A scooter elétrica da Seat já está em produção – Motorguia
Ligue-se connosco

Motos

A scooter elétrica da Seat já está em produção

Published

on

Esta semana marcou o arranque da produção da scooter totalmente elétrica da Seat, a MÓ eScooter 125. Desenvolvida em parceria com a empresa Silence, esta scooter está a ser produzida na fábrica da Silence em Barcelona.



A divisão de mobilidade da Seat, a Seat MÓ vê assim nascer o seu primeiro modelo que chega aos concessionários espanhóis ainda neste mês de dezembro. No nosso país a Seat MÓ eScooter 125 deverá chegar no segundo semestre de 2021.

Com um motor elétrico de 7 kW e um conjunto de baterias que lhe dá uma autonomia de cerca de 135 quilómetros, a eScooter 125 acelera dos 0 aos 50 km/h em 3,9 segundos e tem uma velocidade máxima de 95 km/h.

O seu preço ronda os 6.250 euros, mas poderá beneficiar dos apoios oficiais para as novas soluções de mobilidade, podendo o seu preço ficar mais reduzido.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Motos

Miguel Oliveira com boa estreia na Aprilia

Published

on

Logo após o GP de valência do passado fim de semana, as equipas iniciaram na terça feira uma sessão de testes já a preparar a próxima época. Foi a primeira vez que Miguel Oliveira esteve aos comandos da Aprilia RS-GP e a estreia foi auspiciosa.



No total o piloto de Almada fez 75 voltas ao circuito Ricardo Tormo e no final da sessão terminou com o quarto melhor tempo de todos os pilotos em pista, sendo o mais rápido daqueles que mudaram para uma nova equipa.

Agora como piloto da equipa RNF Aprilia, Miguel Oliveira contou com a presença de vários elementos da equipa oficial da marca italiana que seguiram atentamente a prestação do piloto português, conscientes das suas qualidades como um elemento que ajuda bastante no desenvolvimento da moto com que corre.

Continuar a ler

Motos

Miguel Oliveira diz adeus à KTM com uma grande corrida

Published

on

Na última corrida do campeonato de MotoGP em Valência decidiu-se o título que foi ganho pelo italiano Francesco Bagnaia na sua Ducati, naquela que foi a última prova de Miguel Oliveira com a KTM antes de rumar para a Aprilia.



Um nono lugar bastou para Bagnaia levar para casa o título de Campeão do Mundo de MotoGP, uma vez que o seu direto rival Fabio Quartararo necessitava de vencer a prova para garantir o bicampeonato, mas não foi além do quarto posto numa corrida que o espanhol Alex Rins venceu para a Suzuki, numa despedida em grande do construtor japonês que na próxima temporada já não correrá em MotoGP.

O português Miguel Oliveira arrancou de 14º lugar na grelha e mais uma vez assinou uma grande corrida, conquistado posição atrás de posição até terminar em quinto, o que lhe assegurou o décimo lugar na classificação geral. Foi uma despedida da marca austríaca com uma grande prestação por parte do piloto de Almada que agora continuará a sua carreira na Aprilia.

Brad Binder foi o segundo classificado no circuito Ricardo Tormo e Jorge Martin fechou o último pódio desta temporada. A próxima já tem arranque marcado precisamente para Portimão entre os dias 24 e 26 de março.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

Em aceleração