Renault Trucks anuncia alterações nos seus camiões – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Renault Trucks anuncia alterações nos seus camiões

Published

on

Em 2021, a Renault Trucks introduziu importantes alterações nas suas gamas T, T High, C e K em termos de design, facilidade de condução e conforto a bordo.



A chegada dos novos motores de 11 e 13 litros Euro VI Step E, os DE11 e DE13, os quais, combinados com a integração de novas tecnologias e serviços específicos, proporcionam poupanças de combustível que podem atingir 10% em comparação com a geração anterior de motores Renault Trucks.

A nova geração de motores Euro VI Step E, da Renault Trucks, o DE11 e o DE13, incorporam novas tecnologias que reduzem significativamente o consumo de combustível e as emissões de CO2.

Para melhorar a combustão, os motores DE11 e DE13 possuem a tecnologia patenteada Wave Piston. Com o reencaminhamento das chamas no interior da câmara de combustão, a solução permite uma melhor utilização do oxigénio disponível e, por conseguinte, uma melhor combustão. Os motores estão também equipados com novos injetores, mais precisos e adaptados à nova combustão.

Em termos de eficiência, a Renault Trucks focou-se também na redução das perdas por atrito: os veios de ligação, os pistões e a cambota foram redesenhados e o controlo dos gases no cárter foi otimizado. Foi também desenvolvido um novo turbocompressor de alto desempenho com rolamentos de esferas que exibe um melhor tempo de resposta e uma bomba de óleo de caudal variável, em combinação com óleo de baixa viscosidade. Por último, mas não menos importante, a Renault Trucks escolheu um sistema de pós-tratamento otimizado e uma nova unidade de controlo do motor.

Para obter o máximo desempenho os camiões T, T High e C da Renault Trucks podem ser equipados, como opção, com o motor DE13 TC com a tecnologia Turbo Compound, que proporciona poupanças de combustível significativas sem comprometer a manobrabilidade ou a velocidade comercial.
Uma turbina adicional, posicionada a jusante do turbocompressor, converte a energia residual dos gases de escape em energia mecânica que é transmitida à cambota na forma de binário do motor adicional.

Desta forma, a Turbo Compound permite que sejam atingidos níveis mais elevados de binário a regimes mais baixos do motor. Na autoestrada, durante o uso do controlo de velocidade de cruzeiro (cruise control) e em subidas será possível manter uma velocidade constante sem engrenar mudanças mais baixas.

Os veículos estão equipados com a caixa de velocidades Optidriver da nova geração, que incorpora um novo calculador, um novo software de controlo e um novo atuador da embraiagem que permitem mudanças mais suaves e mais rápidas.
Para poupar ainda mais combustível, a Renault Trucks optou também pela solução Smart Torque Control, que maximiza o tempo na zona com a máxima eficiência do motor sem penalizar a manobrabilidade.A Renault Trucks continua também a melhorar o controlo de velocidade de cruzeiro preditivo Optivision, que recorre à topografia da estrada para otimizar as mudanças de velocidade e a poupança de combustível.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Nova Ford Tourneo Custom vai ter versões elétrica, PHEV e Diesel

Published

on

A Ford Pro revelou a nova E-Tourneo Custom. Este modelo eleva a fasquia no segmento de veículos multiatividades, combinando uma nova plataforma concebida para proporcionar a máxima versatilidade e conforto com um motor elétrico alimentado por uma bateria que pode proporcionar uma autonomia de 370 km.



Sendo um dos quatro novos modelos Ford Pro 100% elétricos que serão lançados na Europa até 2024, a E-Tourneo Custom destina-se tanto a clientes particulares como a empresas, oferecendo espaçosa habitabilidade para um máximo de oito ocupantes. O novo modelo introduz um conjunto completo de características premium, incluindo bancos traseiros ultra-flexíveis montados em calhas, portas laterais de comando elétrico mãos-livres, sistema áudio B&O, chaves digitais, teto panorâmico em vidro – e um inovador volante basculante.

Os níveis de conforto são melhorados pelo requinte superior e pela dinâmica do veículo proporcionada pelo design de próxima geração. Propulsão elétrica silenciosa e um novo nível de conforto e estabilidade na condução são oferecidos pela arquitetura otimizada do chassis com suspensão traseira independente.
Utilizando a mesma tecnologia de célula de bateria de alta densidade que a Ford F-150 Lightning, numa bateria cuja potência utilizável é de 74 kWh, com um motor elétrico de 160 kW, a E-Tourneo Custom proporcionará um desempenho e refinamento excecionais. O motor elétrico do veículo multiatividades também oferece uma capacidade de condução de um só pedal para uma eficiência energética ainda maior e uma experiência de condução mais relaxada e confortável.

A nova Tourneo Custom PHEV utiliza um sistema híbrido paralelo para oferecer um motor a gasolina de ciclo Atkinson com 2,5 litros de cilindrada para viagens de longa distância, além de um motor elétrico e uma bateria com 11,8 kWh utilizáveis, permitindo uma autonomia em condução puramente elétrica superior a 50 km, ideal para viagens dentro das zonas citadinas de zero emissões.
Juntamente com as variantes eletrificadas, a Ford oferecerá a Tourneo Custom com os motores diesel EcoBlue de última geração com 136, 150 ou 170 CV, combinados com a escolha de uma nova transmissão automática de oito velocidades de alta eficiência ou uma caixa manual de seis velocidades.

Introduz, também, uma opção de tração integral, aumentando a confiança para os clientes que necessitam de maior capacidade para todas as condições meteorológicas e dos proprietários que acedem a parques de campismo, praias e trilhos.
O sistema distribui inteligentemente o binário entre os eixos através de um acoplamento controlado eletronicamente, com ajustes que demoram menos de 20 milissegundos, e está disponível para veículos equipados com o motor diesel EcoBlue de 136 e 170 CV e caixa de velocidades automática. Os clientes que necessitam de mais tração, mas preferem uma caixa de velocidades manual, podem especificar um diferencial mecânico autoblocante com os motores diesel EcoBlue de 136 e 150 CV.

Continuar a ler

Comerciais

ACEA preocupada com a nova norma Euro VII para os camiões

Published

on

A ACEA (Associação Europeia de Construtores de Automóveis) qualificou a norma de emissões Euro VII que a União Europeia quer implantar de especialmente dura para os camiões



A Associação mostra-se especialmente preocupada com os níveis de emissões de NOx e partículas que serão exigidas aos camiões e à Norma Euro VII para os comerciais ligeiros, defendendo que as normas Euro 6 já são mais completas e restritas e já são cumpridas porque os veículos são deveras evoluídos.
A nova proposta é muito limitada no que diz respeito aos benefícios ambientais e aumenta consideravelmente o custo de desenvolvimento dos novos motores.
Martin Lundsted, presidente da Junta de Veículos Comerciais da ACEA e diretor executivo do Volvo Group referiu que, para cumprir a norma Euro VII, os fabricantes de camiões terão de transportar importantes recursos financeiros e de engenharia dos veículos elétricos e de pilha de combustível para os motores de combustão. Não é bom para o clima, não é bom para a saúde e não é bom para a indústria.”
Lundsted mostrou-se partidário de que os legisladores se centrem em medidas que acelerem a renovação da frota, priorizando os investimentos em veículos de emissões zero com um maior impacto, tanto em qualidade do ar como na redução de emissões de CO2.
As datas previstas para a implementação das normas Euro 7 para ligeiros e comerciais ligeiros é julho de 2025, enquanto que a norma Euro 7 para camiões e autocoarros é atrasada para julho de 2027.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Em aceleração