Ligue-se connosco

Notícias

Uber à beira da falência?

Published

on

Prejuízos de 2.7 mil milhões de euros em 2018 tornam o futuro da Uber muito cinzento. Em maio deve sair da bolsa e depois o futuro ficará dependente de alguns projetos em curso.

Semanas depois da saída de bolsa do seu maior concorrente (Lyft), a Uber prepara-se para anunciar igualmente a saída do mercado em maio. O Financial Times apontou fontes próximas da companhia americana que dão como data provável da saída a 10 de maio. Na opinião dos especialistas em economia, a forte aposta da Uber em “destruir” os seus concorrentes levou a investimentos elevados que não tiveram o retorno esperado. Os investidores estão apreensivos em relação as estes valores apresentados no exercício de 2018.

Apesar de exibir um currículo invejável onde se encontram números tão interessantes como estar presente em 700 cidades de todo o mundo, ter uma base de dados de 91 milhões de utilizadores e deter uma quota de mercado de 65% na América, Europa, Austrália e Nova Zelândia, a Uber está apostada em desenvolver os veículos autónomos.

Para cumprir estes objetivos a Uber investiu no ano passado 400 milhões de euros em investigação e desenvolvimento de veículos autónomos (sem condutor), veículos voadores e outros programas de tecnologia.

A aposta da Uber incide sobre os veículos autónomos que constituirão a longo prazo a força da sua oferta. No entanto, isto não quer dizer que os condutores atuais fiquem sem trabalho. O processo irá ter uma fase híbrida bastante prolongada que dará aos condutores humanos uma larga margem para o grosso das operações, tendo em conta que os veículos autónomos só vão funcionar em rotas muito específicas e longe do tráfego intenso.

O folheto da Uber indica acordos de colaboração com fabricantes de automóveis como a Toyota e Volvo que poderão integrar a tecnologia de condução autónoma da Uber.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

Honda muda logótipo no combate ao Covid-19

Published

on

O logótipo de uma marca é um dos elementos mais sagrados da sua comunicação e face ao grave momento que o mundo atravessa com a pandemia do novo Coronavírus, a Honda mudou o seu logótipo substituindo a palavra “Honda” por “Home” mantendo a assinatura “The Power of Dreams”, na tentativa de sensibilizar todos a ficar em casa.



O surto de Covid-19 tem levado a várias medidas de sensibilização para que as pessoas alterem os seus hábitos e fiquem em casa em segurança e a Honda vem dar mais um contributo nesse combate ao vírus tentando sensibilizar a população para ficar em casa com esta importante mudança na sua imagem, mas mantendo bem viva a esperança de dias melhores.

A par desta medida de alterar o seu logótipo, a marca japonesa reforçou a sua presença nos canais digitais de maneira a estar mais próximo dos seus clientes através da iniciativa “Continuamos Ligados” que além de ter mais conteúdos ao dispor também agiliza a relação entre o cliente e a marca nas mais variadas tarefas.

Continuar a ler

Notícias

Autoeuropa fabrica viseiras para hospitais

Published

on

Logo com o surgimento da pandemia do novo Coronavírus no nosso país a Autoeuropa doou viseiras e fatos de proteção a hospitais nacionais, nomeadamente o Curry Cabral e Santa Maria, ambos em Lisboa.



Agora um conjunto de trabalhadores desta fábrica da Volkswagen em Palmela em coordenação com a própria Autoeuropa está a produzir viseiras para o Hospital Nossa Senhora do Rosário, no Barreiro e o Hospital de Setúbal.

Recorrendo à maquinaria de impressão 3D estes trabalhadores continuarão a produzir estas viseiras enquanto houver matéria prima disponível ajudando assim na proteção dos elementos das entidades de saúde neste combate à pandemia do Covid-19.

Continuar a ler

Notícias

Rali de Portugal adiado por causa do Coronavírus

Published

on

A pandemia do vírus Covid-19 continua a adiar eventos e neste caso foi o WRC Vodafone Rally de Portugal que foi adiado mais para o final da época, ainda sem uma data definida.



Inicialmente agendado para decorrer no nosso país entre 21 e 24 de Maio, o rali de Portugal foi adiado numa decisão tomada em conjunto pela FIA, o ACP e as autoridades nacionais.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração