A MV Agusta abre a sua loja mais exclusiva no Mónaco – Motorguia
Ligue-se connosco

Motos

A MV Agusta abre a sua loja mais exclusiva no Mónaco

Published

on

A MV Agusta sempre foi uma marca com um pedigree muito próprio e agora assume ainda mais o seu caráter exclusivista e eleva-o a um novo patamar com a inauguração da sua loja em pleno Mónaco, a MV Agusta Mónaco Design Studio.



Sob a batuta do seu novo proprietário, o russo Timur Sardarov, a MV Agusta tem continuado a desenvolver os seus produtos, mas com um toque cada vez mais exclusivo e personalizado e nesta nova loja quase se pode dizer que nem o céu é o limite.

Dirigido por Virgilio Ferrari, campeão do mundo e tricampeão italiano muito ligado à MV Agusta, o Mónaco Design Studio irá criar motos únicas de acordo com os pedidos dos clientes, em especial para aqueles que procuram autênticas obras de arte sobre rodas e para quem o elemento financeiro não é obstáculo.

Como refere Timur Sardarov na cerimónia de inauguração “em cada motociclista, encontramos um desejo pela personalização da sua moto para que fique ainda mais próximo de seu ideal absoluto. Mais de cem MV Agusta são preparadas por nós para clientes de todos os quadrantes da vida, sempre sob a orientação de nosso designer Alexandre Dauly”.

Quanto à escolha da localização da loja, Sardarov diz que “apenas poderia acontecer no Mónaco e sob a liderança de Virginio Ferrari. A inauguração do MV Agusta Design Studio é apenas o reconhecimento do trabalho extraordinário do Virginio ao longo dos anos. Ele e a sua equipa merecem toda a sorte nesta aventura exclusiva”.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Motos

O sistema híbrido da Kawasaki

Published

on

Num vídeo onde mostra vários dos desafios que tem abraçado para melhorar o desempenho das suas motos, a Kawasaki levanta um pouco do véu daquele que poderá vir a ser o sistema de motorização híbrida para as suas motos



No final deste pequeno filme vemos um modelo num banco de ensaios a fazer a transição entre os dois motores deste sistema, um a combustão e outro elétrico, mostrando a suavidade com que essa transição é feita.

Segundo o construtor nipónico, este sistema permitirá ao motociclista escolher qual o tipo de propulsão desejada, sendo que nas viagens o motor a combustão será prioritário, mas em cidade a moto poderá circular apenas com o motor elétrico, o que será determinante para as futuras regras nas principais cidades europeias que ditarão irão impedir a circulação de modelos com motor a combustão na sua rede viária.

Continuar a ler

Motos

MV Agusta celebra 75 anos com edição especial esgotada em segundos

Published

on

A MV Agusta Superveloce 75 Anniversario é uma edição especial da Superveloce feita para comemorar os 75 anos da marca italiana.



Esta edição limitada a 75 unidades conta com um conjunto de detalhes únicos como as jantes raiadas, o banco em alcântara vermelho, numeração na mesa da direção, uma linha de escape Arrow e uma pintura exclusiva.

Equipada com um motor tricilíndrico que lhe dá uma potência máxima de 147 cv, esta edição especial foi colocada à venda online e os interessados teriam apenas 75 horas para fazer a sua reserva. Com um preço a começar nos 25.000€ as 75 unidades desta MV Agusta esgotaram numa questão de segundos. Este feito impressionou até os mais otimistas responsáveis da marca, até porque era exigido o pagamento de um sinal para assegurar a reserva.

Continuar a ler

Motos

Domínio total de Miguel Oliveira em Portimão

Published

on

Miguel Oliveira fez história de novo no desporto motorizado português ao conseguir a pole position, a melhor volta e a vitória na corrida portuguesa de MotGP que decorreu no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.



Na derradeira prova do campeonato que decorreu em solo nacional o piloto de Almada provou de novo o seu talento e capacidade ao dominar por completo o fim de semana. Começando logo na conquista da pole position, hoje o piloto da Red Bull KTM Tech 3 não fez por menos e após um arranque imbatível Miguel Oliveira não mais largou a primeira posição.

Aumentando gradualmente a sua vantagem na frente até uma distância “confortável”, o piloto da KTM teve a corrida na mão a cada volta que passava fazendo ainda a melhor volta.

Miguel Oliveira provou que não é só um piloto fiável, aguerrido, como pode também ser dominador ganhando corridas do primeiro ao último segundo.

Jack Miller na sua Ducati e Franco Morbidelli com a Yamaha fecharam o pódio que encerrou a temporada de MotoGP deste ano e em que Joan Mir na Suzuki se sagrou Campeão do Mundo.

Este momento marca também o adeus de Miguel Oliveira à equipa satélite da KTM, a Red Bull KTM Tech 3, passando no próximo ano a defender as cores da equipa principal da marca austríaca.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração