Hyundai Motor melhora estetica e mecanicamente o seu camião a hidrogénio – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Hyundai Motor melhora estetica e mecanicamente o seu camião a hidrogénio

Published

on

A Hyundai Motor Company revelou imagens do novo XCIENT Fuel Cell, o primeiro camião para serviços pesados do mundo movido a hidrogénio a ser produzido em massa.



Com melhorias no design e desempenho, o veículo para serviços pesados livre de emissões da Hyundai torna-se mais apelativo para clientes de frota de todo o mundo.

A Hyundai irá iniciar a produção do XCIENT Fuel Cell em agosto de 2021. A melhor experiência de condução com performance e design reforçados. A ideia foi acrescentar ao caráter competitivo uma melhor experiência de condução.

A atualização ao design exterior reflete o desempenho dinâmico e livre de emissões do modelo. Decorado com uma forma em ‘V’ linear e arrojada de detalhes cromados e padrões multidimensionais, a nova grelha reflete a presença única na estrada do camião movido a hidrogénio, ao mesmo tempo que serve as suas funções técnicas. A cor azul que rodeia a grelha simboliza o uso do hidrogénio como energia sustentável XCIENT Fuel Cell.

Está equipado com um sistema fuel cell de 190 kW, com duas pilhas de 90 kW, recentemente modificadas para este camião para serviços pesados. A durabilidade do sistema fuel cell, assim como a eficiência de combustível do veículo, foram melhoradas para corresponderam à procura dos clientes de frotas. O motor de 350 kW com binário máximo de 2,237 Nm permite uma condução com um desempenho dinâmico.
Sete tanques de hidrogénio proporcionam uma capacidade de armazenamento de 31 kq de combustível, enquanto que três baterias de alta voltagem de 72 kWh proporcionam uma fonte adicional de energia. A autonomia máxima ronda os 400 quilómetros.

Reabastecer um tanque de hidrogénio demora entre 8 a 20 minutos, dependendo na temperatura ambiente. Está agora disponível com a versão 6×2, assim como a versão 4×2 introduzida no modelo anterior.

Com o lançamento deste novo modelo a marca planeia acelerar o avanço global do seu camião movido a hidrogénio. Disponibilizou, no ano passado, à Suíça, um total de 46 unidades. No acumulado até maio de 2021, estas unidades percorreram mais de 750.000 mil quilómetros. Ao longo dessa distância, os camiões movidos a hidrogénio reduziram, em estimativa, 585 toneladas de emissões de carbono, em comparação com veículos Diesel.

A marca planeia ainda introduzir o XCIENT Fuel Cell no mercado norte-americano ainda este ano, por isso está em negociações com o governo local e negócios de logística nos Estados Unidos para estabelecer o potencial de operações em conjunto de camiões movidos a hidrogénio com vários propósitos.

Planeia, também realizar um roadshow com o modelo e outros eventos abertos ao público geral. A China é outro mercado com um forte interesse nos camiões para serviços pesados movidos a hidrogénio. A Hyundai está a rever várias opções para introduzir a tecnologia fuel cell aos clientes empresariais e governamentais na China.

Comerciais

Irizar promete camião 100% elétrico para breve

Published

on

O camião 100% eléctrico da Irizar, que resulta de um acordo entre a Irizar e-mobility e a Jebsen e Jessen Industrial Solutions, será o primeiro a ser lançado na Europa, especificamente na Suíça.



O veículo tem baterias de iões de lítio de 340 kWh e poderá ser carregado em 3,5 horas. Está preparado para transportar carga até 27 toneladas.

É feito com tecnologia Irizar, conta com uma cabina rebaixada, assento do passageiro rebatível, câmaras no lugar dos espelhos retrovisores e ainda várias outras funcionalidades que fazem dele um dos camiões eléctricos mais adaptados ao transporte dentro das cidades.

Continuar a ler

Comerciais

Assim se produz um camião Renault Trucks

Published

on

O construtor francês juntou a atividade industrial das suas fábricas com a criação de um sistema que permite partilhar o processo de produção dos seus camiões a partir de uma visita virtual da fábrica de Bourg-en-Bresse.



Esta visita proporciona aos participantes a possibilidade de descobrir de forma interativa as várias etapas necessárias para a montagem de um camião.

A imersão é total, pois os visitantes podem usufruir de uma visão de 360º da linha de montagem em movimento, onde os operadores intervêem de forma manual utilizando ferramentas e dispositivos ergonómicos. Todo os operários têm conhecimentos técnicos únicos, pois cada camião é produzido à medida e corresponde às necessidades específicas de cada cliente.

Aceda à visita virtual

Nas 13 etapas chave da produção de um camião, os visitante dispõem de um áudio com as explicações correspondentes, e escolher entre a língua francesa e a inglesa. Para o que desejam aprofundar mais a experiência, existe conteúdo adicional como entrevistas a operadores ou técnicos que trabalham na linha de montagem.

 

Continuar a ler

Comerciais

Rally Dakar em 2022 vai ter muitos camiões e muita areia

Published

on

Regressa o rali mais duro do mundo… o Dakar regressa às pistas da Arábia Saudita para seguir na senda que marcaram as suas origens. Dunas, muitas dunas e muita navegação vão marcar a corrida que vai ter início no dia 2 de janeiro de 2022.

Já foi apresentada a 44ª edição do Rally Dakar que volta a ser corrido na Arábia Saudita (já lá vão três anos). Arranca em Ha´il, termina em Jeddah e tem um dia de descanso em Riad, mas ao “inclinar” o percurso mais para sudeste, os organizadores trazem mais areia à prova e ao desafio.

O rali arranca a 2 de janeiro e termina a 14 do mesmo mês. A competição baseia-se na travessia e navegação fora de pista, enquanto os descalabros no cronómetro chegam de furos como aqueles que se sofrem em etapas mais pedregosas.

Como novidade para 2022, com a vontade de levar o Dakar para as emissões de carbono mais reduzidas, foi criada a categoria T1-E, reservada a protótipos experimentais nesse âmbito. O horizonte para colocar um fim aos motores de combustão nos automóveis participantes situa-se em 2030.

Em 2022 será a segunda edição do Dakar Classic, que no passado mês de janeiro despertou muito interesse. Serão introduzidos ajustes ao regulamento. A regularidade já não vai ser o único critério de avaliação. Em alguns troços que representarão em torno de 20% do percurso, serão unicamente percorridos através da navegação.

O sucesso desta nova modalidade reservada para automóveis e camiões dos anos 80 e 90, supõe uma nova forma de fazer a aventura Dakariana. Uma nova forma de desfrutar da pilotagem. Tanto assim é que já se prevê que a lista deste tipo de veículos pode duplicar. Muito serão camiões.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração