ESCÂNDALO – VW vendeu ilegalmente milhares de veículos pré-série em vez de os destruir – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

ESCÂNDALO – VW vendeu ilegalmente milhares de veículos pré-série em vez de os destruir

Published

on

Os carros da marca alemã apresentavam diversos defeitos e nunca foram certificados para serem utilizados no dia-a-dia. Tratava-se de carros de testes que deveriam ter sido destruídos.

O jornal alemão Der Spiegel avançou hoje com a notícia sobre um novo escândalo na Volkswagen colocou no mercado os carros utilizados durante os testes de pré-produção. A VW vendeu 6700 carros de teste que não estavam certificados para uso na estrada. Os carros foram vendidos na última década na Europa e nos Estados Unidos a clientes que atualmente não fazem ideia que possuem um carro destes.

Depois do escândalo com o Dieselgate, a marca germânica volta a enfrentar problemas na sua gestão. Esta prática antecede até o Dieselgate. Segundo o Der Spiegel, a prática de despachar os “muletos” (gíria para os carros que servem exclusivamente para testes, seja de estrada ou de desporto) começou em 2006. Apenas a VW está abrangida, as outras marcas do grupo não adotaram esta prática. A VW preferiu enviar os carros, devidamente revistos, para outros países e para concessionários que nunca suspeitaram de nada.

Não existe qualquer documentação sobre os carros enviados para o mercado, nem sobre os eventuais defeitos encontrados durante os testes e como foram retificados.

O jornal alemão Handelsblatt confrontou o CEO da VW, Herbert Diess, que afirmou estar em curso neste momento um “Recall” de todos estes veículos para serem recomprados pela VW e reparados os danos aos clientes afetados por esta prática ilegal. Caso tenham sucedido acidentes graves que envolvam algumas destas unidades a Volkswagen enfrenta um problema de grandes dimensões. As investigações estão em curso…

 

Notícias

Edição especial GT Junior nos Alfa Romeo Stelvio e Giulia

Published

on

A Alfa Romeo recuperou um dos nomes de melhor memória da sua história, o GT Junior, e criou uma nova edição especial dos seus modelos atuais Stelvio e Giulia.



Esta edição tem como base os modelos com o nível de equipamento Veloce e inclui jantes com um desenho específico, o logo da marca transalpina nos encostos de cabeça dos bancos e uma referência à edição GT Junior com a silhueta do mesmo aplicada na soleira das portas e também no tablier.

Em termos de motorizações o Stelvio GT Junior e o Giulia GT Junior estarão disponíveis com os motores 2.0 a gasolina turbo com 280 cv e o 2.2 Diesel com 210 cv, duas unidades já presentes no nível de equipamento Veloce destes dois modelos.

Continuar a ler

Notícias

O Lada Niva em modo elétrico

Published

on

Uma empresa alemã propõe uma solução de eletrificação para o bem conhecido, e ao seu jeito carismático, Lada Niva.



Com a mudança do mundo automóvel a caminhar para a realidade elétrica há empresas que não querem deixar cair ícones de outrora e apresentam soluções de eletrificação de modelos que estão na memória de todos e que ao mesmo tempo têm um conjunto de aficionados em torno deles.

É o caso da Elantrie, uma empresa alemã que propõe a transformação de um Lada Niva “tradicional” para um elétrico. Para tal substitui o motor 1.7 a gasolina por outro elétrico e incorpora a bateria de lítio de 30 kWh na área anteriormente ocupada pelo depósito de combustível. Esta mudança dá ao pequeno todo o terreno russo uma potência de 88 cv e uma autonomia que pode chegar aos 300 quilómetros.

Esta transformação tem um custo de 2800 euros e caso não tenha um Lada Niva a Elantrie também vende o modelo já eletrificado por 19.900 euros.

Continuar a ler

Notícias

Um Ami para todos os gostos

Published

on

O Ami é a aposta da Citroën na nova visão de mobilidade com um modelo 100% elétrico acessível, ideal para o ambiente urbano e que pelas suas dimensões, estilo e irreverência se mostra ideal para ser personalizado.



Assim sendo a marca francesa disponibiliza um programa de personalização onde propõe um conjunto de decorações feitas pela própria Citroën, mas também pode ser o comprador do Ami a propor o que quer ver nos vários painéis do seu veículo.

Esta opção tem um preço que varia do número de painéis que o interessado quer personalizar e pode ir dos 29€ aos 89€, valores que certamente irão fazer nascer vários Ami diferentes e dar um colorido mais interessante às ruas das nossas cidades.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração