10 verificações importantes antes de seguir viagem de camião – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

10 verificações importantes antes de seguir viagem de camião

Published

on

A rotina das viagens de camião é sempre a mesma. Fazer o carregamento, verificar o destino, guardar a nota de carga e seguir… Mas será só isto? Não. Falamos com alguns especialistas que nos listaram 10 tarefas importantes a fazer antes de seguir viagem.



São ações que vão tornar a viagem mais segura, vão evitar multas, aborrecimentos e, principalmente, prejuízos com desgaste desnecessário… Conheça as dicas em baixo.

1 – Estado de arrumação e amarração da carga – a lona, a amarração e a própria disposição da carga. É tudo responsabilidade do motorista. Se não estiver tudo bem arrumado, seja em semi-reboques com lona ou até fechados, a carga pode levar o camião a tombar e causar um acidente. Esta é a primeira verificação.

2 – Combustível – Convém verificar o combustível, se o depósito está cheio ou não e até pode tentar perceber qual a qualidade do próprio gasóleo. Outro detalhe que deverá verificar é o nível do AdBlue. Muita atenção a este detalhe.

3 – Água no pré-filtro – é necessário drenar a água acumulada no pré-filtro, elemento que todos os camiões têm. É importante drenar essa água, que se pode acumular por condensação ou humidade e contaminar o gasóleo. É um sistema de fácil acesso e é da responsabilidade do motorista.

4 – Folgas na direção – é o primeiro detalhe a verificar quando se entra na cabina do camião. Alguns dos elementos do sistema da direção sofreu fadiga e partiu-se. Assim, é preciso verificar como esta o volante e até as rodas para garantir que vai responder de forma adequada quando solicitado.

5 – Luzes – É fundamental verificar todas as luzes de sinalização que o camião possui. Indicadores de mudança de direção, travões, faróis e luzes de sinalização. Para isso é preciso estar acompanhado por alguém para ajudar a acionar os comandos das luzes ou a verificar.

6 – Pressão pneumática dos travões – Convém saber se o sistema de travagem pneumático está carregado e alimentado para que na próxima necessidade de travagem não deixe o motorista e o camião na mão. É preciso garantir que o travão vai acoplar e fazer o seu trabalho. Nos veículos mais antigos é comum acontecerem perdas de travagem enquanto os travões não aquecem.

7 – Tacógrafo – É uma obrigação do motorista do camião manter o tacógrafo operacional, seja ele de disco ou de cartão. Andar com o tacógrafo avariado ou fazer “maroscas” com o mesmo implica uma multa para o motorista.

8 – Pressão dos pneus – Pneus com a pressão errada são perigosos, retiram estabilidade ao veículo e prejudicam o seu bolso. Se rolar com os pneus com pressão baixa, estes acabam por aquecer podendo causar um incêndio, gasta o pneu de um dos lado da borracha porque provoca arrasto e perda de eficiência. A pressão elevada também não é positiva. Convém verificá-la sempre antes de sair com o veículo.

9 – Documentação – Convém verificar toda a documentação do veículo, do motorista e da carga. Não saia da empresa sem nada disto porque pode ser multado.

10 – Lubrificantes e manutenção – O motorista, antes de sair com o camião, precisa de verificar os intervalos de mudança de fluídos e o próprio nível dos mesmo.
A partir daqui, está pronto para viajar

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Recolha de resíduos sólidos urbanos em Cascais é feita de Volvo elétrico

Published

on

O primeiro camião Volvo FE Electric de recolha de resíduos sólidos urbanos vai estar “à experiência” em Cascais para avaliação da sua performance, que em operação tem emissões de carbono nulas.



Cascais vai ser o primeiro município português a ter em operação um camião elétrico Volvo para recolha de resíduos sólidos urbanos. A iniciativa resultou de um projeto-piloto com a Auto Sueco Portugal para a realização de um teste em condições reais de operação. 
Para a Cascais Ambiente, empresa municipal encarregue da recolha de resíduos urbanos no concelho, este teste decorre dos seus próprios objetivos climáticos e operacionais, bem como da exigência por parte dos munícipes de Cascais, para a descarbonização, a diminuição de ruído e a proliferação de transportes mais amigos do ambiente, dentro do concelho. 
 “Temos como objetivo acelerar os processos tecnológicos que nos permitam reduzir a pegada ecológica da nossa operação. A Volvo apresentou-nos este projeto e a Cascais Ambiente assumiu o compromisso de fazer trabalhar o camião em condições reais”, afirma Luís Capão, presidente da Cascais Ambiente.

“Com os dados retirados deste teste, permitimos à Volvo ter o conhecimento necessário para melhorar o protótipo adaptado às circunstâncias portuguesas. Para a Cascais Ambiente, este primeiro contacto com um camião de recolha totalmente elétrico prenuncia um avanço que queremos fazer em direção à descarbonização da operação,” acrescenta o presidente da Cascais Ambiente.
Durante três semanas vai estar ao serviço da Cascais Ambiente na recolha de resíduos sólidos urbanos, um Volvo FE Electric 6×2, equipado com um motor elétrico que desenvolve uma potência em contínuo de 225 kW e um binário de até 850 Nm, o qual é alimentado por uma bateria com capacidade até 264 kW, que oferece uma autonomia de até 200 km.
O camião elétrico recebeu uma superestrutura de recolha de resíduos sólidos urbanos, também elétrica, do fabricante Terberg, representado pela empresa Resitul, e que é acionada pela tomada de força elétrica do camião. 
“Com base nas tarefas de transporte que a Cascais Ambiente necessita, a Auto Sueco Portugal ajudou a definir, de uma forma estruturada e eficiente, a instalação para as suas necessidades de carregamento, para que a viatura esteja o máximo de tempo em operação”, afirma Manuel Castro e Matos, diretor Comercial Camiões da Auto Sueco Portugal.
“Este é um trabalho em equipa, onde se tem em consideração fatores como rotas, capacidade das baterias, horários de carregamento disponíveis e tempos de trabalho. Tudo isto, no sentido de tirar o máximo partido de uma solução de transporte que cumpra com os objetivos definidos” sublinha o diretor Comercial Camiões da Auto Sueco Portugal.

Continuar a ler

Comerciais

Nova Ford Tourneo Custom vai ter versões elétrica, PHEV e Diesel

Published

on

A Ford Pro revelou a nova E-Tourneo Custom. Este modelo eleva a fasquia no segmento de veículos multiatividades, combinando uma nova plataforma concebida para proporcionar a máxima versatilidade e conforto com um motor elétrico alimentado por uma bateria que pode proporcionar uma autonomia de 370 km.



Sendo um dos quatro novos modelos Ford Pro 100% elétricos que serão lançados na Europa até 2024, a E-Tourneo Custom destina-se tanto a clientes particulares como a empresas, oferecendo espaçosa habitabilidade para um máximo de oito ocupantes. O novo modelo introduz um conjunto completo de características premium, incluindo bancos traseiros ultra-flexíveis montados em calhas, portas laterais de comando elétrico mãos-livres, sistema áudio B&O, chaves digitais, teto panorâmico em vidro – e um inovador volante basculante.

Os níveis de conforto são melhorados pelo requinte superior e pela dinâmica do veículo proporcionada pelo design de próxima geração. Propulsão elétrica silenciosa e um novo nível de conforto e estabilidade na condução são oferecidos pela arquitetura otimizada do chassis com suspensão traseira independente.
Utilizando a mesma tecnologia de célula de bateria de alta densidade que a Ford F-150 Lightning, numa bateria cuja potência utilizável é de 74 kWh, com um motor elétrico de 160 kW, a E-Tourneo Custom proporcionará um desempenho e refinamento excecionais. O motor elétrico do veículo multiatividades também oferece uma capacidade de condução de um só pedal para uma eficiência energética ainda maior e uma experiência de condução mais relaxada e confortável.

A nova Tourneo Custom PHEV utiliza um sistema híbrido paralelo para oferecer um motor a gasolina de ciclo Atkinson com 2,5 litros de cilindrada para viagens de longa distância, além de um motor elétrico e uma bateria com 11,8 kWh utilizáveis, permitindo uma autonomia em condução puramente elétrica superior a 50 km, ideal para viagens dentro das zonas citadinas de zero emissões.
Juntamente com as variantes eletrificadas, a Ford oferecerá a Tourneo Custom com os motores diesel EcoBlue de última geração com 136, 150 ou 170 CV, combinados com a escolha de uma nova transmissão automática de oito velocidades de alta eficiência ou uma caixa manual de seis velocidades.

Introduz, também, uma opção de tração integral, aumentando a confiança para os clientes que necessitam de maior capacidade para todas as condições meteorológicas e dos proprietários que acedem a parques de campismo, praias e trilhos.
O sistema distribui inteligentemente o binário entre os eixos através de um acoplamento controlado eletronicamente, com ajustes que demoram menos de 20 milissegundos, e está disponível para veículos equipados com o motor diesel EcoBlue de 136 e 170 CV e caixa de velocidades automática. Os clientes que necessitam de mais tração, mas preferem uma caixa de velocidades manual, podem especificar um diferencial mecânico autoblocante com os motores diesel EcoBlue de 136 e 150 CV.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Em aceleração