IVECO e Nikola inauguram fábrica em parceria para camiões elétricos em Ulm – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

IVECO e Nikola inauguram fábrica em parceria para camiões elétricos em Ulm

Published

on

Arrancou em Ulm, Alemanha, um novo capítulo na história dos transportes sustentáveis da IVECO e da Nikola Corporation, com a apresentação da fábrica dedicada à produção de camiões pesados elétricos Nikola Tre, com tudo a postos para iniciar a produção até ao final do ano.



Um marco alcançado a uma velocidade recorde e completado dentro do prazo previamente comunicado pela IVECO, a marca de veículos comerciais da CNH, e pela Nikola Corporation.

Os primeiros modelos Nikola Tre aqui produzidos aqui entregues em 2022 a clientes selecionados nos Estados Unidos. Além do da produção do veículo elétrico a bateria (BEV), a próxima evolução desta plataforma modular para veículos pesados foi também apresentada ao público sob a forma do protótipo de um veículo elétrico a pilha de combustível (FCEV), com base no Nikola Tre. Este futuro modelo entrará em produção em Ulm até ao final de 2023.

Abrangendo 50.000 metros quadrados, dos quais 25.000 são cobertos, a fábrica de Ulm conta com um processo de montagem final concebido para veículos “nascidos” para a propulsão elétrica”. Estas instalações, e primeira fase de industrialização, representa um investimento conjunto da IVECO e da Nikola e prevê o envolvimento de 160 fornecedores ao longo de todo o processo, do início ao fim.
As estimativas atuais apontam para que a linha de produção seja capaz de fabricar aproximadamente 1.000 unidades por turno por ano, e deverá sofrer aumentos progressivos nos próximos anos.

Tudo aponta para que as instalações funcionem de acordo com os princípios do programa “World Class Manufacturing”, com o objectivo de atingir zero desperdício, zero acidentes, zero falhas e zero “stock”, confirmado pelas suas características-chave que incluem uma gestão totalmente digital da linha de montagem concebida para garantir 100% de rastreamento e executar operações sem recurso a papel.

Concebido e projetado como uma solução de transporte segura, fiável e de alto desempenho, com zero emissões, o Nikola Tre está a impulsionar a mudança no sector. Baseado na plataforma de camiões IVECO S-WAY com um eixo elétrico desenhado e produzido conjuntamente pela FPT Industrial, apresenta a avançada tecnologia elétrica e célula de combustível da Nikola, juntamente com os componentes-chave fornecidos pela Bosch.

Juntas, as equipas conceberam uma plataforma modular compatível com a tecnologia de célula de combustível e com a tecnologia de propulsão a bateria. O lançamento antecipado da tecnologia de bateria conduzirá à maturidade da plataforma subjacente antes de adicionar a célula de combustível como tecnologia de extensão de autonomia.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Santos e Vale e Reta desenvolvem solução para passar carga entre semirreboques

Published

on

A pedido da Santos e Vale – Operador Logístico, a Reta, desenvolveu uma solução inovadora em Portugal, que consiste num sistema de ligação entre duas viaturas atreladas, eficiente e sem complicações com a perda de peças soltas.


“O cliente queria uma solução fiável para transferência de cargas entre equipamentos. Agora, o motorista, em vez de ter que encostar as duas viaturas, cada uma num cais de cargas diferente, só precisa de encostar o conjunto. Com as duas viaturas atreladas, a carga pode ser movimentada entre os dois equipamentos, aumentando assim a flexibilidade de carga e descarga,” explica Luís Alves, da Reta no Carregado.

Esta plataforma é sempre agregada ao malhal do equipamento. O motorista quando precisa de utilizá-la, tem simplesmente que destravá-la e descê-la. Não há necessidade de montá-la, de cada vez que quiser utilizá-la. O sistema foi montado no frontal de um semirreboque rígido, podendo ser replicado para outros tipos de equipamento.

Luís Alves frisa: “É muito mais simples, não há peças soltas que se corre o risco de perder, há uma proteção adicional à própria carga (por cima). E não requer que a pessoa ande com uma chapa de ferro, com risco de se desviar e de a mercadoria cair. É mais seguro, mais funcional, tem uma resistência superior à dos próprios malhais frontais e, sobretudo, poupa muito trabalho aos motoristas.”

Esta solução tem tido excelente aceitação noutros mercados além dos transportes, porque permite ainda, com uma adaptação, que o semirreboque sirva de armazém móvel e que se carregue e descarregue pelos dois lados.
“À data atual, poderá ser montado em dois conjuntos (camião e semirreboque, ou link trailer e semirreboque, perfazendo 60 toneladas) e, no futuro em dual-trailer (dois semirreboques, perfazendo 70 toneladas), já em testes na vizinha Espanha,” explica Luís Alves, da Reta no Carregado.

Continuar a ler

Comerciais

Mercedes-Benz promete mostrar eActros de longo curso em Hanover

Published

on



A Mercedes-Benz Trucks escolheu o Salão de Hanover, que se realiza já no mês de setembro, para apresentar ao público o camião elétrico de longo curso eActros LongHaul, que deverá chegar ao mercado em 2024 com uma autonomia de até 500 km.

O modelo que será exposto no stand da marca alemã antecipa a imagem do veículo de produção em série. Os primeiros protótipos já estão a ser submetidos a testes intensivos e, ainda este ano, o eActros LongHaul será testado em estradas públicas.
No próximo ano, os primeiros veículos de teste chegarão aos clientes para uma utilização diária. Com um único carregamento da bateria, o eActros LongHaul terá uma autonomia de até 500km, estando prevista a sua produção em série em 2024.

A marca alemã também vai ainda mostrar no seu espaço no Salão Internacional, dois camiões elétricos; o eActros para transporte de distribuição pesada, que está em produção em série na fábrica de Wörth desde outubro de 2021, e o eEconic para uso municipal, desde julho.
A Mercedes-Benz Trucks divulgou as primeiras imagens de antevisão do protótipo do eActros LongHaul, assim como algumas caraterísticas técnicas do veículo de produção.


As baterias utilizam a tecnologia de fostato de lítio-ferro (LFP), que oferecem uma maior capacidade útil e uma vida mais longa. Estas baterias podem recuperar entre 20 a 80% da sua capacidade em menos de 30 minutos num posto ultrarrápido com potência de um megawatt.
A maior autonomia em combinação com o carregamento a um megawatt permite uma utilização diária semelhante à dos camiões convencionais e possibilita a realização de dois turnos.

Continuar a ler
Publicidade

Newsletter

Em aceleração