Mustang Mach-E de 1400 cv enfrenta os “irmãos” – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

Mustang Mach-E de 1400 cv enfrenta os “irmãos”

Published

on

Depois de alguns narizes torcidos com o anuncio do Mustang Mach-E, a Ford mostra agora do que este modelo é capaz com uma versão desenvolvida pela Ford Performance e a RTR Vehicles que conta com sete motores elétricos e 1400 cv de potência.



O nome Mustang é um dos mais emblemáticos da história do automóvel e marca de forma vincada o conceito de “American Muscle”. Ao revelar que o Mach-E seria elétrico e com um ar mais SUV, a Ford mexeu com o coração de muitos aficionados que não gostaram muito da ideia. Agora mostra um pouco do que este Mach-E também pode fazer se a ideia do “músculo americano” evoluir para “músculo elétrico americano”.

Com três motores no diferencial dianteiro e quatro no traseiro este Mach-E 1400 conta com uma bateria de células de cobalto de níquel manganês com 56,8 kWh, um sistema de travagem da Brembo e uma gestão eletrónica da distribuição da potência que lhe permite colocar toda a força dos motores elétricos apenas num eixo caso assim seja desejado.

Para provar que o Mustang Mach-E também pode ter muito músculo a Ford colocou-o frente a frente com alguns “irmãos” Mustang com motores de combustão que são bem conhecidos do público.

Com o piloto Vaughn Gittin Jr. ao volante o Mach-E 1400 enfrentou Ken Block com o seu Mustang Hoonicorn de 1965, Chelsea DeNofa aos comandos de um Mustang RTR de 2020, Hailie Deegan no seu Mustang Shelby 350 GTR de 2020 e Joey Logano com o Mustang da NASCAR.

Num belo vídeo o Mach-E enfrenta estas referências em “testes” de velocidade, de comportamento, de drift e de “gymkhana” com muito pneu queimado à mistura e grandes imagens para ajudar um pouco a “desmistificar” a ideia de elétrico na cabeça de muitos “petrolheads”. Não perca:

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Notícias

O primeiro Ferrari desenhado para o Gran Turismo já foi revelado

Published

on

O Ferrari Vision Gran Turismo foi apresentado no Mónaco numa cerimónia que antecedeu a grande final da Gran Turismo World Series e representa o primeiro modelo desenhado pela marca italiana especificamente para o conhecido simulador que já conta com vários modelos exclusivos desenhados por outras marcas.



A marca de Maranello não fez por menos e revelou o Ferrari Vision Gran Turismo através de uma maqueta à escala real que foi desvendada por Flavio Manzoni, o responsável de design da Ferrari, e Kazunori Yamauchi, um dos criadores do Gran Turismo.

Este Ferrari foi buscar a sua inspiração nos modelos da marca que competiram em Le Mans nas décadas de 60 e 70. Trata-se de um monolugar equipado com o motor V6 turbo com 3.0 litros de cilindrada do novo 499P que neste modelo debita 1030 cv de potência aos quais se juntam mais 326 cv graças aos três motores elétricos que também dão vida ao Vision Gran Turismo.

Esta criação da Ferrari estará disponível a partir de 23 de dezembro.

Continuar a ler

Notícias

Novo BMW 3.0 CSL homenageia o original

Published

on

No ano em que comemora os 50 anos da divisão “M”, a BMW guardou para o final uma das melhores “prendas”: o BMW 3.0 CSL que recupera a imagem do 3.0 CSL original lançado em 1973, o icónico coupé que foi o primeiro modelo de produção da BMW Motorsposts.



O 3.0 CSL original marcou uma era com todos os seus sucessos nas pistas e foi um dos pilares originais daquilo em que se tornou a divisão M. Agora, no ano em que a BMW tem celebrado o cinquentenário desta divisão de alta performance com vários momentos únicos, chegou a altura de revelar o novo BMW 3.0 CSL.

Este coupé conta com o motor a gasolina de seis cilindros em linha (a tradição ainda é o que era) com 560 cv de potência, o que faz dele o mais poderoso motor desta arquitetura produzido em série pela marca. Adotando algumas soluções utilizadas no DTM esta unidade debita ainda 550 Nm de binário e oferece uma subida de regime mais célere.

Ao olhar para este novo BMW 3.0 CSL a inspiração no modelo original dos anos 70 é evidente não apenas pela pintura branco pérola com as cores da divisão “M” como também pelos guarda lamas bem alargados e as duas asas, a do tejadilho e a traseira. As jantes são específicas deste modelo e são de 20″ na frente e 21″ atrás com aperto central e estão equipadas com uns pneus Michelin desenvolvidos pela marca francesa especificamente para este desportivo.

Serão apenas produzidas 50 unidades deste BMW 3.0 CSL, numa clara referência aos 50 anos da divisão Motorsports, sendo cada uma devidamente numerada. Para já a marca ainda não revelou preços de comercialização.

Entretanto aqui fica o vídeo de lançamento da BMW Motorsposrt do seu novo 3.0 CSL:

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

Em aceleração