Ligue-se connosco

Notícias

50.000 euros por um Mercedes 190E

Published

on

Ultimamente têm surgido alguns automóveis antigos a preços exorbitantes, principalmente quando falamos em unidades que ficaram paradas no tempo.

Se alguns valores poderão ser relativamente compreensíveis por se tratarem de automóveis especiais ou raros, já outros são completamente estranhos, quando se trata de modelos tão banais como um Mercedes-Benz 190E.

O 190E, também conhecido pelo código W201, é o mais famoso dos modelos da marca da estrela, já que foram vendidas quase dois milhões de unidades entre 1982 e 1993, quando foi substituído pela primeira geração do Classe C. Em Portugal, ficaram famosos como táxi, principalmente quando começaram a ser importados em força da Alemanha.

E é precisamente na Alemanha que encontramos alguém a pedir praticamente 50.000 euros por um 190E. Para sermos exactos são 49.900 euros pedidos por um 190E com o motor 2.3 a gasolina, de uma unidade da versão americana, como pode reparar pelos faróis dianteiros, divididos nas unidades produzidas para os Estados Unidos.

O exorbitante valor pedido é alicerçado, supostamente, no facto de se tratar de uma unidade nova, que nunca foi matriculada e que tem apenas 500 quilómetros percorridos. Nota-se que está novo, de facto, e também dá para perceber que a configuração é pouco comum, pois tem uma combinação de cores relativamente invulgar e um excelente recheio de equipamento, tendo em conta a época. Mas 50.000 euros?

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

Coleção de Paul Walker rende 2,1 milhões de euros

Published

on

Dezoito automóveis e três motos da coleção particular do falecido actor Paul Walker foram a leilão e no total renderam cerca de 2,1 milhões de euros.

A leiloeira Barret-Jackson de Scottdale no Arizona anunciou em Outubro o leilão dos modelos da coleção particular de Paul Walker, leilão esse que agora se realizou e onde pontificaram os cinco BMW M3 E36 Lightweight que o actor possuía.

Estes M3 foram uma edição especial da marca bávara destinada à competição, mas homologada para circular na estrada e dos quais apenas foram fabricadas 125 unidades. Graças aos elementos em alumínio e fibra de carbono utilizados o M3 E36 Lightweight é 102 quilos mais leve que o modelo base.

Um destes cinco modelos a leilão chegou mesmo a ser licitado por 347.000 euros. Além destes BMW M3 o Nissan 370Z de 2009 utilizado por Walker no filme Velocidade Furiosa 5 no papel de Brian O’Connor também foi leiloado e chegou aos 95.000 euros o que faz deste desportivo o Nissan 370Z mais caro de sempre.

Outro dos modelos em destaque foi o Ford Mustang Boss 302S de competição, uma versão repleta de elementos da Ford Racing e que ascendeu aos 83.300 euros.

Para melhor temros a noção da paixão pelos motores de Paul Walker aqui fica a lista completa com os modelos da sua coleção que foram a leilão:

Automóveis:
Audi S4 de 2000
BMW M3 E30 de 1988
BMW M3 E30 Coupe de 1991
BMW M3 E36 Lightweight de 1995 (4 unidades)
BMW M3 E36 Lightweight com asa LTW de 1995
Chevrolet Nova Wagon de 1963
Chevrolet Chevelle Wagon de 1964
Chevrolet II Nova de 1967
Ford Bronco SUV de 1995
Ford F250 Pickup de 2003
Ford Mustang Boss 302S de competição de 2013
GMC Sierra 1500 Pickup de 2004
Nissan 370Z de 2009
Nissan R32 Skyline de competição de 1989
Toyota Tundra Pickup de 2006
Motos:
BMW de 2011
Harley-Davidson RS de 2005
Suzuki de 2008

Continuar a ler

Notícias

Paulo Fiúza, o melhor português no Dakar

Published

on

Paulo Fiúza, o navegador de Stéphane Peterhansel entrou na história do desporto motorizado ao ser o português mais bem classificado de sempre na categoria dos automóveis no mítico Dakar.

A edição deste ano do Dakar que decorreu nas areias da Arábia Saudita viu um português subir ao pódio dos automóveis pela primeira vez na história das participações nacionais, Paulo Fiúza e Stéphane Peterhansel levaram Mini ao terceiro lugar numa prova ganha por Carlos Sainz. Este feito superou o melhor resultado nas quatro rodas que até aqui era o quarto lugar que Carlos Sousa conseguiu em 2003.

De salientar que o melhor resultado de sempre no Dakar em qualquer categoria continua a ser o de Paulo Gonçalves com o segundo lugar nas motos conquistado em 2015.

Mas a participação portuguesa no Dakar deste ano não se fica por aqui, Hélder Rodrigues e Rúben Faria que fazem parte da estrutura da equipa Honda também estão de parabéns já que a Honda conseguiu finalmente arredar a KTM do primeiro lugar na categoria das motos ao conquistar a vitória com o piloto americano Ricky Brabec.

Bianchi Prata também teve uma excelente prestação na sua estreia como navegador na categoria SSV, lutando até ao final por um lugar no pódio que acabaria por lhe escapar, mas assegurou o quarto lugar na classificação.

Considerando os resultados desportivos, foi uma excelente participação nacional no Dakar deste ano, mas infelizmente esta prova ficará para sempre gravada na nossa memória coletiva como sendo a pior para as cores nacionais pela perda de um dos seus melhores desportistas, Paulo Gonçalves.

Continuar a ler

Notícias

Matrículas em Portugal deixam de indicar data

Published

on

As novas matrículas automóveis vão deixar de ter aquele retângulo amarelo que serve para indicar o ano e mês em que foi criada aquela matrícula. Segundo o diploma agora publicado em Diário da República, “não é elemento relevante” para identificação das viaturas e pode gerar “interpretações incorretas”.

O decreto-lei n.º 2/2020, que altera o Regulamento da Matrícula, o Código da Estrada e o Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir, refere que o objetivo é “a harmonização do modelo de chapa de matrícula com o da generalidade dos Estados-membros da União Europeia, que não apresentam referência à data da primeira matrícula do veículo”.

Este elemento pode provocar interpretações erradas por parte de algumas entidades de outros Estados-membros da União Europeia quando os veículos circulam fora de Portugal, pois há diversos países a utilizam uma solução semelhante para indicar a data limite de validade da matrícula. Podemos exemplos em automóveis acabados de importar para Portugal e que estejam ainda sem matrícula nacional.

Esta medida tem apenas caráter obrigatória para as matrículas emitidas após o término da atual série de matrículas. No caso dos automóveis já matriculados, sejam eles “nacionais” ou importados, não existe a obrigatoriedade de alterar a matrícula. Contundo, quem o desejar, poderá fazê-lo, o que poderá uma solução bastante requisitada por quem possuem automóveis “importados” e se sente, por vezes, um pouco descriminado.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração