Miguel Oliveira de novo no chão por causa de um colega – Motorguia
Ligue-se connosco

Motos

Miguel Oliveira de novo no chão por causa de um colega

Published

on

Depois de ter ido pela primeira vez de forma direta à segunda qualificação onde acabaria por conseguir o 11º lugar na grelha de partida no circuito da Áustria, Miguel Oliveira arrancou para uma grande corrida, chegando a rolar no quinto lugar, até que mais uma vez um colega da equipa KTM se encarregou de o mandar para o chão.



Numa corrida cheia de acidentes impressionantes, Miguel Oliveira chegou a andar no quinto lugar, colado aos quatro da frente, quando atrás de si Johan Zarco e Franco Morbidelli se envolveram num aparatoso acidente com as suas motos a voarem pela pista, que o diga Valentino Rossi que viu uma delas passar-lhe à frente e a outra por cima da cabeça.

A corrida no Red Bull Ring foi interrompida e o novo arranque foi feito com os pilotos nas posições que ocupavam, tendo Miguel arrancado da quinta posição. Novamente colado no grupo da frente o piloto de Almada seguia na sexta posição quando o seu colega de equipa da KTM oficial, Pol Espargaró, que ia na quinta posição comete um erro alargando a trajetória. Miguel aproveitou e mantendo a sua trajetória, foi abalroado pelo piloto espanhol quando este tentava regressar à mesma.

Depois de há duas corridas atrás ter sido Brad Binder a tocar em Miguel impedindo-o de continuar, desta feita foi Espargaró a encarregar-se de deixar o piloto nacional brilhar num momento em que o português estava com muito melhor ritmo de corrida que o espanhol.

A prova foi ganha por Andrea Doviziozo na sua Ducati, sendo seguido por Joan Mir numa Suzuki em segundo e por Jack Miller também em Ducati.

A próxima corrida de MotoGP volta a realizar-se no Red Bull Ring – Spielberg e esperemos que o nosso Miguel volte a evidenciar o ritmo que já mostrou, mas que desta vez não haja incidentes infelizes.

Motos

O sistema híbrido da Kawasaki

Published

on

Num vídeo onde mostra vários dos desafios que tem abraçado para melhorar o desempenho das suas motos, a Kawasaki levanta um pouco do véu daquele que poderá vir a ser o sistema de motorização híbrida para as suas motos



No final deste pequeno filme vemos um modelo num banco de ensaios a fazer a transição entre os dois motores deste sistema, um a combustão e outro elétrico, mostrando a suavidade com que essa transição é feita.

Segundo o construtor nipónico, este sistema permitirá ao motociclista escolher qual o tipo de propulsão desejada, sendo que nas viagens o motor a combustão será prioritário, mas em cidade a moto poderá circular apenas com o motor elétrico, o que será determinante para as futuras regras nas principais cidades europeias que ditarão irão impedir a circulação de modelos com motor a combustão na sua rede viária.

Continuar a ler

Motos

MV Agusta celebra 75 anos com edição especial esgotada em segundos

Published

on

A MV Agusta Superveloce 75 Anniversario é uma edição especial da Superveloce feita para comemorar os 75 anos da marca italiana.



Esta edição limitada a 75 unidades conta com um conjunto de detalhes únicos como as jantes raiadas, o banco em alcântara vermelho, numeração na mesa da direção, uma linha de escape Arrow e uma pintura exclusiva.

Equipada com um motor tricilíndrico que lhe dá uma potência máxima de 147 cv, esta edição especial foi colocada à venda online e os interessados teriam apenas 75 horas para fazer a sua reserva. Com um preço a começar nos 25.000€ as 75 unidades desta MV Agusta esgotaram numa questão de segundos. Este feito impressionou até os mais otimistas responsáveis da marca, até porque era exigido o pagamento de um sinal para assegurar a reserva.

Continuar a ler

Motos

Domínio total de Miguel Oliveira em Portimão

Published

on

Miguel Oliveira fez história de novo no desporto motorizado português ao conseguir a pole position, a melhor volta e a vitória na corrida portuguesa de MotGP que decorreu no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.



Na derradeira prova do campeonato que decorreu em solo nacional o piloto de Almada provou de novo o seu talento e capacidade ao dominar por completo o fim de semana. Começando logo na conquista da pole position, hoje o piloto da Red Bull KTM Tech 3 não fez por menos e após um arranque imbatível Miguel Oliveira não mais largou a primeira posição.

Aumentando gradualmente a sua vantagem na frente até uma distância “confortável”, o piloto da KTM teve a corrida na mão a cada volta que passava fazendo ainda a melhor volta.

Miguel Oliveira provou que não é só um piloto fiável, aguerrido, como pode também ser dominador ganhando corridas do primeiro ao último segundo.

Jack Miller na sua Ducati e Franco Morbidelli com a Yamaha fecharam o pódio que encerrou a temporada de MotoGP deste ano e em que Joan Mir na Suzuki se sagrou Campeão do Mundo.

Este momento marca também o adeus de Miguel Oliveira à equipa satélite da KTM, a Red Bull KTM Tech 3, passando no próximo ano a defender as cores da equipa principal da marca austríaca.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração