Meio século do motor V8 da Scania: dos 350 aos 770 CV – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Meio século do motor V8 da Scania: dos 350 aos 770 CV

Published

on

Os indefetíveis da marca sueca rejubilaram quando foi lançado durante o ano passado no mercado europeu uma edição especial das Séries S e R equipados com o motor V8.



Tratava-se nada mais nada menos do que a comemoração dos 50 anos de vida de um motor único pela sua arquitetura no atual panorama de veículos pesados e que na sua mais recente declinação alcança os 770 CV de potência num camião de série. Assim, é meio século de Scania V8 Power desde os 350 aos 770 CV.

Desde logo, e se falarmos dos grandes transportes especiais onde a gama Scania permite “puxar” até às 250 toneladas com um único trator, os 770 CV e 3700 Nm de binário podem parecer excessivos para a maior parte dos transportadores, mas não.

Para aqueles que valorizam tanto a imagem como o prazer de condução e as prestações, este poderoso coração mecânico de 8 cilindros em V e 16,4 litros de cilindrada, transformou-se em algo mais do que uma opção mecânica.

E é ao longo de cinco década que a Scania mantém no mercado os seus caraterísticos blocos de 8 cilindros montados num ângulo de 90 graus, por isso conquistou uma legião de fãs. Os motores V8 da marca sueca são blocos de paixão e não é difícil encontrar motoristas, os mais antigos, que tatuaram o símbolo desta besta mecânica na pele. Toda uma declaração de fidelidade que só se encontra na marca Scania.

1969: o nascimento da… besta

Uma das grandes estrelas durante o Salão Internacional do Veículo Industrial de Hanover, na Alemanha, IAA de 1969 foi o novo camião vindo da Escandinávia que nasceu para revolucionar o panorama do transporte interncional, não só a nível europeu mas também mundial.

A estrela era o Scania 140, que chamava a atenção pela sua grande cabina de linhas retilíneas que disponibilizava um habitáculo amplo e muito cómodo para a época. Também por isso, a nova jóia da Scania já podia ganhar o fervor dos camionistas a nível internacional, mais ainda porque o chefe de design da marca, o sueco Beng Gadefelt, tinha equipado aquela máquina com um poderoso bloco de 14,2 litros de cilindrada e oito cilindros em V a 90 graus que a troco de 350 kg debitava 350 CV e oferecia um binário máximo de 1245 Nm às 1500 rpm.

Vistas do século XXI, este números parecem um tanto ou quanto humildes, mas o momento da sua aparição no IAA de Hanover em 1969 transformou o Scania 140 no camião de série mais potente da Europa naquela época. Curiosamente, seria apenas em 1972 que o lançamento de uma nova série de pesados com cabina cúbica dos espanhóis da Pegaso e o seu motor de seis cilindros em linha de 12 litros turbo com 352 CV arrebatasse o trono de Rei da estrada.

A Scania contra atacava com a série 141, que praticamente sem mudar o aspeto exterior, introduzia melhorias mecânicas que elevavam o rendimento do seu já lendário V8 até aos 375 CV graças às utilização de um Turbo. Isto aconteceu em 1977 e a verdade é que a solidez do desenho do motor em V de oito cilindros permitiria décadas de melhorias sucessivas que fizeram com a potência fosse aumentando.

A corrida pela potência máxima

Num eterno mano-a-mano quase obsessivo com o seu arquirival e compatriota Volvo Trucks, a Scania manteve-se de forma permanente e ao mais alto nível na tentativa de oferecer ao mercado o camião mais potente. Em meados dos anos 80 do século XX, esta corrida tecnológica levaria a marca a superar os 400 CV e depois a partir dos anos 90 ultrapassou a barreira dos 500 CV.

Esta escalada foi possível graças à adição de novas técnicas de injeção direta, já presente no Scania 140, posteriormente o turbo, e mais à frente outros elementos como a refrigeração a ar que é utiliza no turbo através do intercooler e posteriormente entrando na gestão eletrónica da da própria injeção.

A evolução tecnológica foi tal que atualmente o motor V8 é proposto em versões de 520, 580, 650 e 730 CV… mais recentemente este último patamar subiu para os 770 CV. Tudo com um bloco cuja cilindrada cresceu dos 14,2 litros de 1969 para os atuais 16,4 litros, sempre com um peso mais reduzido.

O atual 770 supera e dobra a potência máxima do primeiro V8 e fá-lo sendo infinitamente menos poluente e muito mais poupado. Estamos impacientes para perceber até onde chegará a evolução dos V8 da Scania nos próximos 50 anos. Meio século de V8 desde os 350 aos 770 CV.

 

 

 

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Krug Expedition Rhino XL é um verdadeiro rinoceronte sobre rodas

Published

on

Gostaria de viver umas férias únicas numa autocaravana? Agora que vem aí o verão não seria má ideia. Então a Krug Expedition, situada em Schladming (Áustria), pode ter exatamente aquilo que procura. E, mais especificamente, uma autocaravana: a Project Rhino XL.



A Krug Expedition já tinha lançado o Rhino normal em 2022, baseado no Mercedes-Benz Atego, mas agora acrescenta mais um “tamanho”. Estamos a falar da versão XL, muito simplesmente. O novo Project Rhino XL 2024 é também baseado no Atego e oferece uma solução chave-na-mão com três variantes de disposição interior diferentes, incluindo duas variantes familiares e uma para uso profissional.


O Rhino XL está disponível em três configurações, o XL 175, o XL 200 e o XL Business. Cada veículo é meticulosamente concebido e fabricado internamente para garantir um processo de produção de alta qualidade até à sua conclusão.
A Krug Expedition fabrica cada módulo utilizando painéis de chapa metálica em sanduíche reforçados que proporcionam um excelente isolamento e possuem características de desempenho especificamente concebidas para evitar a condensação interior e requerer menos energia em ambientes extremamente frios ou quentes.


Numa alusão à robusta armadura do Rhino do mundo animal, a empresa também constrói as paredes e os painéis do teto de cada módulo XL com um laminado GRP “incrivelmente resistente e durável” que se diz ser excecionalmente resistente a danos.


O equipamento todo-o-terreno do Project Rhino XL 2024 inclui tração permanente às quatro rodas com três bloqueios de diferencial. O controlo anti-bloqueio dos travões ABS selecionável e um sistema opcional semi-automático de pressão dos pneus ajudam os viajantes a enfrentar terrenos difíceis imprevistos nas suas aventuras em estrada ou fora dela.

A barra de tejadilho é um complemento opcional para o Rhino XL e é montada no tejadilho da cabina, juntamente com uma barra de luz LED auxiliar para utilização em condições de baixa visibilidade.
Cada veículo está equipado com quatro pneus 365/80 R20 adequados a todos os tipos de terreno, tanto fora como dentro de estrada. O novo Project Rhino XL também dispõe de um espaço de arrumação impressionante, com cacifos robustos e uma grande área de garagem na traseira.


Os dois modelos maiores do Project Rhino XL incluem uma cama de casal fixa e dois beliches para espaço adicional para dormir. A cozinha do Project Rhino XL tem uma bancada prática, um lava-loiça em aço inoxidável, uma placa de indução Miele com duas zonas de cozedura e um conjunto opcional de louça e talheres.
Um frigorífico/congelador Vitrifrigo Slim 150 assegura que todos os alimentos perecíveis são bem armazenados para cada expedição.


Também está disponível como opção uma mesa de jantar deslizante, que pode ser facilmente convertida numa área de dormir adicional, se necessário. A bordo existe um pavimento em vinil impermeável e fácil de limpar. O depósito principal de água doce do Project Rhino XL tem uma capacidade de 545 litros para garantir a utilização de água limpa mesmo nas viagens mais longas.

A série mais pequena do Project Rhino começa nos 390.000 dólares, ou seja, 359.000 euros. Uma parte fixa das receitas de cada Rhino Line vendido reverte a favor da organização sul-africana de conservação da vida selvagem Nkombe Rhino.

Continuar a ler

Comerciais

IVECO lança nova marca para comercializar veículos usados

Published

on

A IVECO lança a IVECO CERTIFIED PRE-OWNED, a nova marca criada para comercializar os seus veículos usados, contribuindo de forma tangível e sustentável para a descarbonização do setor.

Este é o culminar de um percurso de excelência que começou em 1995 com a marca USED PLUS e continuou em 2015 com a OK TRUCKS.
Um percurso em que a IVECO, com base na sua experiência pioneira no mix energético, foi das primeiras na Europa a comercializar veículos usados a gás natural, para além do gasóleo, acelerando a renovação da frota na rotação de stocks, e oferecendo sempre aos seus clientes produtos com sustentabilidade e qualidade no topo da sua categoria.

Para enfatizar ainda mais a sua coerência com os valores da IVECO, a nova marca lançou o seu compromisso baseado em 10 pilares.
PRODUTOS CERTIFICADOS: Antes de serem lançados no mercado, os veículos IVECO CERTIFIED PRE-OWNED são submetidos a uma série de verificações e são submetidos a uma série de controlos e inspeções que seguem um procedimento detalhado e estabelecido, uma garantia de fiabilidade e segurança.

QUALIDADE CERTIFICADA: Para responder a todos os tipos de necessidades dos clientes, os veículos são divididos em três categorias – premium, plus e standard – em função das suas características específicas, como a idade, a quilometragem e o trabalho de recondicionamento.
REDE DE CONCESSIONÁRIOS CERTIFICADOS: A rede IVECO CERTIFIED PRE-OWNED está presente em mais de 25 países com uma equipa de profissionais que acompanham os nossos clientes na escolha do veículo usado adequado à sua aplicação.


GARANTIA CERTIFICADA: A IVECO CERTIFIED PRE-OWNED oferece um programa de Garantia Alargada, válido em toda a Europa até 36 meses, que pode ser adaptado às necessidades da empresa do cliente.
MANUTENÇÃO CERTIFICADA: Os serviços são concebidos para maximizar o tempo de atividade através da monitorização do veículo em tempo real, diagnósticos remotos, manutenção planeada e calendários de reparação, bem como acções preventivas na oficina IVECO preferida, conforme necessário.


PEÇAS DE REPOSIÇÃO CERTIFICADAS: A qualidade e a fiabilidade são certificadas pela marca graças às peças de reposição genuínas IVECO de alta qualidade, combinadas com as competências profissionais dos técnicos.
ASSISTÊNCIA CERTIFICADA: Os pacotes TOPCARE cuidam do mais importante, começando pelo bem-estar e pela segurança das pessoas, dos veículos e da carga, garantindo a tranquilidade do condutor.
CONECTIVIDADE CERTIFICADA: Os serviços telemáticos ajudam a reduzir o consumo de combustível, otimizar as rotas e melhorar o estilo de condução através de relatórios e análises do desempenho do veículo, para um negócio mais produtivo e eficiente com custos operacionais mais baixos.


SERVIÇO DE APOIO CERTIFICADO: Em caso de necessidade, a linha direta 24 horas por dia, 7 dias por semana, está disponível para o ajudar com os problemas do seu veículo. 7 dias por semana está disponível em 2.000 pontos de serviço em toda a Europa. Além disso, todas as oficinas IVECO oferecem uma assistência rápida e eficaz.


SOLUÇÕES FINANCEIRAS CERTIFICADAS: A IVECO CERTIFIED PRE-OWNED complementa os seus serviços com soluções financeiras que respondem a diferentes necessidades com uma abordagem virada para o futuro, analisando a constante evolução do mercado, explorando novas tecnologias e criando sinergias com parceiros especializados

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por Almadense
    Senhores, uma pessoa próxima a mim está a ser vítima de burla. Resumidamente, no Facebook entrou numa página de fãs de uma celebridade, foi...
  • por Mrodrigues
    O renascimento da Ebro. Como eu gostava de ver o reaparecimento da UMM! ​ ​​​​​​
  • por TerraVerde
    Olá a todos, Os 25 anos do meu Suzuki Vitara fazem-se notar e o tecido preto que cobre o tecto do carro está descolado. Está só agarrado...
  • por MikePug82
    Como diz o título deste tópico, houve nova troca cá na garagem e passamos então de um Indesejado que gostei bastante pelo facto de me ter...

Em aceleração