Maxus mostra novo eDeliver 7 concorrente da Ford E-Transit – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Maxus mostra novo eDeliver 7 concorrente da Ford E-Transit

Published

on

O furgão elétrico Maxus eDeliver7 é o mais recente furgão da marca chinesa e vem posicionar-se entre o eDeliver 3 e o eDeliver 9, basicamente é um concorrente da Ford E-Transit Custom.



Está disponível com baterias de iões de lítio de 77 e 88 kWh e autonomias a rondar os 360 km. Com a bateria mais pequena, a autonomia será de 302 km.

O motor elétrico está montado no eixo dianteiro, tem 201 CV e disponibiliza 330 Nm de binário.
A gama será composta por versões standard, longas e de teto alto e deverá integrar brevemente o leque de opções do construtor chinês, que em Portugal é vendido pela Astara e que lançou recentemente a primeira pick-up elétrica no nosso país, a T90 EV.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

MAN lança Lion’s City E em Portugal

Published

on

Num esforço contínuo e permanente para promover a sustentabilidade e a mobilidade zero emissões, a MAN Truck & Bus Portugal anuncia com entusiasmo a chegada a Portugal do MAN Lion’s City E, o seu autocarro urbano 100% elétrico.



Este autocarro, impulsionado por tecnologia de vanguarda, é parte integrante dos esforços da MAN Truck & Bus para reduzir a pegada de carbono e promover um transporte ecológico e eficiente.
Chegado a Portugal, o eBus irá ser o protagonista de uma tour única em Portugal, a Electrifying Portugal, para uma apresentação personalizada. Este evento exclusivo proporcionará aos clientes a oportunidade de conhecerem em primeira mão as características inovadoras e o compromisso com a sustentabilidade, deste veículo revolucionário.


Electrifying Portugal oferecerá uma experiência imersiva, permitindo aos clientes explorarem o MAN Lion’s City E, conhecer as suas funcionalidades e experimentarem o conforto ímpar que proporciona.
Especialistas estarão disponíveis para fornecer apresentações técnicas detalhadas sobre a tecnologia da mobilidade elétrica, a infraestrutura de carregamento e outros detalhes inovadores do autocarro totalmente elétrico.

O MAN Lion’s City E estará disponível também para demonstrações práticas e exibir a sua eficiência e desempenho ao vivo, destacando os benefícios de um autocarro alimentado por uma fonte de energia totalmente elétrica e que contribui para a redução das emissões de carbono e para a transição para um sistema de transporte mais sustentável.

O autocarro percorrerá rotas estratégicas, conetando diversas cidades e localidades em todo o país, facilitando a mobilidade e incentivando o uso do transporte público. Os passageiros desfrutarão de um ambiente confortável e inovador, com comodidades modernas e conectividade para tornar a experiência da viagem ainda mais agradável.

A MAN completou a sua nova geração de autocarros urbanos com o MAN Lion’s City E totalmente elétrico. A produção em série da versão solo de 12 metros começou em outubro de 2020 na fábrica polaca da MAN em Starachowice. O autocarro 100% elétrico Lion’s City 18 E entrou em produção em série em abril de 2021. Este último oferece espaço para até 130 passageiros, o autocarro solo para até 88 passageiros. Em termos de unidade, a MAN conta com um motor central no eixo traseiro no seu eBus, ou dois motores centrais no segundo e terceiro eixos no autocarro articulado, o que beneficia o desempenho de condução. A energia para a cadeia cinemática totalmente elétrica vem das baterias no teto do veículo. Os autocarros elétricos oferecem um alcance de até 350 quilómetros em condições favoráveis durante toda a vida útil das baterias.

Continuar a ler

Comerciais

Camiões Otokar Atlas começam a ser vendidos em Espanha

Published

on

A GBister Ibérica, empresa fundada em 1994 e que comercializa mini autocarros transformados, vai iniciar a importação dos camiões Otokar Atlas para território espanhol… para já.



Assim, o importador já tem disponíveis dois modelos para o transporte de mercadorias: um chassis-cabina de 8,5 toneladas em duas versões (chassis longo e chassis curto), e outro camião de 12,1 toneladas que resulta da adição de um terceiro eixo ao mais pequeno da família.
Ambos os camiões são alimentados por um motor Diesel Cummins de 3,8 litros e 150 CV, com uma curva de binário muito plana. Em combinação com a caixa de velocidades ZF 6+1, torna a condução muito agradável porque permite trabalhar com uma ampla gama de rotações sem necessidade de mudar de velocidade.

Outra chave para o sucesso dos camiões Otokar é o sistema de travagem pneumático Wabco: “Neste segmento, todos os concorrentes têm travões mecânicos e, quando conduzimos um camião de 8,5 toneladas, é muito importante que os travões sejam eficientes. É um bónus extra de qualidade e segurança”, explica Bautista.

Além disso, os camiões Otokar Atlas dispõem de uma gama completa de equipamentos de série: ar condicionado, ACC (Adaptive Cruise Control), EBS, travão de motor, LDWS (Lane Departure Warning System), AEBS (Advanced Emergency Braking System), ESC (Electronic Stability Control), espelhos aquecidos, cama… Por fim, é de salientar a amplitude e o conforto da cabina.

O objetivo para este primeiro ano é registar cerca de 40 unidades em Espanha. De acordo com as previsões, 65-70% das vendas corresponderão ao modelo de 8,5 toneladas e o restante ao modelo de 12,1 toneladas. Para 2025, os objectivos são mais ambiciosos porque a família vai crescer em breve com duas novas versões (10,6 e 16 toneladas) que aumentarão a sua versatilidade.

A Otokar vende camiões na Turquia há mais de cinco anos com um sucesso notável: em 2023, registou 1.000 unidades e alcançou uma quota de mercado de 50% no segmento dos camiões de 7,5-8,5 toneladas, em concorrência direta com marcas bem estabelecidas a nível mundial. A boa receção encorajou a empresa turca a dar um passo em frente e começar a distribuir os camiões em solo europeu. Primeiro na Bulgária e na Roménia e, pouco depois, em Espanha, onde depositou a sua confiança no Grupo Somauto, com o qual mantém uma longa e bem sucedida relação há mais de 15 anos no domínio dos veículos de passageiros.
Será que Portugal tem mercado para esta marca?

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

Em aceleração