Maxus T90 vai ser a primeira pick-up elétrica à venda em Portugal – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Maxus T90 vai ser a primeira pick-up elétrica à venda em Portugal

Published

on

A Astara vai lançar em Portugal a nova Maxus T90, a primeira pick-up 100% elétrica do mercado nacional, o que representa mais um importante passo na oferta de soluções de mobilidade sustentáveis e energeticamente mais eficientes, assentes em tecnologia de vanguarda.

Com chegada planeada para setembro deste ano, a Maxus T90 combina um conjunto de atributos em matéria de conforto e versatilidade de utilização, tanto em estrada como fora dela, com as vantagens únicas que proporciona a mobilidade totalmente elétrica. O novo modelo vem reforçar a gama da marca composta pelo eDeliver3 e eDeliver9, ambos com versão furgão e chassis cabina, e todos eles 100% elétricos.

A Maxus T90 estará equipada com um motor elétrico de 130 kW de potência (o equivalente a 177 CV) e um binário de 310 Nm, associado a uma bateria com uma capacidade de 89 kWh. A autonomia é de 330 km, em ciclo combinado, ou de 471 km, em ciclo urbano (norma WLTP).

O amplo habitáculo da cabina dupla e com cinco lugares destaca-se pelo seu estilo contemporâneo e elegante, onde pontificam um painel de instrumentos digital, um ecrã tátil de 10,25 polegadas e uma câmara de marcha-atrás, entre outros equipamentos de elevado valor tanto para uma utilização profissional como de lazer.

O exterior é marcado por uma aparência desportiva, realçada pelas luzes diurnas e grelha frontal em aço inoxidável, entre outros equipamentos que conferem um estilo moderno e apelativo à Maxus T90.

O novo modelo conta com uma garantia geral de 3 anos ou 100.000 kms, a que acresce uma garantia para a bateria de tração de 8 anos ou 160.000 kms. A Maxus conta já com 17 parceiros de negócio espalhados por todo o território nacional (continente e ilhas), num total de 20 pontos de venda e de assistência técnica.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Espanha vai ter três novos parques seguros para camiões

Published

on

Espanha ganhou 241 milhões de euros em ajudas europeias para financiar ações destinadas a implantar uma rede transeuropeia de transportes eficiente e sustentável. Especificamente, 22 projetos empresariais validados pelo Ministério dos Transportes e da Mobilidade Sustentável receberão os fundos ao abrigo do convite à apresentação de propostas de 2023 do Mecanismo Interligar a Europa (MIE) dedicado ao desenvolvimento de infra-estruturas de redes de transportes.



Dos projectos selecionados, 15 são exclusivamente desenvolvidos em Espanha por empresas públicas e privadas e sete são projetos da UE com participação espanhola. Embora o transporte ferroviário, o transporte marítimo e a multimodalidade absorvam a maior parte dos fundos, a boa notícia para o transporte rodoviário é que 16 milhões de euros serão afetos à construção de parques de estacionamento seguros.

No âmbito da rubrica relativa à mobilidade segura e protegida, três projetos receberão financiamento para o desenvolvimento de áreas de estacionamento seguras e protegidas em Madrid, na Catalunha e em La Rioja.

O projeto “Zona de estacionamento seguro em Pinto (Madrid) no corredor atlântico da rede principal da RTE-T” , da Atalaya Patrimonio Inmobiliario, receberá uma subvenção de 2 milhões de euros. Quatro milhões de euros serão também atribuídos às “Ampliações das Zonas de Estacionamento Seguro e Protegido ZESP Temple e Mare Nostrum A-7” de Transportes Calsina e Carré em Girona. Por último, o “Parque de estacionamento ecológico seguro de Arnedo” promovido pela Inmo-Arnedo em La Rioja receberá 10 milhões de euros de ajuda europeia.

As subvenções do Mecanismo Interligar a Europa ( MIE) são atribuídas numa base competitiva, pelo que os projetos selecionados são os que obtiveram a pontuação mais elevada. Os potenciais beneficiários destes fundos são instituições ou empresas estabelecidas em qualquer um dos países da União Europeia, que podem candidatar-se individualmente ou em grupo, bem como determinadas organizações internacionais relacionadas com o sector das infira-estruturas e dos transportes.

O Programa de Trabalho do MIE, que estabelece as bases para todas as convocatórias a realizar durante o atual Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027, prevê a publicação de uma nova convocatória em setembro de 2024, que no quadro geral em que a Espanha participa abrangerá os temas da Mobilidade Segura e Segura, Mobilidade Inteligente e Interoperável, e também Mobilidade Sustentável e Multimodal.

Continuar a ler

Comerciais

Italianos da Lannutti encomendam 1500 camiões Volvo FH Aero

Published

on

O Grupo Lannutti, empresa italiana de transporte e logística, está a renovar a sua frota de camiões de longo curso e proporcionou à Volvo Trucks um dos seus maiores negócios de sempre através de um único contrato, ao encomendar 1500 camiões FH Aero. O presidente da Volvo Trucks, Roger Alm, e Valter Lannutti, CEO do grupo homónimo, selaram o negócio com um aperto de mão.



O Grupo Lannutti, com sede na Itália, opera uma frota de mais de 2.500 camiões 24 horas por dia, 7 dias por semana, em oito países europeus. Como parte de um programa de renovação de frota, a Lannutti assinou um pedido de 1500 camiões Volvo FH Aero. Todos estão equipados com o novo sistema de monitorização de câmara da Volvo – um novo recurso que substitui os espelhos regulares, melhorando a aerodinâmica e a segurança.

“Para o Grupo Lannutti, o princípio da renovação da frota consiste em priorizar veículos de baixa emissão, oferecendo um alto nível de conforto e segurança aos nossos motoristas, protegendo-os e a todos os outros usuários da estrada. Além da tecnologia I-Save de economia de combustível, já adotada a 100% na frota, agora procuramos aproveitar os benefícios do sistema de monitorização de câmara e design aerodinâmico aprimorado. Esta parceria com a Volvo permitir-nos-á continuar a nossa jornada rumo a emissões zero”, declarou Valter Lannutti.

A maioria dos camiões encomendados pela Lannutti será movida a HVO (Óleo Vegetal Hidrotratado), combustível que pode ser produzido a partir de resíduos, reduzindo as emissões de CO2 em até 90%.
“Este acordo deixa-me muito orgulhoso, pois mostra a confiança e o compromisso que a Lannutti tem com a Volvo Trucks como um parceiro de negócios duradouro”, diz Roger Alm. “Esta é realmente a prova de que fizemos a coisa certa com o novo Volvo FH Aero. Ele não só apoia os nossos clientes na redução de custos de combustível e CO2, mas também é um dos modelos mais seguros para os motoristas operarem”, disse o líder da Volvo Trucks.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

Em aceleração