Novo pick-up Isuzu D-Max já está à venda em Portugal com várias configurações – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Novo pick-up Isuzu D-Max já está à venda em Portugal com várias configurações

Published

on

Chega a Portugal a nova geração da Isuzu D-Max que passa a ser comercializada pelos concessionários da marca já no início deste mês.



A pick-up D-Max aposta forte numa gama transversal, completa e abrangente uma vez que lança de uma só todas as configurações de cabina possível: simples de 2 lugares, longa de três lugares e dupla de 3 e 5 lugares. Pode ainda ser adquirida com tração 4×4 ou 4×2.

Como é do conhecimento geral, a pick-up da marca japonesa tem um historial de mais de seis década, assim sendo esta nova geração conta agora com várias alterações em termos de design, conforto e qualidade dos materiais aos quais se juntam novas tecnologias, equipamentos e funcionalidades, bem como alterações técnicas ao nível do motor, chassis e suspensão.

Do lado de fora, encontramos óticas dianteiras redesenhadas e traseiras em LED, faróis de nevoeiro e pára-choques renovados e jantes em liga leve de 18″. No habitáculo, encontramos um tablier também ele redesenhado, mais ergonómico e confortável, tecidos mais resistentes e ainda pormenores que transmitem maior requinte.

No conjunto de upgrades efectuados, o novo sistema áudio DVD Premium com display de 9” e comandos no volante constitui mais um luxo da nova gama D-Max. Além das habituais ligações por USB e Bluetooth, permite a ligação do smartphone (Android ou Apple), tudo sempre ligado ao painel de instrumentos para uma maior segurança e comodidade. O Sistema conta ainda com 8 colunas de som, 2 tweeters e sub-woofer para uma qualidade de som fora do vulgar.

No que respeita às capacidades de carga todas as versões, independentemente da configuração de cabina, contam com mais de uma tonelada de carga útil e o desenho da caixa foi modificado para optimização da área disponível com mais espaço em comprimento, largura e altura.
As soluções tecnológicas repensadas para o bloco de 1.9 Litros Diesel, cumprem as exigentes normas de emissões Euro 6d, mantêm a potência de 164 CV ao mesmo tempo que melhoram a performance e os consumos.


Face à anterior geração, o Turbo de Geometria Variável (VGS) é agora controlado electronicamente, é adotado o Sistema Start Stop (ISS), a pressão do Rail de combustível é aumentada para 2.500 bar (face aos anteriores 2.000 bar) e introduz-se o sistema de tratamento de gases de escape com a utilização de AdBlue.

Já no que respeita à transmissão, a D-Max mantém a oferta da caixa manual ou automática de 6 velocidades, esta última com melhorias na calibração com vista a uma operação mais rápida na selecção da engrenagem.

A D-Max tem um preço de entrada de gama de 24.300 € (IVA excluído) para a versão de Cabina Simples 4X2. São, entretanto, várias as propostas e soluções de cabina disponíveis, tanto nas versões de trabalho, como de laser, num line up transversal que culmina nos 38.500 € (IVA excluído) preço correspondente à versão topo de gama LSE 4X4 de Cabina Dupla e transmissão automática.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Daimler Truck testa camião com fuel cell a hidrogénio liquido

Published

on

Desde o ano passado, o camião protótipo com célula de combustível Mercedes-Benz GenH2 Truck, tem sido testado de uma forma intensiva, tanto na pista de testes do grupo, como em estradas públicas. A Daimler Truck testa agora um novo protótipo movido a hidrogénio liquido.



No estado liquido, é possível transportar uma maior quantidade de hidrogénio comparativamente ao estado gasoso, permitindo uma maior autonomia e um desempenho comparável ao de um camião convencional a gasóleo.


O objetivo no desenvolvimento do GenH2 Truck é uma autonomia de até 1.000 quilómetros, adequada para aplicações flexíveis e exigentes, especialmente no importante segmento de transporte de longo curso de mercadorias pesadas.

O início da produção em série para camiões movidos a hidrogénio está prevista para a segunda metade da década.

Continuar a ler

Comerciais

Ford Trucks alcança liderança no mercado nacional de pesados de mercadorias

Published

on

A Ford Trucks alcançou o primeiro lugar do ranking nacional de veículos pesados de mercadorias em julho, ao ter matriculado 82 dos 355 veículos pesados registados no mês passado em Portugal.



A marca atinge assim uma quota de mercado de 23,1% no mês em que se verificou um crescimento de 49,2% no mercado nacional comparativamente com o período homólogo do ano anterior.

Em apenas 3 anos de presença no mercado nacional, este é considerado um “feito extraordinário, fruto do esforço de toda a equipa, que a todos nos orgulha, mas também da confiança depositada em nós, pelos nossos clientes”, refere Bruno Oliveira CEO da Ford Trucks em Portugal. O responsável acrescenta que “continuamos a contrariar as expectativas do mercado, com um crescimento que queremos sustentável. Acreditamos que temos uma estratégia forte, qualidade na nossa oferta e uma equipa extremamente motivada para estabelecer relações fortes com os nossos clientes e que isso nos permitirá manter uma operação bem sucedida.”

Apesar deste ser considerado um marco importante na história da marca, um dos objetivos imediatos é atingir as 1000 viaturas vendidas no mercado nacional. “Estamos neste momento nas 707 viaturas, mas cremos que, muito em breve, poderemos celebrar as 1000 e festejar com toda a equipa, clientes e parceiros”, perspetiva Bruno Oliveira.

No âmbito da sua estratégia nacional, a Ford Trucks continua a apostar na sua rede de assistência pós-venda com 6 oficinais de Norte a Sul do País e perspetiva-se uma nova abertura em Braga, complementando assim a sua rede.

Continuar a ler
Publicidade

Newsletter

Em aceleração