O Mustang que bateu o recorde em leilão – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

O Mustang que bateu o recorde em leilão

Published

on

Um Ford Mustang Shelby GT350R de 1965 foi leiloado por 3,85 milhões de dólares, qualquer coisa como 3,28 milhões de euros num leilão organizado pela Mecum nos Estados Unidos.



Este Mustang GT350R destronou o mítico Mustang GT de 1968 conduzido por Steve McQueen no filme Bullitt e que até agora tinha sido o Mustang mais caro vendido em leilão.

O pedigree deste GT350R é o responsável pelo seu sucesso no leilão Mecum Indy 2020. Estamos perante o primeiro protótipo de competição do Mustang, com o número de código 5R002, e o primeiro a conquistar vitórias em pista.

Apelidado de “Mustang Voador” (Flying Mustang) devido a uma foto em que ele surge com as quatro rodas no ar, “a fundo” numa corrida, este Mustang foi conduzido por pilotos como Bob Bondurant, Chuck Cantwell, Peter Brock, Jerry Titus e o britânico Ken Miles, que fez parte da epopeia da Ford contra a Ferrari para vencer as 24 Horas de Le Mans, história que passou recentemente pelo grande ecrã no filme “Ford vs Ferrari”.

Como se tudo isto não bastasse no historial deste Mustang “5R002” ele foi também o primeiro a ser desenvolvido por Carrol Shelby numa parceria com a Ford que viria a criar algumas das máquinas mais incríveis e alguns dos nomes mais emblemáticos da história automóvel.

O Ford Mustang Shelby GT350R “Flying Mustang” correu com sucesso nos anos sessenta e no início dos anos setenta e depois teve o destino de tantos outros carros de competição: parado no tempo. Surpreendentemente ele sobreviveu e acabou por ser totalmente restaurado em 2014 tendo sido depois foi revelado ao público em todo o seu esplendor no Amelia Island Concours onde, naturalmente, venceu o prémio de “Melhor da Classe” na sua categoria.

Muitos defendem que se este carro nunca tivesse existido, possivelmente toda a história dos “Muscle Cars” não teria sido como foi, o que é ainda mais um argumento para explicar como é que este Mustang atingiu o valor que atingiu neste leilão.

Agora veremos qual será o Mustang capaz de destronar este “5R002”. Não será tarefa fácil, mas no mundo automóvel tudo é possível.

 

Notícias

Edição especial GT Junior nos Alfa Romeo Stelvio e Giulia

Published

on

A Alfa Romeo recuperou um dos nomes de melhor memória da sua história, o GT Junior, e criou uma nova edição especial dos seus modelos atuais Stelvio e Giulia.



Esta edição tem como base os modelos com o nível de equipamento Veloce e inclui jantes com um desenho específico, o logo da marca transalpina nos encostos de cabeça dos bancos e uma referência à edição GT Junior com a silhueta do mesmo aplicada na soleira das portas e também no tablier.

Em termos de motorizações o Stelvio GT Junior e o Giulia GT Junior estarão disponíveis com os motores 2.0 a gasolina turbo com 280 cv e o 2.2 Diesel com 210 cv, duas unidades já presentes no nível de equipamento Veloce destes dois modelos.

Continuar a ler

Notícias

O Lada Niva em modo elétrico

Published

on

Uma empresa alemã propõe uma solução de eletrificação para o bem conhecido, e ao seu jeito carismático, Lada Niva.



Com a mudança do mundo automóvel a caminhar para a realidade elétrica há empresas que não querem deixar cair ícones de outrora e apresentam soluções de eletrificação de modelos que estão na memória de todos e que ao mesmo tempo têm um conjunto de aficionados em torno deles.

É o caso da Elantrie, uma empresa alemã que propõe a transformação de um Lada Niva “tradicional” para um elétrico. Para tal substitui o motor 1.7 a gasolina por outro elétrico e incorpora a bateria de lítio de 30 kWh na área anteriormente ocupada pelo depósito de combustível. Esta mudança dá ao pequeno todo o terreno russo uma potência de 88 cv e uma autonomia que pode chegar aos 300 quilómetros.

Esta transformação tem um custo de 2800 euros e caso não tenha um Lada Niva a Elantrie também vende o modelo já eletrificado por 19.900 euros.

Continuar a ler

Notícias

Um Ami para todos os gostos

Published

on

O Ami é a aposta da Citroën na nova visão de mobilidade com um modelo 100% elétrico acessível, ideal para o ambiente urbano e que pelas suas dimensões, estilo e irreverência se mostra ideal para ser personalizado.



Assim sendo a marca francesa disponibiliza um programa de personalização onde propõe um conjunto de decorações feitas pela própria Citroën, mas também pode ser o comprador do Ami a propor o que quer ver nos vários painéis do seu veículo.

Esta opção tem um preço que varia do número de painéis que o interessado quer personalizar e pode ir dos 29€ aos 89€, valores que certamente irão fazer nascer vários Ami diferentes e dar um colorido mais interessante às ruas das nossas cidades.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração