“Drive-Thru Strip Club” nasce por causa do Covid-19 – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

“Drive-Thru Strip Club” nasce por causa do Covid-19

Published

on

Já aqui noticiámos como o conceito de Drive-in renasceu com a pandemia do Coronavírus pois minimiza o contacto entre as pessoas, permitindo ainda assim a que assistam a um filme ou a uma missa sem por em risco o distanciamento social. Pois esse conceito parece estender-se com sucesso a mais áreas da sociedade.



Com as regras impostas por alguns estados dos Estados Unidos por causa do Covid-19, vários estabelecimentos foram obrigados a fechar as suas portas e foi isso que aconteceu com o Lucky Devil, um clube de strip em Portland, no estado do Oregon, que teve de encerrar de um dia para o outro.

Como este clube também tinha serviço de restaurante, o seu proprietário, Shon Boulden, de imediato preparou a cozinha para servir refeições para fora. Contudo o negócio não havia forma de mostrar nenhuma vitalidade, até que num post no Twitter, em forma de desabafo, disse que se calhar era melhor colocar as bailarinas do clube a distribuir as refeições. De repente esse post tornou-se viral e ele percebeu que estava ali a solução.

Assim, além de criar o serviço “Food 2 Go-Go” em que as bailarinas fazem a distribuição das refeições aos clientes, Shon preparou também o clube com um espaço onde os automóveis podem passar e assistir a um show de pole-dance em modo Drive-thru.

Não há qualquer contacto entre os clientes e as bailarinas, sendo que estas estão devidamente equipadas e protegidas com máscara e luvas, tanto no serviço de entrega de refeições como no espetáculo no Drive-Thru.

Como sempre, as crises causam grandes problemas, mas também são um motor de criatividade e empreendedorismo e esta pandemia do vírus Covid-19 não é exceção.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Notícias

Cerca de 30.000 pessoas por mês confundem o logo da Kia com “KN”

Published

on

De acordo com dados da própria google, cerca de 30 mil pessoas procuram no motor de busca pela marca de automóveis “KN”, o que parece indiciar que as mesmas não percecionam o atual logótipo da Kia como Kia mas sim “KN”.



Quando modernizou o seu símbolo em 2021 a Kia deixou de lado o logótipo oval com a palavra Kia no centro e passou a aodtar um novo design composto apenas pelas letras unidas entre si de uma forma estilizada.

Esta solução parece ter confundido quem vê os atuais modelos e se questiona sobre qual a marca dos mesmos pois de acordo com os dados da google são comuns perguntas como: “quem faz os carros KN” ou “que marca de carros é a KN” ou ainda “o que são os carros KN” por exemplo.

No entanto parece que isto não está a afetar muito a marca pois não tem tido influência nas vendas. De certa forma até está a ser positivo pois está a gerar uma curiosidade e um interesse inesperado em torno da marca, o que é sempre bem vindo.

Continuar a ler

Notícias

Abarth lança o 500e, o seu primeiro elétrico

Published

on

A marca do escorpião acaba de apresentar a sua primeira proposta totalmente elétrica, o 500e que deverá chegar ao mercado no próximo ano de 2023.



Tendo como base natural o Fiat 500e, este Abarth partilha a mesma bateria com 42 kWh, mas como seria de esperar o seu motor elétrico tem “mais nervo” e apresenta uma potência de 155 cv (face aos 118 cv do Fiat 500e) e 235 Nm de binário o que permite a este 500e uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 7,0 segundos.

Não se pense que por ser elétrico este Abarth deixou de ter uma “banda sonora” própria pois a marca encarregou-se de incluir um gerador de som que reproduz as tonalidades de um motor a combustão para que as emoções auditivas continuem presentes.

Este 500e começará a ser comercializado com uma edição de lançamento denominada Scorpionissima e que será limitada a 1949 unidades, numa clara analogia com o ano em que a marca transalpina foi criada. Conta com vários elementos desportivos como os bancos em alcântara, os pedais em alumínio, umas jantes de 18″ exclusivas e duas cores: azul veneno e verde ácido.

De momento ainda não foram divulgados preços para o primeiro elétrico da Abarth.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Em aceleração