Portimão poderá fazer parte do calendário de Moto GP para 2021 – Motorguia
Ligue-se connosco

Motos

Portimão poderá fazer parte do calendário de Moto GP para 2021

Published

on

A Dorna já divulgou o calendário de provas para o campeonato de MotoGP de 2021. Sendo um calendário ainda provisório pois com a conjuntura da pandemia do vírus Covid-19 todas as provas desportivas estão a ser planeadas com muitas incertezas, como é compreensível.



Mas entre tantos fatores imponderáveis há uma certeza, é que para o próximo ano o calendário não contempla o circuito checo de Brno pois este necessita de obras impostas pela Dorna e a FIM e ao que parece não há dinheiro para realizar essas obras por parte dos responsáveis checos. Este facto deixa uma abertura no calendário entre 11 de julho e 15 de Agosto, estando o circuito de Portimão muito bem posicionado para preencher essa vaga e voltarmos a ter o Grande Prémio de Portugal em 2021 no Autódromo Internacional do Algarve. Esperemos que sim.

Aqui fica o calendário provisório do campeonato de MotoGP para 2021:

28 de março – GP do Qatar
11 de abril – GP da Argentina
18 de abril – GP das Américas
2 de maio – GP de Espanha
16 de maio – GP de França
30 de maio – GP de Itália
6 de junho – GP da Catalunha
20 de junho – GP da Alemanha
27 de junho – GP de Assen
11 de julho – GP da Finlândia
– Circuito a anunciar
15 de agosto – GP da Áustria
29 de agosto – GP da Grã-Bretanha
12 de setembro – GP de Aragão
19 de setembro – GP de São Marino
3 de outubro – GP do Japão
10 de outubro – GP da Tailândia
24 de outubro – GP da Austrália
31 de outubro- GP da Malásia
14 de novembro – GP da Comunidade Valenciana

Motos

MotoGP volta a Portimão este ano

Published

on

É oficial, o Autódromo Internacional do Algarve (AIA) volta a fazer parte do calendário do campeonato de MotoGP e o regresso da categoria rainha do motociclismo a Portimão está agendado para o fim de semana de 18 de Abril deste ano.



Depois de em 2020 o MotoGP ter regressado ao nosso país numa última prova do campeonato que foi épica em todos os sentidos e que terminou com a vitória do nosso Miguel Oliveira, a Dorna e a FIM voltam a colocar a prova portuguesa no calendário provisório da temporada deste ano.

O calendário já havia sido divulgado, mas ainda havia uma data com circuito por definir, o que deixou uma vaga em aberto que foi agora preenchida pelo AIA.

Além disso, as datas e os circuitos foram também reorganizados, ficando o calendário agora distribuído como se pode ver na foto abaixo:

Continuar a ler

Motos

Coleção de motos do Museu do Caramulo cresceu com uma NSU

Published

on

A coleção permanente de motos do Museu do Caramulo ganhou mais um elemento para o seu acervo, uma NSU Quickly TT/K, modelo construído em 1960.



As pequenas motos de baixa cilindrada, mais conhecidas por mopped foram modelos de grande sucesso, desde os anos 50 do século passado, pois de certa forma democratizaram as motos já que surgiram no mercado com preços acessíveis e baixos custos de manutenção no dia a dia, o que atraiu rapidamente um público jovem que assim entrava no mundo das duas rodas.

Esta NSU Quickly é um desses modelos. Criada em 1953 e produzida até 1968 a Quickly ultrapassou o milhão de unidades vendidas considerando todas as suas versões.

A NSU Quickly TT/K que agora faz parte da coleção do Museu do Caramulo foi doada por Carlos Fortunato Alzina Seruya e trata-se de uma unidade de 1960, sendo que esta versão TT/K se destaca pelo seu banco moldado que dava maior conforto aos ocupantes, a sua suspensão com um braço oscilante na dianteira e o depósito com uma capacidade de 2,5 litros.

Esta nova moto da coleção do museu já se encontra em exposição.

Continuar a ler

Manutenção Motos

Cuidados a ter com os travões da sua moto

Published

on

O bom estado dos travões é condição determinante para garantir a melhor segurança quando circula de moto. Como tal os travões são um elemento que deve ser regularmente inspecionado e mantido.



Óleo dos travões
Comece por verificar o nível do óleo dos travões confirmando que este está no nível correto e também se o seu aspeto não é demasiado escuro pois isso pode indicar que perdeu as suas qualidades e mesmo que o nível esteja correto, a eficácia do sistema não é a mesma podendo dar a sensação que quando se trava os travões estão “esponjosos”. Se o nível for baixo isso pode indicar uma fuga no sistema ou que as pastilhas já estão desgastadas. Seja como for deve verificar essa situação junto de um profissional e preferencialmente substituir a totalidade do óleo de travões.

Pastilhas
Veja a condição das pastilhas de travão. Em estrada esteja atento se fazem ruído ou alguma oscilação quando trava, se a distância de travagem aumentou ou não e veja se as próprias pastilhas estão com uma espessura acima do limite mínimo definido pelo fabricante e se estiverem próximo do mesmo, não hesite e troque as pastilhas.

Discos
Veja também o estado do disco de travão. Esteja atento aos mesmos sintomas das pastilhas enquanto conduz (ruídos, vibrações) e numa inspeção visual veja se os discos não perderam muita da sua espessura original.

Limpeza
Tanto as pastilhas como os discos de travão devem ser limpos com alguma regularidade de forma a remover impurezas e manter a eficácia máxima destes componentes. Assim deve utilizar um spray específico para limpeza de discos e pastilhas. Retire as pastilhas e aplique este produto. Deixe atuar algum tempo e limpe as pastilhas com uma escova ou um pincel para retirar a sujidade e volte a montar as pastilhas. Com os discos a limpeza é em tudo semelhante. Aplique o spray, deixe o produto atuar na sujidade e depois remova-a com uma escova ou pincel. No final limpe com um pano para recuperar o brilho dos discos e remover algumas impurezas que possam ainda ter resistido ao tratamento.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração