Miguel Oliveira de novo no chão por causa de um colega – Motorguia
Ligue-se connosco

Motos

Miguel Oliveira de novo no chão por causa de um colega

Published

on

Depois de ter ido pela primeira vez de forma direta à segunda qualificação onde acabaria por conseguir o 11º lugar na grelha de partida no circuito da Áustria, Miguel Oliveira arrancou para uma grande corrida, chegando a rolar no quinto lugar, até que mais uma vez um colega da equipa KTM se encarregou de o mandar para o chão.



Numa corrida cheia de acidentes impressionantes, Miguel Oliveira chegou a andar no quinto lugar, colado aos quatro da frente, quando atrás de si Johan Zarco e Franco Morbidelli se envolveram num aparatoso acidente com as suas motos a voarem pela pista, que o diga Valentino Rossi que viu uma delas passar-lhe à frente e a outra por cima da cabeça.

A corrida no Red Bull Ring foi interrompida e o novo arranque foi feito com os pilotos nas posições que ocupavam, tendo Miguel arrancado da quinta posição. Novamente colado no grupo da frente o piloto de Almada seguia na sexta posição quando o seu colega de equipa da KTM oficial, Pol Espargaró, que ia na quinta posição comete um erro alargando a trajetória. Miguel aproveitou e mantendo a sua trajetória, foi abalroado pelo piloto espanhol quando este tentava regressar à mesma.

Depois de há duas corridas atrás ter sido Brad Binder a tocar em Miguel impedindo-o de continuar, desta feita foi Espargaró a encarregar-se de deixar o piloto nacional brilhar num momento em que o português estava com muito melhor ritmo de corrida que o espanhol.

A prova foi ganha por Andrea Doviziozo na sua Ducati, sendo seguido por Joan Mir numa Suzuki em segundo e por Jack Miller também em Ducati.

A próxima corrida de MotoGP volta a realizar-se no Red Bull Ring – Spielberg e esperemos que o nosso Miguel volte a evidenciar o ritmo que já mostrou, mas que desta vez não haja incidentes infelizes.

Motos

Nova Ducati Monster 821 já está a ser desenvolvida

Published

on

A Ducati já está a trabalhar na próxima geração da Monster, aquela que ao longo dos anos granjeou a imagem de uma das mais carismáticas naked do mercado, poderá agora trazer uma novidade de peso, ou melhor dizendo, de menos peso.



Um dos elementos que sempre se destacou na Monster foi o seu quadro de aço em treliça, mas, segundo o site Motorcycle News, esta nova geração poderá deixar cair essa solução.

 

Rumores sugerem que o quadro será em liga leve, o que trará vantagens em termos de peso e também torna a sua estética mais agressiva. Com fortes concorrentes como a KTM Duke, a Yamaha MT-09 ou a Triumph Strett Triple, esta nova Monster 821 terá de trazer novos e convincentes argumentos para fazer frente às rivias e os engenheiros e técnicos da marca italiana já começaram a trabalhar nisso.

Continuar a ler

Motos

Quente ou frio a Indian tem a solução

Published

on

O calor é sempre complicado para os motociclistas e para minimizar o desconforto das viagens mais quentes a Indian desenvolveu um sistema de bancos não só aquecidos para os dias frios como também refrigerados para os dias quentes.



Ter como opção bancos aquecidos numa moto não é novidade, mas a Indian elevou a fasquia e desenvolveu o sistema Clima Command que além de aquecer o banco também o arrefece nos dias mais quentes.

Isso é conseguido através de uma tecnologia desenvolvida pela Indian que consiste num módulo termoelétrico que afasta o calor do motociclista, módulo esse que é arrefecido por um conjunto de condutas. Além disso, o banco conta com um material inovador, o grafeno, que absorve o calor de um lado e o expele pelo outro evitando que este ascenda aos ocupantes.

 

Nos modelos com bancos que incluem encosto e apoios de braço o Clima Command também está disponível para esses elementos.

Para já esta solução será apenas um opcional que pode ser incluído nos modelos que não estejam equipados com o Ride Command.

Continuar a ler

Motos

BMW cria corrente que dispensa manutenção

Published

on

A BMW acaba de criar uma corrente para motos que dispensa a habitual lubrificação e ajuste da tensão, tarefas tão habituais e rotineiras para quem anda de moto e que são sempre algo que os motociclistas dispensam fazer essencialmente por causa da sujidade, mas que são essenciais para o bom desempenho da transmissão e da segurança.



O “segredo” desta corrente BMW M Endurance está na utilização de carbono amorfo tetraédrico nos seus roletes. Este material carateriza-se pela sua resistência, dureza e baixo índice de fricção. Como tal quase não sofre desgaste, logo não necessita de lubrificação e como não se desgasta também não é preciso afinar a corrente por esta ir perdendo tensão precisamente por causa do desgaste dos elementos da corrente.

 

Para já esta corrente estará disponível para ser montada de origem nas motos S1000RR e S1000XR, mas a marca planeia alargar a gama de modelos que poderão receber esta nova solução. Além disso nos modelos indicados que já andam nas estradas, quando for trocada a transmissão também pode ser montada esta nova corrente.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração