Peugeot Boxer elétrico já tem preços e encomendas abertas – Motorguia
Ligue-se connosco

Sem categoria

Peugeot Boxer elétrico já tem preços e encomendas abertas

Published

on

Com a chegada das primeiras unidades do e-Boxer ao mercado nacional prevista para Fevereiro, a totalidade da gama de Veículos Comerciais Ligeiros (VCL) da Peugeot passa a ter versões eléctricas.



O Peugeot Boxer está a aumentar a sua quota de mercado todos os anos no segmento dos grandes furgões que representa mais de 550.000 veículos por ano na Europa. Com base no seu sucesso comercial ao longo das gerações, com mais de 1.250.000 veículos produzidos e vendidos em 110 países desde o seu lançamento em 1994, o Peugeot Boxer passa agora a integrar a transição eléctrica.

O novo Peugeot e-Boxer eléctrico disponibiliza:
– Dois níveis de autonomia com um máximo de 224 km no ciclo WLTP,
– Duas capacidades de bateria com 37 kWh e 70 kWh,
– Três comprimentos e duas alturas,
– Uma capacidade de carga útil de referência,
– Um volume de carga idêntico ao da versão térmica, até um máximo de 13 m3.

Disponível na versão de equipamento Premium, a gama nacional é composta por 3 furgões (L1H1, L2H2 e L3H2) com preços compreendidos entre os 71.340 euros e os 81.660 euros. Não fazendo cedências em matéria de prestações úteis, de modularidade ou de transformações específicas para os clientes profissionais, o novo Peugeot e-Boxer é também proposto em versões chassis (simples e dupla), com preços de 77.416 euros e de 79.015 euros.

O novo e-Boxer tem uma dupla oferta em termos de autonomia, que depende da carroçaria. As carroçarias furgão L1 e L2 têm uma bateria de iões de lítio de 37 kWh, que lhes permite ter uma autonomia de 117 km em circuito misto. As versões furgão L3, bem como as versões chassis cabine (simples e dupla), estão equipadas com uma bateria de 70 kWh que lhes permite ter uma autonomia de 224 km em circuito misto. Ambas as autonomias estão de acordo com o protocolo de homologação WLTP.

Com um único nível de equipamento Premium, a Peugeot simplifica a gama do novo e-Boxer, dotando-o de série com os seguintes equipamentos principais: Sistema de áudio Bluetooth com ecrã de 5’’ e comandos no volante; Ajuda ao estacionamento traseiro; Ar condicionado manual; Faróis e limpa para-brisas automáticos; Retrovisores elétricos e aquecidos.

O novo e-Boxer é produzido nas instalações de Sevel, em Val di Sangro (Itália), lado a lado com as versões térmicas Peugeot Boxer, estando, depois, o processo de electrificação e homologação a cargo da parceira BEDEO.

Motos

Nova FAMEL E-XF apresentada hoje no Porto

Published

on

A renascida FAMEL, agora em versão elétrica com o modelo E-XF, será apresentada no Salão do Automóvel Híbrido e Elétrico – Salão da Mobilidade Sustentável que abre as portas hoje às 10h00 no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.



O tão esperado regresso da mítica marca de motorizadas nacional, FAMEL, é um dos pontos altos do certame e assinala o arranque da recuperação de uma marca que tanto fez pela mobilidade nacional no passado e que agora se adapta aos novos tempos com o seu primeiro modelo, a E-XF, uma moto totalmente elétrica.

Esteticamente inspirada na XF-17 original, a E-XF promete vir a ser uma boa opção para uma mobilidade mais sustentável com um cunho estético e histórico claramente lusitano, o que só por si joga a seu favor no mercado.

Para aguçar o apetite aqui fica um vídeo da marca que simboliza a “passagem de testemunho” na FAMEL:

Continuar a ler

Comerciais

Marca Maxus, da SAIC, chega a Portugal pelas mãos do Grupo Bergé

Published

on

A Maxus, marca especializada em veículos MPV, SUV, pick-ups e veículos comerciais, vai entrar no mercado português, num investimento do Grupo Bergé Auto, um dos maiores distribuidores automóveis da Europa e da América Latina, que assim alarga as suas operações em Portugal, onde já assegura a presença da Fuso, Isuzu, Kia e Mitsubishi.



A Maxus, herdeira do património histórico da LDV – Leyland DAF Vans, está integrada no universo da SAIC Motor Corporation, maior construtor automóvel da China e o sexto maior a nível mundial. Com um modelo vertical de negócio, que abrange desde a pesquisa e desenvolvimento até ao produto final, a SAIC Motor conta com mais de 215 mil colaboradores, 10 unidades de produção e centros de desenvolvimento espalhados pela Europa e Ásia.

A chegada da Maxus ao mercado nacional está agendada para o segundo trimestre deste ano, com uma gama centrada em comerciais ligeiros e usufruindo da capacidade instalada do Grupo Bergé Auto em Portugal, nomeadamente ao nível comercial e de após-venda.
A gama da Maxus vai centrar-se em dois furgões, um elétrico e um segundo de maiores dimensões e muito inspirado na atual geração da Ford Transit.

Recorde-se que a SAIC Motor adquiriu a LDV (Leyland DAF Vans) em 2009, tendo começado a partir daí uma nova estratégia para esta companhia britânica de comerciais ligeiros com mais de 120 anos de história. O primeiro modelo de nova geração foi o furgão V80, lançado na China em 2011 (e noutros 40 países subsequentemente).

Continuar a ler

Sem categoria

Hennessey revelou o Venom F5 de produção

Published

on

Não é todos os dias que o mercado automóvel recebe um modelo capaz de fazer 500 km/h de velocidade, mas é isso que a texana Hennessey propõe ao apresentar a versão final de produção do seu Venom F5 que começará a ser entregue aos clientes no início de 2021.



Equipado com um motor V8 biturbo com 6,6 litros de capacidade, 1.817 cv de potência às 8.000 rpm e um binário de 1.617 Nm o Venom F5 pesa apenas 1360 kg graças ao seu chassis em fibra de carbono e alumínio.

Garantindo uma experiência de condução brutal, visceral e única este Venom acelera dos 0 aos 100 km/h em menos de três segundos e dos 0 aos 200 km/h em menos de cinco. Se a sua velocidade máxima de mais de 500 km/h for confirmada, este coupé de motor central junta-se ao exclusivo grupo de hiperdesportivos a passar essa marca e que até agora é apenas composto pelo Bugati Chiron e o SSC Tuatara.

Não é assim de estranhar que este modelo “ultra exclusivo” tenha um preço que ronda os 2,1 milhões de dólares nos Estados Unidos, cerca de 1.720 milhões de euros.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração