Volkswagen inicia pré-vendas da nova geração da Transporter – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Volkswagen inicia pré-vendas da nova geração da Transporter

Published

on

A Volkswagen Veículos Comerciais pretende lançar os sucessores da Transporter 6.1 e Caravelle 6.1 já em 2025.



A fim de permitir o planeamento a longo prazo das frotas de veículos para todos os clientes-empresa e particulares, a Volkswagen Veículos Comerciais inicia no dia 14 de dezembro a pré-venda do novo Transporter, mas apenas na Alemanha, com preços a partir de 36.780 euros (líquidos), e se encomendado no início dos primeiros meses.
A próxima geração oferece equipamento de série significativamente expandido em comparação com os seus antecessores – incluindo um cockpit digital, ecrã central e os mais recentes sistemas de assistência – bem como uma gama completamente redesenhada de sistemas de arranque altamente eficientes. Com os novos modelos, a Volkswagen Veículos Comerciais desenvolveu pela primeira vez uma linha de produtos que estará disponível com motorizações turbodiesel, híbrida plug-in e elétrica.

Trará de série recursos como travão de estacionamento eletrónico e função Auto Hold, painel de instrumentos digital de 12 polegadas (Digital Cockpit), sistema de infoentretenimento (incluindo DAB+, Apple CarPlay, Android Auto, serviços online e tela sensível ao toque de 13″), volante multifuncional, sensor de chuva, sistema de permanência em faixa Lane Assist, assistente dianteiro de travagem autónoma de emergência e display dinâmico de sinalização de trânsito com aviso de desvio de direção.
A Volkswagen Veículos Comerciais oferecerá o novo Transporter como furgão com painel (sem janelas na traseira), furgão com painel Plus (com segunda fileira de bancos), furgão com divisória em L, Kombi (com vidros na traseira) e um veículo long dropside (com cabine dupla), além de um Caravelle (acabamento interno) em data posterior. Os modelos Kombi e furgão também estarão disponíveis opcionalmente com teto alto e distância entre eixos alargada. O tejadilho alto pode agora também ser combinado com a distância entre eixos mais curta.

O novo Transporter tem 5.050 mm de comprimento – um aumento de 146 mm em comparação com o antecessor. A distância entre eixos foi ampliada em 97 mm, para 3.100 mm, e haverá uma distância entreeixos opcional 400 mm maior. Com 2.032 mm, a sua largura externa é 128 mm maior que os antecessores (sem retrovisores exteriores).



Pela primeira vez, o novo Transporter terá propulsão híbrida plug-in (eHybrid) e propulsores totalmente elétricos (eTransporter) como alternativa aos motores turbodiesel (TDI) numa data posterior. As pré-vendas começam com os motores turbodiesel para veículos com homologação N1 – ou seja, furgão painel, furgão painel Plus, furgão painel com divisória em L e cabine dupla.

Os novos motores TDI estão disponíveis em três variantes de potência: 81 kW (110 CV), 110 kW (150 CV) e 125 kW (170 CV). Seguir-se-á uma propulsão híbrida plug-in com uma potência de sistema de 171 kW (233 CV) e quatro propulsores elétricos com 85 kW (116 CV), 100 kW (136 CV), 160 kW (218 CV) e 210 kW (286 CV).
As baterias dos modelos elétricos terão um teor energético (bruto) de 83 kWh. A versão base com o motor elétrico de 85 kW será proposta com uma bateria de 54 kWh (bruta). Os modelos TDI e eHybrid são de tração dianteira. O sistema de tração integral 4MOTION está disponível como opcional para as versões TDI a partir de 110 kW. Os modelos totalmente elétricos têm tração traseira. Uma versão de tração integral também está prevista para uma data posterior.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Scania cria empresa de soluções de carregamento elétrico

Published

on

Para ajudar na transição dos clientes para o transporte elétrico, a Scania CV AB anuncia que formou a Erinion, uma nova empresa especializada em soluções de carregamento privado e semipúblico. A mudança estratégica verá 40.000 novos pontos de carregamento instalados nas instalações dos clientes e fortalecerá a oferta de mobilidade elétrica do Grupo Scania no futuro ecossistema de transporte.



A nova empresa, Erinion, é fundada pela Scania para fornecer soluções para carregamento de depósito e destino, com o objetivo de acelerar a adoção de camiões elétricos em linha com o propósito da Scania de impulsionar a mudança para um sistema de transporte sustentável. As soluções da Erinion permitirão que os clientes façam a transição sem problemas para frotas de emissão zero com tempo de atividade premium. Este será um fator-chave para cumprir a ambição declarada da Scania de que 50% de seu volume de vendas na Europa seja elétrico até 2030.

Ao fornecer custos de energia previsíveis e soluções personalizadas para as operações de cada cliente, o carregamento no depósito e no destino também permite níveis e horários de carregamento otimizados, ao mesmo tempo em que melhora a vida útil da bateria e a eficiência geral do veículo. Além disso, como o carregamento no depósito geralmente ocorre fora do horário de pico, isso significa tarifas de eletricidade mais baixas e controladas, enquanto o carregamento no destino pode acontecer de forma oportunista enquanto o motorista está descansando ou entregando mercadorias.

A pesquisa da Scania, validada por programas-piloto com clientes, revela o potencial de economia significativa de custos com as soluções de carregamento aprimoradas. Os clientes podem esperar reduções nas necessidades de investimento em até 50% e economias operacionais de até 15.000 euros por camião a cada ano.

Inicialmente, a nova empresa estabelecerá sua presença no mercado da Suécia, Noruega, Reino Unido, Holanda, França e Alemanha. Seguir-se-á um lançamento global no devido tempo. A abordagem independente da marca garante que empresas de todos os tipos, independentemente da marca do veículo, possam beneficiar da infraestrutura de carregamento e dos serviços operacionais da Erinion. Até 2030, projeta-se que 230 mil camiões elétricos estarão a circular pelas estradas europeias. Para suportar esse crescimento, a Erinion planeia instalar um mínimo de 40.000 pontos de recarga nas instalações dos clientes até 2030.

Continuar a ler

Comerciais

Viagem elétrica de 13 mil km do Mercedes eActros 600 já começou

Published

on

A Mercedes-Benz Trucks iniciou na terça-feira, a partir de Frankfurt am Main, a mais extensa viagem de testes da história da marca. Com o “eActros 600 European Testing Tour 2024”, a intenção é que dois protótipos quase de série do novo porta-estandarte elétrico eActros 600 da marca alemã percorram cerca de 20 países europeus, completando mais de 13.000 quilómetros cada um com 40 toneladas de peso total.



Os pontos altos da viagem dos camiões de longo curso elétricos a bateria incluirão os locais mais a norte e mais a sul da Europa Continental: O Cabo Norte na Noruega e Tarifa em Espanha.

Karin Rådström, CEO da Mercedes-Benz Trucks, assumiu o volante de um dos camiões eléctricos nos primeiros quilómetros. A digressão começou de forma não oficial já antes, nas instalações da Mercedes-Benz Trucks em Wörth am Rhein e na sede da Daimler Truck AG em Leinfelden-Echterdingen.
Karin Rådström: “Gostaria de agradecer aos nossos engenheiros que estão a embarcar na viagem com o eActros 600. A tecnologia do veículo para a transformação está pronta. O transporte de longa distância com baterias eléctricas na Europa é possível. Agora, a política e o sector da energia devem trabalhar em conjunto, em colaboração com os OEM, para impulsionar a construção de infra-estruturas públicas de carregamento”.

Com o “eActros 600 European Testing Tour 2024”, a Mercedes-Benz Trucks pretende adquirir uma vasta experiência numa grande variedade de percursos em diferentes topografias e zonas climáticas, tendo em conta o consumo de energia. O fabricante pretende depois partilhar estes resultados com os clientes interessados.
A elevada capacidade da bateria de mais de 600 quilowatts-hora e um novo eixo de tração elétrico particularmente eficiente, desenvolvido internamente, permitem que o eActros 600 atinja uma autonomia de 500 quilómetros[2] sem carregamento intermédio. A intenção é carregar as baterias exclusivamente em estações de carregamento públicas.

A viagem passará pela Alemanha, Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia, Estónia, Letónia, Lituânia, Polónia, República Checa, Áustria, Eslováquia, Hungria, Croácia, Eslovénia, Itália, Mónaco, França, Espanha, Portugal, Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

Em aceleração