Mercedes-Benz Vans quer eletrificar caravanas – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Mercedes-Benz Vans quer eletrificar caravanas

Published

on

A Mercedes-Benz Vans quer dar o passo seguinte e irá cooperar com os clientes finais e especialistas da área para começar a disponibilizar caravanas eléctricas.



Uma das primeiras eCampers preparada para o mercado foi feita com base no eléctrico EQV. A conversão foi desenvolvida pela empresa suíça Sortimo Walter Rüegg PLC e já está disponível, com um tejadilho pop-up, uma cama para o compartimento traseiro e um módulo de cozinha para a zona da bagageira.

A Mercedes-Benz Vans tem uma política firme no que toca a alcançar a liderança da electromobilidade e está a electrificar todos os modelos. O portefólio, que já está disponível no mercado, inclui o EQV, disponível com duas variantes a bateria: o EQV 300 com uma bateria de 90 kWh e uma autonomia até 363 km e o EQV 250 com uma bagteria de 60 kWhe uma autonomia que pode chegar aos 236 km em ciclo WLTP.
Ambos os modelos estão no mercado em dois comprimentos (longo com 5140 cm ou extra longo com 5370 cm).

Num ponto de carregamento rápido, por exemplo, o EQV 300 carrega de 10 a 80% em cerca de 45 minutos. Além disso, conta com um eco-sistema de mobilidade eléctrica que consiste em navegação inteligente com gestão activa da autonomia, com aplicações e serviços na nuvem. O sistema de infoentretenimento MBUX serve como unidade central de controlo. Assim, o EQV permite uma vasta gama de utilizações para uma grande variedade de necessidades dos clientes e fá-lo sem emissões.

 

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Stellantis e Qinomic transformam comerciais a combustão em elétricos

Published

on

A Stellantis e a Qinomic, uma empresa de elevada especialização tecnológica em soluções inovadoras e sustentáveis para a mobilidade, aliam-se para experienciar um conceito de conversão de veículos comerciais ligeiros com motor de combustão interna em veículos com motores elétricos.



Prolongar a vida útil dos veículos e o seu potencial de utilização está na origem da Business Unit de Economia Circular da Stellantis, que lidera a iniciativa, em colaboração com a Business Unit de Veículos Comerciais e com o Stellantis Ventures Studio. 
A solução de retrofit elétrico visa proteger a liberdade de mobilidade com uma opção acessível que satisfaça as necessidades dos clientes, permitindo-lhes prolongar a vida útil dos seus veículos e dar continuidade às suas atividades empresariais, passando a permitir-lhes aceder às Zonas de Baixas Emissões (ZBE) dos grandes centros urbanos.
De acordo com o Relatório de Mobilidade Urbana do EIT, o número de ZBE existentes na Europa aumentou 40% nos últimos três anos, tendência que continuará a verificar-se no âmbito da aplicação das normas de acesso a veículos em zonas urbanas. O motor deste aumento é o plano “European Green Deal”, destinado a incentivar a transição para veículos e uma mobilidade mais limpos.

O retrofitting elétrico apresenta-se, simultaneamente, como uma solução sustentável e acessível para os clientes dispostos a mudar para as emissões zero e para a redução dos seus Custos Totais de Propriedade, mantendo os seus veículos.
O projeto confirma o empenho da Stellantis para com a inovação e a sua vontade de contar com parceiros que apoiem o seu plano de eletrificação. A Stellantis tem uma estratégia de descarbonização líder no setor, com um objetivo ambicioso de alcançar o patamar zero em carbono até 2038, conforme delineado no plano estratégico “Dare Forward 2030”. 
 A conclusão bem-sucedida deste desenvolvimento conjunto em 2023 e o feedback positivo dos clientes sobre o desempenho dos veículos de demonstração levará à sua implementação e comercialização em França, a partir de 2024.

Continuar a ler

Comerciais

Novo Mercedes-Benz EQT vai ter versão autocaravana

Published

on

A Mercedes-Benz apresentou o novo EQT, a versão elétrica do Classe T que também vai dar origem a uma autocaravana desenvolvida sob a chancela da Marco Polo.



Primeiro, o Mercedes-Benz EQT será proposto na versão curta de cinco lugares, equipada com um módulo que compreende um motor elétrico de 90 kW (122 CV) e uma bateria de iões de lítio com 45 kWh, a qual oferece uma autonomia de até 280 quilómetros em ciclo WLTP.
A potência é transmitida às rodas dianteiras por uma caixa com uma velocidade, estando disponíveis dois programas de condução, Comfort e Eco, e três níveis de regeneração de energia, D-, D e D+.

O EQT distingue-se visualmente do Classe T de combustão interna pelo design específico da secção frontal, que inclui um novo pára-choques e um acabamento em preto na grelha.
Para complementar a oferta do EQT, a Mercedes-Benz também desenvolveu o protótipo de mini-autocaravana baseada neste modelo, denominada Concept EQT Marco Polo.

Foi desenvolvido a partir da versão longa com uma distância entre-eixos de 2,90 metros,, que ainda não se encontra em comercialização, dirige-se aos adeptos do campismo e inclui um tecto extensível, assim como outros elementos para este tipo de atividade. 
O aumento das dimensões externas permitiu a inclusão de vários equipamentos típicos das autocaravanas. O tecto extensível permite acomodar uma cama com um comprimento de 1,97 metros e uma largura de 87 centímetros, enquanto a traseira foi projetada para receber bancos que podem ser transformados numa segunda cama, com comprimento de dois metros e uma largura de 1,15 metros.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por ChiragG
    Boas pessoal, Deixei cair um papel entre o tablier e o pára-brisas, há alguma forma de o tirar sem ter que desmontar nada, ou nem por isso? ...
  • por Westvic
    Boa noite pessoal, estou à procura de um novo carro. Vou meter aqui dados para que me possam ajudar neste processo. Tipo de carro - Sendo eu um...
  • por pepas94
    Boa tarde Malta das 4 rodas... No mês passado como é do conhecimento de alguns comprei um bmw 320i E93. Pois bem...comprei este carro com...
  • por Bunker1978
    Olá amigos. Sabem como funcionam as empresas subcontratadas de transporte expresso? Em termos de rentabilidade e requisitos conseguem informar?...

Em aceleração