Camião mais potente do mundo é chinês e chega aos 800 CV – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Camião mais potente do mundo é chinês e chega aos 800 CV

Published

on

Chama-se Shacman X6000 800 é chinês e passa a ostentar o título de camião de série como motor de combustão mais potente do mundo.



Este pesado tem mais 30 CV e 50 Nm de binário que o atual camião mais potente do mundo, o Scania V8 770. Desde que a Volvo Trucks introduziu o FH16 de 700 CV em 2008 e o elevou para 750 CV três anos depois, a corrida pelo título tornou-se cada vez mais difícil, até que a Scania chegou aos 770 CV com o seu V8.

O novo camião foi apresentado para o mercado chinês e russo, embora existam grandes expetativas de que também possa vir a ser produzido na Argentina, já que a marca chinesa planeia construir uma fábrica na província de La Rioja ainda este ano com o objetivo de montar os modelos X3000 e X5000 em CKD e a partir daí exportar para toda a América Latina.

Com uma cabina parecida com a do Mercedes-Benz Actros, o maior ponto de atração está precisamente debaixo dela, com o motor Weichai WP17H800E68 Euro 6, de 16,6 litros que debita 800 CV e disponibiliza um binário de 3.750 Nm. A caixa de velocidades é a S16AD totalmente automatizada e de 16 relações que foi desenvolvida pela Fast Gear.

Dentro da cabina, além do piso plano, o modelo conta com um novo volante multifunções, dois ecrãs de grande dimensão (um para a instrumentação e outro para multimédia), botão Start/Stop, cruise control adaptativo, sistemas de alerta de colisão, saída de faixa e até monitorização automática da pressão dos pneus.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

DAF cria fábrica de montagem para camiões elétricos

Published

on

A DAF está a expandir as suas instalações de produção com uma nova fábrica de montagem de camiões elétricos em Eindhoven, onde a produção das novas gerações DAF XD e XF Electric irá começar esta primavera.



Estes veículos totalmente elétricos proporcionam um alcance de até 500 quilómetros ”sem emissões”, o que representa um passo importante da DAF em busca de um transporte rodoviário ainda menos poluente.
A nova linha de montagem de camiões elétricos situa-se nas instalações da DAF Trucks em Eindhoven. A construção desta fábrica para camiões elétricos foi concluída em dezoito meses.
Os primeiros camiões DAF XD e XF Electric irão sair da linha de montagem esta primavera. A DAF espera que a produção suba para vários milhares de veículos por ano nos próximos anos, de acordo com a crescente procura por camiões totalmente elétricos.
A base de cada camião DAF elétrico da nova geração é o chamado planador, um chassis sem sistema de transmissão, mas com cabina. O planador é fabricado na principal linha de produção de camiões da DAF. Os tratores e rígidos 4×2 e 6×2 são então concluídos para camiões XD e XF Electric num processo de oito passos na linha de produção da montagem de camiões elétricos.
A nova fábrica inclui atualmente duas linhas de montagem. As baterias são montadas na linha de submontagem, enquanto todos os componentes de alta tensão, incluindo as baterias e o sistema de transmissão, são montados no chassis na linha de montagem principal. De seguida, são efetuadas verificações minuciosas nas estações finais para garantir que o camião está em perfeitas condições de funcionamento.
À semelhança de todos os veículos DAF, os XD e XF Electric são personalizados para se adequarem na perfeição às necessidades de cada cliente. É por isso que os sistemas de transmissão elétricos PACCAR são modulares. Para além da disponibilidade de dois motores PACCAR EX (com seis classificações de desempenho diferentes), as baterias também podem ser montadas em diferentes posições no chassis, dependendo dos requisitos do cliente. Isto garante máxima flexibilidade para os construtores de carroçarias.
Os DAF XD e XF Electric foram lançados na feira IAA em Hanover em setembro de 2022. Os sistemas de transmissão PACCAR totalmente elétricos fornecem potências entre 170 e 350 kW (210 a 480 CV). A DAF também proporciona uma seleção de baterias através de uma abordagem modular. A mais reduzida contém dois “módulos” que, em conjunto, possuem uma capacidade de 210 kWh e proporcionam uma autonomia de até 200 quilómetros. A maior possui 5 “modulos” com uma capacidade de 525 kWh e pode alcançar uma autonomia superior a 500 quilómetros. Os camiões elétricos estão totalmente preparados para um carregamento rápido e até as baterias de maior dimensão podem ser carregadas de 0% a 80% em pouco mais de 45 minutos.

Continuar a ler

Comerciais

Primafrio tem 15 novos Volvo FH Electric na frota

Published

on

Estes são os primeiros 15 camiões elétricos que chegam a Espanha e serão responsáveis pela recolha de frutas e produtos hortícolas nas áreas de produção da região de Múrcia.



A eletromobilidade na logística e o transporte de mercadorias por estrada inicia uma nova era com a chegada dos primeiros tratores elétricos a Espanha. Com a adição de 15 unidades de tratores Volvo FH Electric, o Grupo Primafrio responde aos desafios ambientais e tecnológicos e às exigências do mercado de hoje com estes camiões 100% elétricos.
Concretamente, estes são os primeiros 15 tratores elétricos que chegam a Espanha que serão utilizados para recolher produtos hortícolas a temperatura controlada na região de Múrcia, que mais tarde será distribuído nos supermercados EDEKA, a principal cadeia de retalho alimentar da Alemanha. Estes veículos foram adquiridos no âmbito da linha de ajuda convocada pelo Governo da Região de Múrcia, a partir dos fundos da Próxima Geração, para a revolução verde do sector dos transportes.
É um projeto comum onde todas as partes envolvidas demonstraram o seu firme empenho em tecnologia inovadora, gestão sustentável e responsável, bem como o compromisso de uma condução eficiente com o objetivo de descarbonizar as rotas.

Por um lado, a cooperação do governo de Múrcia para promover a aquisição deste tipo de veículo, por outro, a confiança da Primafrio na Volvo, juntamente com o compromisso da EDEKA, têm sido fundamentais para tornar este projeto de eletromobilidade uma realidade.
Da mesma forma, o ato de entrega dos novos veículos contou com a participação de José Ramón Díez de Revenga, Ministro do Desenvolvimento e Infraestruturas do Governo da Região de Múrcia, e Marina Munuera, diretora-geral da Mobilidade e Costa. Os novos camiões Volvo FH Electric serão responsáveis pela recolha de frutas e produtos hortícolas nas áreas de produção da região de Múrcia, conhecida como Jardim da Europa, para serem transportados para as instalações da Primafrio para a sua groupage e exportação para a Alemanha. Os transportes regionais em Múrcia serão 100% elétricos graças a estes camiões, o que contribuirá para uma redução das emissões de C02 na cadeia logística. Assim, esta incorporação favorece também o bem-estar e a segurança dos seus condutores, além de poluir menos, ser mais silencioso, melhorar as suas condições de trabalho
A sede do Grupo Primafrio, localizada em Alhama de Múrcia, conta já com a infraestrutura de carregamento necessária para a integração de novos vetores energéticos, como veículos pesados de longa e curta distância 100% eletrificados, e conta com 10 supercarregadores (carregamento rápido) fornecidos pela empresa líder Power Electronics, para a colocação em funcionamento destes veículos. Tudo isto tem sido possível graças à colaboração e ao impulso que tem recebido do seu cliente EDEKA com quem partilha o compromisso com um modelo logístico que garanta a qualidade de todos os produtos segundo os padrões mais exigentes e priorize os cuidados e proteção ambiental, chaves para tornar a implementação deste projeto uma realidade.
A introdução destes 15 tratores elétricos Volvo FH são as primeiras unidades a chegar a Espanha e em breve começarão a rolar. Foram incorporados como uma solução completa da Volvo, com um contrato de manutenção e reparação associado, gestão de frotas, através de uma solução completa da Volvo Financial Services especial para a transformação da eletromobilidade. Esta entrega marca um marco para a logística e o transporte de mercadorias pesadas no país vizinho e representa um avanço pioneiro para a descarbonização dos transportes.
O modelo Volvo FH Electric, pioneiro na indústria de transportes de longa distância, alcança uma autonomia de até 300 quilómetros, destacando a sua potente e suave linha de condução.
Têm 3 motores elétricos que são combinados com a caixa de velocidades Volvo I-Shift, e oferecem três potências diferentes: contínua ao eixo de 315kw (430 CV), pico até ao eixo de 490 kW (666HP) e binário instantâneo de até 2.400 Nm. Além disso, estão equipados com baterias de última geração, com um armazenamento total de energia de 540kWh.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por krush
    Boa noite a todos, tenho uma berlingo de 2001 e a luz de presença é a mesma do travão, mas quando carrego no travao não funciona. Troquei o...
  • por SilverCoconut
    Caros foristas, Tenho um conhecido que está a vender o Opel Kadett dum familiar (acho que é do ano 1986, por aí) e gostava de saber a vossa...
  • por MegaMaster
    Boas. Ando com um problema estranho há uns dias. Na roda do lado direito ao virar a direção na totalidade para a esquerda faz um barulho metálico...
  • por Pittboxer
    O que acham da mais recente intriga? O suposto palco, que irá custar 5 milhões de euros para a realização das jornadas da juventude, aos bolsos...

Em aceleração