Mais visibilidade lateral nos pesados – Motorguia
Ligue-se connosco

Comerciais

Mais visibilidade lateral nos pesados

Published

on

Sideguard Assist

Os camiões deixaram de ter os espelhos retrovisores e receberam equipamentos que oferecem ao motorista uma visão quase total do exterior do veículo recorrendo a câmaras e a sensores.



DAF e Mercedes-Benz vão disponibilizar na sua lista de acessórios para veículos mais antigos, sistemas que permitem perceber se existem peões, ciclistas ou motociclistas nos ângulos mortos do camião. Como funcionam então estes sistemas?

Que soluções serão as mais eficazes no combate aos acidentes de trânsito que envolvem veículos pesados? Cada marca tem a sua visão sobre este filme, mas o curioso é que em todas é muito semelhante, até porque os sistemas de segurança e de assistência à condução que disponibilizam são vários e todos muito parecidos. Têm nomes diferentes em cada um dos fabricantes de veículos, mas a sua finalidade é praticamente idêntica.

Sideguard Assist

O camião continua a ser o ator principal do transporte rodoviário de mercadorias. Permite que tudo o que é economia na Europa se encontre em constante movimento. Era quase impossível imaginar o que seria a sociedade sem o camião. Desde que não existam quaisquer anomalias está tudo bem, o problema é quando um camião se envolve num acidente de viação. Em último caso, o veículo comercial transforma-se num “navio” capaz de provocar sofrimento humano e custos consequentes, não só financeiros, mas morais. Os construtores de veículos pesados têm vindo a investir vários milhões de euros anuais na pesquisa e no desenvolvimento de sistema de assistência e de segurança que dão ainda mais apoio aos motoristas no seu dia-a-dia e que melhoram consideravelmente a segurança de todos os utilizadores das estradas.

Solução de aftermarket

A Mercedes-Benz e a DAF anunciaram que vão passar a comercializar como acessório o sistema que permite detetar a presença de peões, ciclistas ou motociclistas nos ângulos mortos, ajudando a evitar acidentes urbanos (e não só), principalmente em cruzamentos ou intersecções, quando o motorista não consegue ver se existe alguém do outro lado do veículo. Na Mercedes-Benz este sistema chama-se Side Assist e está no mercado desde 2016. No caso da DAF recebe a designação City Turn Assist. Ambos os dispositivos alertam os motoristas com sinais visuais e sonoros para a presença de alguém nos ângulos mortos das respetivas cabinas.


Os sistemas de monitorização não só emitem sinais a velocidades mais reduzidas durante a condução urbana, mas também detetam outros utilizadores da estrada (outros veículos) que seguem na faixaTratam-se de dispositivos que utilizam tecnologia de radar para assegurar a ótima deteção do objeto, mesmo em condições de visibilidade reduzida.

No caso da DAF, o City Turn Assist utiliza do lado do passageiro uma única unidade de radar de curto alcance que é montado no ou perto do guarda-lamas traseiro. É produzido com material robusto para operar sob condições mais difíceis. Os avisos são mostrados por um ecrã LED estrategicamente posicionado no pilar A do lado do condutor. Quando o indicador de mudança de direção é ativado, no caso de existir algum veículo ou pessoa, no ângulo morto ou que não seja visível, são dados alertas sonoros para colocarem o motorista de sobreaviso. O sistema para instalação posterior é completo e inclui a unidade de radar, o ecrã e as cablagens.


No caso do Mercedes-Benz Side Assist, a forma de funcionamento é muito idêntica. Funciona de forma progressiva, ou seja, detetadas pessoas ou veículos na zona de monitorização lateral do veículo pesado, o motorista recebe um alerta visual. Na coluna ao lado do lugar do passageiro existe um triângulo amarelo em LED que se acende. Se o perigo for iminente o alerta passa a ser também sonoro e o LED passa a vermelho. Este assistente entra em acção em situações como postes, semáforos ou outros objetos que possam interferir na manobra de desvio de direção. No caso do novo Actros, cujas câmaras substituem os retrovisores, o alerta é dado nos ecrãs verticais posicionados no pilar A da cabina. Sensores e radares ajudam na melhoria da segurança em ambiente urbano e evitam um tipo de acidente que é cada vez mais comum e que mata várias pessoas em todo o mundo.

Quem conduz recebe constantemente o melhor apoio e feedback dos sistema utilizados. Todavia, as ações do motorista são supremas, tal como a lei obriga, por isso os sistema são de grande utilidade, mas podem ser desligados, ficando a consciência do motorista em cheque na hora de conduzir.

 

 

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Comerciais

Western Star 57X foi inspirado no Mercedes-Benz Actros

Published

on


Os camiões norte-americanos são sempre fontes de inspiração e desejo para muitos transportadores, sejam eles frotistas ou motoristas profissionais. A mais recente novidade da Daimler Truck North American é o Western Star 57X, veículo que contempla muita da tecnologia existente no Mercedes-Benz Actros.

O novo 57X foi projetado principalmente para clientes que percorrem rotas de longa distância, especialmente no segmento de pequenas frotas ou como operadores proprietários, em contraste com as séries 47X e 49X, que se destinam aos clientes de veículos especiais e de obras.
O início da produção do Western Star 57X será no 1º trimestre de 2023 na fábrica da Daimler Truck North America em Cleveland, Carolina do Norte, EUA.

O construtor promete cerca de 6% mais economia que o antecessor, o 500XE. Os clientes podem escolher entre diferentes opções de motor: Detroit DD13 Gen 5, DD15 Gen 5 e DD16. O 57X está disponível com caix de velocidades Detroit DT12 Direct ou High-Speed AMT.

O camião oferece aos clientes o Detroit Assurance 5.0 Safety System com Active Brake Assist 5, que inclui o sistema de câmara/radar “sempre ligado”, Cruise Control Adaptativo e Active Lane Assist opcional. A novidade do 57X é o Active Side Guard Assist, uma tecnologia pioneira no setor projetada para mitigar as dificuldades no ângulo durante as curvas à direita. Este é o primeiro camião Western Star a ter um display digital no cockpit que permite a configuração dos instrumentos e simplifica o controlo das funções de entretenimento (via Apple Car Play e Android Auto) e informações do veículo. Os controlos embutidos no volante permitem que os motoristas controlem a maioria das funções de entretenimento e informação sem tirar as mãos do volante.

Continuar a ler

Comerciais

Santos e Vale e Reta desenvolvem solução para passar carga entre semirreboques

Published

on

A pedido da Santos e Vale – Operador Logístico, a Reta, desenvolveu uma solução inovadora em Portugal, que consiste num sistema de ligação entre duas viaturas atreladas, eficiente e sem complicações com a perda de peças soltas.


“O cliente queria uma solução fiável para transferência de cargas entre equipamentos. Agora, o motorista, em vez de ter que encostar as duas viaturas, cada uma num cais de cargas diferente, só precisa de encostar o conjunto. Com as duas viaturas atreladas, a carga pode ser movimentada entre os dois equipamentos, aumentando assim a flexibilidade de carga e descarga,” explica Luís Alves, da Reta no Carregado.

Esta plataforma é sempre agregada ao malhal do equipamento. O motorista quando precisa de utilizá-la, tem simplesmente que destravá-la e descê-la. Não há necessidade de montá-la, de cada vez que quiser utilizá-la. O sistema foi montado no frontal de um semirreboque rígido, podendo ser replicado para outros tipos de equipamento.

Luís Alves frisa: “É muito mais simples, não há peças soltas que se corre o risco de perder, há uma proteção adicional à própria carga (por cima). E não requer que a pessoa ande com uma chapa de ferro, com risco de se desviar e de a mercadoria cair. É mais seguro, mais funcional, tem uma resistência superior à dos próprios malhais frontais e, sobretudo, poupa muito trabalho aos motoristas.”

Esta solução tem tido excelente aceitação noutros mercados além dos transportes, porque permite ainda, com uma adaptação, que o semirreboque sirva de armazém móvel e que se carregue e descarregue pelos dois lados.
“À data atual, poderá ser montado em dois conjuntos (camião e semirreboque, ou link trailer e semirreboque, perfazendo 60 toneladas) e, no futuro em dual-trailer (dois semirreboques, perfazendo 70 toneladas), já em testes na vizinha Espanha,” explica Luís Alves, da Reta no Carregado.

Continuar a ler
Publicidade

Newsletter

Em aceleração