Scania em Portugal muda-se de Vialonga para Castanheira do Ribatejo – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Scania em Portugal muda-se de Vialonga para Castanheira do Ribatejo

Published

on

O novo centro ficará situado em Castanheira do Ribatejo, a cerca de 35 km de Lisboa, uma zona de concentração logística situada a norte da capital. O complexo, com fácil acesso e visibilidade a partir das estradas A1 e N1, substituirá a atual sede portuguesa da Scania e o concessionário de Vialonga.



Com um total de aproximadamente 24.000 m2 e um investimento superior a 12 milhões de euros, as novas instalações terão uma grande capacidade e amplitude para alojar escritórios, serviços financeiros, oficina, um espaço com 17 000 m2, centro de conectividade, centro de utilização, escola de formação e instalações e serviços modernos que estarão à disposição dos clientes para lhes proporcionar um serviço personalizado e de qualidade.

O edifício estará equipado com as mais recentes tecnologias e medidas de segurança. Tudo isto focado a partir do ponto de vista da sustentabilidade e eficiência energética, objetivo prioritário da marca.
O novo edifício, totalmente equipado, terá diversos serviços, entre os quais:

  • Centro de conectividade: Tem por objetivo conhecer a posição e a telemetria de todos os veículos da Scania ligados, otimizando assim o desempenho do veículo com uma condução mais eficiente e segura, resultando em poupanças de combustível e, consequentemente, numa maior rentabilidade.
  • Centro de Usados: é um espaço para a venda de veículos usados Scania, dispondo de uma equipa de vendas específica destinada a proporcionar aconselhamento profissional e de proximidade com soluções reais e de qualidade. Todos os veículos expostos no Centro de Usados Scania foram submetidos a uma verificação e avaliação minuciosas do estado do camião por parte da equipa técnica, garantindo 100% de qualidade.
  • Área específica para reparação de acidentados: a oficina terá uma superfície de cerca de 2000 m2, sendo que uma das partes será utilizada especificamente para reparação de acidentados, incluindo uma bancada para endireitar cabinas e caixilhos e uma cabina de pintura.
    As instalações estarão totalmente preparadas e equipadas com as últimas tecnologias para prestar um serviço de qualidade a qualquer tipo de veículo, quer seja elétrico, híbrido ou a gás.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Scania acrescenta mais soluções à sua gama de camiões elétricos

Published

on

A Scania continua a expandir a sua oferta de camiões elétricos a bateria (BEV) com a introdução de mais opções elétricas, configurações de eixo e alternativas de cabina, bem como uma gama dedicada de tomadas de força. A atual oferta da marca sueca abrange uma vasta gama de aplicações e operações , apresentando soluções à medida das diferentes necessidades dos clientes.



Os componentes e soluções que a Scania está a apresentar desta vez centram-se em operações relacionadas com a distribuição ou a construção. A oferta de um eixo em tandem para veículos elétricos a bateria significa que podem ser utilizados camiões basculantes, empilhadores, betoneiras e uma série de aplicações rígidas sem ter de sacrificar a tração ou a capacidade de carga. Isto vai de par com a introdução pela Scania de uma gama de soluções de tomada de força para alimentar o sistema hidráulico ou outras carroçarias.

Além disso, as duas versões (210 kW e 240 kW) da máquina elétrica EM C1-2 agora apresentadas adaptam-se a certas operações orientadas para a construção, uma vez que os níveis de potência correspondem (285 CV ou 326 CV) às especificações típicas dos camiões utilizados pelos municípios. O EM C1-2 é mais pequeno do que os seus irmãos.

Os camiões elétricos da Scania também oferecem valores de bateria excecionais. As baterias duram 1,3 milhões de quilómetros, o tempo de vida do camião. E a sua pegada de carbono é um terço de um valor de referência da indústria, porque são produzidas com eletricidade livre de combustíveis fósseis no norte da Suécia. A Scania escolheu baterias de iões de lítio em forma prismática que são montadas em Södertälje em conjuntos de baterias de 416 ou 624 kWh, com janelas de carregamento de 83% da energia utilizável.

Continuar a ler

Comerciais

TJA adquire mais dois camiões elétricos MAN

Published

on

A TJA, Transportes J. Amaral, S.A. é uma empresa portuguesa de referência no mercado nacional, com mais de 75 anos de história e experiência comprovada na prestação de serviços de transporte e logística em todos os setores de atividade.



A empresa conta com aproximadamente 2000 colaboradores e com uma vasta frota de veículos de carga geral, veículos de granéis sólidos e líquidos, veículos de frio controlado e soluções tecnologicamente avançadas no domínio do transporte de mercadorias perigosas e com a forte aposta no setor do tráfego internacional, pretende reforçar a imagem da marca no espaço europeu.
Mais de 1200 viaturas motoras que permitem executar os seus serviços, praticamente com recurso a meios próprios, sinal de qualidade e distinção.


Em 2022, a TJA fez história ao adquirir o seu primeiro camião elétrico, o MAN eTGM em Portugal, demonstrando um compromisso pioneiro com a redução da pegada de carbono e a adoção de tecnologias inovadoras. Este ano, dando continuidade a esse compromisso, a empresa reforça a frota com a aquisição de dois novos MAN eTGX, o camião elétrico ideal para o transporte de longo curso.
O MAN eTGX tem uma autonomia de até 600 quilómetros e graças ao novo sistema de carregamento de megawatts, o camião 100% elétrico tem uma capacidade de carga de até 750 kW/h e pode recarregar até 350 quilómetros de autonomia durante pausas de cerca de 45 minutos, o que o torna ideal para percorrer longas distâncias.


Além de reduzir as emissões de carbono, o MAN eTGX também proporciona benefícios significativos em termos de economia de custos operacionais e manutenção.

A peça fulcral num conjunto propulsor do camião isento de emissões: a bateria. Por isso, o novo MAN eTGX contém baterias que foram especialmente concebidas para a utilização no novo camião elétrico – nas instalações da MAN em Nuremberga. Graças ao novo carregamento de megawatts com até 750 kW, são necessários aproximadamente 45 minutos para que as baterias descarregadas fiquem novamente carregadas. Aliás: no futuro, serão possíveis autonomias diárias de até 1000 quilómetros, uma grande vantagem para a utilização em tráfego de longa distância.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por carlo
    A semana passada tive que usar durante 2 dias o meu carro pessoal, que não tem identificador de via verde (nem sou cliente de via verde). Num desses...
  • por joaofern
    Boa tarde pessoal, estou prestes a comprar um carro e se possível precisava de uma ajudinha visto que não percebo lá muito do assunto... Que...
  • por Hyundai20
    Boa noite, eu tenho um Hyundai i20 de 2012 1.2 a gasolina e gostaria de saber como é que sei qual é o óleo para este motor? Quando coloco na...
  • por mok
    Acho que ainda não há topico, mais uma marca chinese aventura-se nos electricos... 125k reservas na China em 48 horas

Em aceleração