encostar as duas viaturas, cada uma num cais de cargas diferente, só precisa de encostar o conjunto. Com as duas viaturas atreladas, a carga pode ser movimentada entre os dois equipamentos, aumentando assim a flexibilidade de carga e descarga,” explica Luís Alves, da Reta no Carregado.

Esta plataforma é sempre agregada ao malhal do equipamento. O motorista quando precisa de utilizá-la, tem simplesmente que destravá-la e descê-la. Não há necessidade de montá-la, de cada vez que quiser utilizá-la. O sistema foi montado no frontal de um semirreboque rígido, podendo ser replicado para outros tipos de equipamento.

Luís Alves frisa: “É muito mais simples, não há peças soltas que se corre o risco de perder, há uma proteção adicional à própria carga (por cima). E não requer que a pessoa ande com uma chapa de ferro, com risco de se desviar e de a mercadoria cair. É mais seguro, mais funcional, tem uma resistência superior à dos próprios malhais frontais e, sobretudo, poupa muito trabalho aos motoristas.”

Esta solução tem tido excelente aceitação noutros mercados além dos transportes, porque permite ainda, com uma adaptação, que o semirreboque sirva de armazém móvel e que se carregue e descarregue pelos dois lados.
“À data atual, poderá ser montado em dois conjuntos (camião e semirreboque, ou link trailer e semirreboque, perfazendo 60 toneladas) e, no futuro em dual-trailer (dois semirreboques, perfazendo 70 toneladas), já em testes na vizinha Espanha,” explica Luís Alves, da Reta no Carregado.

Continuar a ler

Comerciais

Mercedes-Benz promete mostrar eActros de longo curso em Hanover

Published

on



A Mercedes-Benz Trucks escolheu o Salão de Hanover, que se realiza já no mês de setembro, para apresentar ao público o camião elétrico de longo curso eActros LongHaul, que deverá chegar ao mercado em 2024 com uma autonomia de até 500 km.

O modelo que será exposto no stand da marca alemã antecipa a imagem do veículo de produção em série. Os primeiros protótipos já estão a ser submetidos a testes intensivos e, ainda este ano, o eActros LongHaul será testado em estradas públicas.
No próximo ano, os primeiros veículos de teste chegarão aos clientes para uma utilização diária. Com um único carregamento da bateria, o eActros LongHaul terá uma autonomia de até 500km, estando prevista a sua produção em série em 2024.

A marca alemã também vai ainda mostrar no seu espaço no Salão Internacional, dois camiões elétricos; o eActros para transporte de distribuição pesada, que está em produção em série na fábrica de Wörth desde outubro de 2021, e o eEconic para uso municipal, desde julho.
A Mercedes-Benz Trucks divulgou as primeiras imagens de antevisão do protótipo do eActros LongHaul, assim como algumas caraterísticas técnicas do veículo de produção.


As baterias utilizam a tecnologia de fostato de lítio-ferro (LFP), que oferecem uma maior capacidade útil e uma vida mais longa. Estas baterias podem recuperar entre 20 a 80% da sua capacidade em menos de 30 minutos num posto ultrarrápido com potência de um megawatt.
A maior autonomia em combinação com o carregamento a um megawatt permite uma utilização diária semelhante à dos camiões convencionais e possibilita a realização de dois turnos.

Continuar a ler
Publicidade

Newsletter

Em aceleração