Mustang Mach-E de 1400 cv enfrenta os “irmãos” – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

Mustang Mach-E de 1400 cv enfrenta os “irmãos”

Published

on

Depois de alguns narizes torcidos com o anuncio do Mustang Mach-E, a Ford mostra agora do que este modelo é capaz com uma versão desenvolvida pela Ford Performance e a RTR Vehicles que conta com sete motores elétricos e 1400 cv de potência.



O nome Mustang é um dos mais emblemáticos da história do automóvel e marca de forma vincada o conceito de “American Muscle”. Ao revelar que o Mach-E seria elétrico e com um ar mais SUV, a Ford mexeu com o coração de muitos aficionados que não gostaram muito da ideia. Agora mostra um pouco do que este Mach-E também pode fazer se a ideia do “músculo americano” evoluir para “músculo elétrico americano”.

Com três motores no diferencial dianteiro e quatro no traseiro este Mach-E 1400 conta com uma bateria de células de cobalto de níquel manganês com 56,8 kWh, um sistema de travagem da Brembo e uma gestão eletrónica da distribuição da potência que lhe permite colocar toda a força dos motores elétricos apenas num eixo caso assim seja desejado.

Para provar que o Mustang Mach-E também pode ter muito músculo a Ford colocou-o frente a frente com alguns “irmãos” Mustang com motores de combustão que são bem conhecidos do público.

Com o piloto Vaughn Gittin Jr. ao volante o Mach-E 1400 enfrentou Ken Block com o seu Mustang Hoonicorn de 1965, Chelsea DeNofa aos comandos de um Mustang RTR de 2020, Hailie Deegan no seu Mustang Shelby 350 GTR de 2020 e Joey Logano com o Mustang da NASCAR.

Num belo vídeo o Mach-E enfrenta estas referências em “testes” de velocidade, de comportamento, de drift e de “gymkhana” com muito pneu queimado à mistura e grandes imagens para ajudar um pouco a “desmistificar” a ideia de elétrico na cabeça de muitos “petrolheads”. Não perca:

Notícias

McLaren revela o seu super desportivo híbrido Artura

Published

on

O Artura é o primeiro super desportivo híbrido de altas prestações (HPH – High Performance Hybrid) da McLaren a ser produzido em série e a marca britânica acaba de o revelar ao mundo.



Utilizando a nova plataforma da McLaren denominada MCLA (McLaren Carbon Lightweight Architecture) que recorre ao alumínio e ao carbono para reduzir o peso e assim compensar o aumento do mesmo causado pela incorporação de um motor elétrico, este Artura consegue ter um peso de apenas 1498 kg.

Este motor elétrico é capaz de debitar uma potência de 95 cv e é alimentado por uma bateria de iões de lítio de 7,4 kWh que lhe permite circular em modo totalmente elétrico com uma autonomia de 30 quilómetros. A esta solução elétrica associa-se um motor V6 biturbo, com 3.0 litros de cilindrada, que em conjunto lhe dá uma potência máxima de 680 cv e um binário de 720 Nm.

O Artura tem uma velocidade máxima de 330 km/h e consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,0 segundos e dos 0 aos 200 km/h em 8,3 segundos.

Este super desportivo híbrido plug-in deverá chegar ao mercado ainda este ano e o seu preço deverá posicionar-se acima dos 300 mil euros.

Continuar a ler

Notícias

Romelu Lukaku e a Maserati

Published

on

A Maserati escolheu a estrela do Inter de Milão, o internacional belga Romelu Lukaku, para dar a cara pela marca no vídeo do Maserati Levante Trofeo.



“O talento é o motor, mas é a atitude que nos leva ao topo” é o mote deste vídeo que desta forma une a imagem de jogador poderoso e aguerrido de Lukaku ao caráter do Levante Trofeo.

Neste vídeo o jogador do Inter relembra momentos da sua infância e do seu percurso como futebolista enquanto percorre a cidade ao volante do Maserati Levante Trofeo, um modelo que conta com um motor V8 biturbo com 3.8 litros de cilindrada, 590 cv de potência e 720 Nm de binário máximo, o que permite a este modelo transalpino atingir os 302 km/h de velocidade máxima e acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 4,1 segundos.

Continuar a ler

Notícias

Microlino, o Isetta dos tempos modernos

Published

on

Os suiços da Micro Mobility estão prontos para lançar no mercado o seu Microlino 2.0, um pequeno citadino elétrico com uma clara inspiração no bem conhecido BMW Isetta dos anos 50.



Com a sua silhueta de “ovo” e a mítica porta dianteira a dar acesso aos seus dois lugares, este Microlino 2.0 não esconde onde foi buscar as referências do seu desenho. Com uma célula de segurança em alumínio prensado, que substitui a estrutura tubular de aço do Microlino 1.0, este pequeno veículo é totalmente elétrico e conta com um motor de 15 cv de potência alimentado por uma bateria de 15 kWh que lhe dá uma autonomia de 200 quilómetros.

Com uma velocidade máxima de 90 km/h o Microlino 2.0 deverá começar a ser comercializado ainda este ano e estima-se que o seu valor ronde os 12 mil euros. Veja mais sobre ele no vídeo de apresentação:

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração