Duas Renault 4L nacionais no mais duro rali para clássicos – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

Duas Renault 4L nacionais no mais duro rali para clássicos

Published

on

Duas Renault 4L com quatro participantes portugueses vão participar no East African Safari Classic Rally, que é considerado o mais duro rali do mundo para modelos clássicos.



Destinada a automóveis anteriores a 1968 com duas rodas motrizes, a edição deste ano, que decorrerá no Quénia, será a 10ª e contará com duas duplas nacionais inseridas no Team Renault 4L 60th Anniversary – Portugal sendo que uma delas conta com uma presença de peso, o antigo piloto de Fórmula 1, Pedro Matos Chaves que fará dupla com Marco Barbosa.

A segunda equipa é composta por António Pinto dos Santos e Nuno Rodrigues de Silva e as suas Renault 4L são praticamente de série, tendo apenas como “extras” os habituais equipamentos de proteção exigidos pela organização do rali.

O grande objetivo é terminar a prova e como refere Pedro Matos Chaves, “é um grande desafio participar no East African Safari Classic Rally, não só porque são muitos quilómetros a percorrer, durante nove dias, numa mítica Renault 4L de tração à frente e pouca potência, como, pessoalmente, será a primeira vez que participo numa prova em que o objetivo não é… ganhar! Isso parece-me um pouco estranho, mas é também um desafio extra que quero vencer. Em termos de percurso, a verdade é que muitas das estradas são antigos troços do WRC, o que faz antever, desde logo, dificuldades para cumprir os tempos impostos, sem esquecer os lamaçais que teremos que ultrapassar e que serão, por certo, uma dificuldade acrescida. Mas a Renault 4L tem fama de passar por todo o lado e, por isso, só podemos partir confiantes que chegaremos ao fim deste que é um dos ralis mais exigentes e duros do mundo. Se acontecer, saberá certamente a vitória e será uma excelente prenda para a Renault Portugal, dignificando ainda mais o modelo”.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

Polestar 2 a partir de 49.900 euros

Published

on

A marca sueca Polestar que apenas produz modelos exclusivamente elétricos já chegou ao nosso mercado e o modelo que marca o início da sua atividade entre nós, o Polestar 2 também já tem preço.



Focada no segmento premium, a Polestar lança entre nós o Polestar 2, um fastback equipado de base com um motor elétrico de 170 kW, uma bateria de 69 kWh que lhe dá uma autonomia de 474 quilómetros e que surge no mercado com um preço base de 49.900 euros. Além desta proposta base o Polestar 2 tem ainda uma versão com autonomia prolongada que chega até aos 542 quilómetros graças à sua bateria de 78 kWh. A versão mais potente é o Polestar 2 com dois motores elétricos que lhe dão uma potência combinada de 300 kW e uma autonomia de 482 quilómetros.

O Polestar 2 já pode ser encomendado online no site da marca www.polestar.com/pt e poderá ser marcado um teste-drive na mesma página com os modelos a estarem disponíveis em Lisboa, Porto e Algarve. Os primeiros espaços físicos denominados por Polestar Destination têm a sua inauguração prevista para o último trimestre deste ano no Porto, seguindo-se depois Lisboa.

De acordo com o Director Geral da Polestar Portugal, Miguel Pinto “o mercado de automóveis eléctricos em Portugal está em crescimento, trazer a Polestar para o país foi um passo lógico para a marca. Estamos entusiasmados por trazer uma opção genuinamente atrativa para o segmento premium compacto e por oferecer aos portugueses um automóvel eléctrico inovador e sustentável que se apresenta como uma alternativa aos atuais automóveis a gasolina ou diesel.”

Continuar a ler

Notícias

Novos radares em Lisboa a partir de 1 de junho

Published

on

A partir do próximo dia 1 de junho Lisboa terá mais vias controladas por radares de velocidade. Ao todo serão 20 novos radares em novas localizações na cidade e ao mesmo tempo haverá 21 radares já existentes que foram substituídos por novos sistemas.



Todos os radares estão sinalizados e a sua localização foi definida considerando o controlo das entradas e saídas de Lisboa, reforçar posições de radares já existentes e reduzir fatores de risco tendo em vista minimizar a sinistralidade.

Desta forma os novos radares encontra-se nas seguintes vias:

– Avenida Almirante Gago Coutinho
– Avenida Calouste Gulbenkian
– Avenida de Brasília
– Avenida de Ceuta
– Avenida dos Combatentes – ambos os sentidos
– Avenida Dr. Alfredo Bensaúde – ambos os sentidos
– Avenida Eusébio da Silva Ferreira
– Avenida Infante Dom Henrique – ambos os sentidos
– Avenida Lusíada – ambos os sentidos
– Avenida Marechal Craveiro Lopes – ambos os sentidos
– Avenida Marechal Gomes da Costa
– Avenida Padre Cruz – ambos os sentidos
– Avenida Santos e Castro – ambos os sentidos

Já os radares existentes que receberam novos sistemas estão nas seguintes vias:

– Avenida Afonso Costa
– Avenida Almirante Gago Coutinho
– Avenida Cidade do Porto
– Avenida da Índia
– Avenida da República
– Avenida das Descobertas
– Avenida de Brasília
– Avenida de Ceuta – ambos os sentidos
– Avenida Eusébio da Silva Ferreira
– Avenida General Correia Barreto – ambos os sentidos
– Avenida Infante Dom Henrique – ambos os sentidos
– Avenida João XXI
– Avenida Marechal António Spínola – ambos os sentidos
– Avenida Marechal Craveiro Lopes
– Avenida Marechal Gomes da Costa
– Campo Grande
– Túnel Marquês de Pombal

Continuar a ler

Notícias

Grupo Renault deixa a Rússia

Published

on

O Grupo Renault anunciou a venda da Renault Rússia ao município de Moscovo e em simultâneo a venda da sua participação na AvtoVAZ, deixando assim de operar naquele país de Leste.



Estas vendas, feitas por um valor simbólico, incluem no entanto uma cláusula de regresso no espaço de seis anos, mediante a alteração do complexo contexto atual.

As unidades fabris da Renault Rússia e da AvtoVAZ continuarão a laborar e dessa forma os 45 mil postos de trabalho serão mantidos. Neste cenário é possível que se assista ao renascimento da marca russa Moskvich na fábrica da Renault em Moscovo. Já a fábrica da AvtoVAZ em Togliatti poderá produzir o Dacia Duster mas mudando-lhe o nome para Lada.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração