Camião de sucesso da Volkswagen comemora 15 anos de atividade – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Camião de sucesso da Volkswagen comemora 15 anos de atividade

Published

on

“São 15 anos de muito sucesso no Brasil e no estrangeiro desta gama de produtos que foi moldada para responder às exigências dos clientes, seguindo nossa filosofia ‘menos você não quer, mais você não precisa’”.



Nesta frase, o vice-presidente de vendas, marketing e pós-venda da Volkswagen Caminhões e Ônibus, Ricardo Alouche explica o número de 230 mil camiões da família Constellation que estão em operação em diversos países emergentes. O modelo foi lançado no dia 19 de setembro de 2005.

O sucesso da gama Constellation começou com o lançamento das três versões iniciais do: 19.320 , 17.250 e 24.250 do Titan Tractor. O projeto foi fruto de um ciclo de investimentos de mil milhões de reais, mais de 200 profissionais e um total superior a 7 milhões de quilómetros em testes na América do Sul, em África e na Europa. O trabalho foi desenvolvido em parceria pela engenharia brasileira e por equipas alemãs da Volkswagen AG e da Volkswagen Veículos Comerciais.

Com a chegada do Constellation, o construtor passou a marcar presença nos segmentos de 5 a 45 toneladas, com produtos que reuniam o que havia de mais moderno na época em termos de segurança, conforto, com uma cabina ampla totalmente desenhada no Centro de Design da Volkswagen, em Wolfsburg; e força, com motores Cummins de 250 cv e 320 cv.

O número de modelos e versões foi crescendo gradualmente, sendo que alguns alcançaram grande sucesso. Entre o grande número de versões lançadas para responder à procura do mercado, algumas delas merecem ser destacadas. Dentro desse rol, é impossível não mencionar as versões 24.250 e 24.280. Juntas, somam aproximadamente 80 mil unidades comercializadas.

O Constellation 24.280 foi lançado em 2012 para suceder à versão original, apresentada em 2005. Não era uma missão qualquer. Isso porque o Constellation 24.250 era líder no mercado brasileiro de camiões há quatro anos. A aceitação da nova versão foi gigante e superou o volume de vendas do até então campeão do mercado.

O Volkswagen Constellation 24.280 foi preparado para seguir a norma de emissões Proconve P-7 (Euro 5), que entrou em vigor em janeiro de 2012. Para isso, trazia evoluções mecânicas, utilizando o bloco MAN D08, de seis cilindros, mais económico, silencioso e robusto, além de ter mais 30 CV que o antecessor.

Do Brasil para o mundo
O sucesso no mercado brasileiro foi acompanhado pelo êxito em outros países. Um ano após o lançamento brasileiro, a família Constellation teve as primeiras unidades vendidas no Chile. Em 15 anos, já são mais de 25 mil unidades comercializadas em vários países, como a África do Sul, Cuba e o Equador. Atualmente, os Volkswagen Constellation são vendidos em mais de 20 mercados na América Latina e em África, uma prova da aceitação e da qualidade do produto fabricado em Resende.

A atual gama de produtos da família Constellation tem capacidades entre as 14 e as 74 toneladas, englobando o segmento de veículos médios até aos pesados. As configurações do modelo ultrapassam a casa das centenas, e podem ser utilizadas nos mais variados tipos de negócios.

Comerciais

Irizar promete camião 100% elétrico para breve

Published

on

O camião 100% eléctrico da Irizar, que resulta de um acordo entre a Irizar e-mobility e a Jebsen e Jessen Industrial Solutions, será o primeiro a ser lançado na Europa, especificamente na Suíça.



O veículo tem baterias de iões de lítio de 340 kWh e poderá ser carregado em 3,5 horas. Está preparado para transportar carga até 27 toneladas.

É feito com tecnologia Irizar, conta com uma cabina rebaixada, assento do passageiro rebatível, câmaras no lugar dos espelhos retrovisores e ainda várias outras funcionalidades que fazem dele um dos camiões eléctricos mais adaptados ao transporte dentro das cidades.

Continuar a ler

Comerciais

Assim se produz um camião Renault Trucks

Published

on

O construtor francês juntou a atividade industrial das suas fábricas com a criação de um sistema que permite partilhar o processo de produção dos seus camiões a partir de uma visita virtual da fábrica de Bourg-en-Bresse.



Esta visita proporciona aos participantes a possibilidade de descobrir de forma interativa as várias etapas necessárias para a montagem de um camião.

A imersão é total, pois os visitantes podem usufruir de uma visão de 360º da linha de montagem em movimento, onde os operadores intervêem de forma manual utilizando ferramentas e dispositivos ergonómicos. Todo os operários têm conhecimentos técnicos únicos, pois cada camião é produzido à medida e corresponde às necessidades específicas de cada cliente.

Aceda à visita virtual

Nas 13 etapas chave da produção de um camião, os visitante dispõem de um áudio com as explicações correspondentes, e escolher entre a língua francesa e a inglesa. Para o que desejam aprofundar mais a experiência, existe conteúdo adicional como entrevistas a operadores ou técnicos que trabalham na linha de montagem.

 

Continuar a ler

Comerciais

Rally Dakar em 2022 vai ter muitos camiões e muita areia

Published

on

Regressa o rali mais duro do mundo… o Dakar regressa às pistas da Arábia Saudita para seguir na senda que marcaram as suas origens. Dunas, muitas dunas e muita navegação vão marcar a corrida que vai ter início no dia 2 de janeiro de 2022.

Já foi apresentada a 44ª edição do Rally Dakar que volta a ser corrido na Arábia Saudita (já lá vão três anos). Arranca em Ha´il, termina em Jeddah e tem um dia de descanso em Riad, mas ao “inclinar” o percurso mais para sudeste, os organizadores trazem mais areia à prova e ao desafio.

O rali arranca a 2 de janeiro e termina a 14 do mesmo mês. A competição baseia-se na travessia e navegação fora de pista, enquanto os descalabros no cronómetro chegam de furos como aqueles que se sofrem em etapas mais pedregosas.

Como novidade para 2022, com a vontade de levar o Dakar para as emissões de carbono mais reduzidas, foi criada a categoria T1-E, reservada a protótipos experimentais nesse âmbito. O horizonte para colocar um fim aos motores de combustão nos automóveis participantes situa-se em 2030.

Em 2022 será a segunda edição do Dakar Classic, que no passado mês de janeiro despertou muito interesse. Serão introduzidos ajustes ao regulamento. A regularidade já não vai ser o único critério de avaliação. Em alguns troços que representarão em torno de 20% do percurso, serão unicamente percorridos através da navegação.

O sucesso desta nova modalidade reservada para automóveis e camiões dos anos 80 e 90, supõe uma nova forma de fazer a aventura Dakariana. Uma nova forma de desfrutar da pilotagem. Tanto assim é que já se prevê que a lista deste tipo de veículos pode duplicar. Muito serão camiões.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração