Uma Vespa digna da passerelle – Motorguia
Ligue-se connosco

Motos

Uma Vespa digna da passerelle

Published

on

A Vespa e a Christian Dior juntaram-se na criação de uma edição limitada da Vespa 946 repleta de pequenos grandes detalhes da conceituada marca de alta costura parisiense.



A Vespa sempre foi um ícone de mobilidade e de design e a Dior sempre foi uma das grandes referências da moda e da inovação no estilo, agora estes dois nomes, que curiosamente nasceram no ano de 1946, uniram-se e assim nasceu a Vespa 946 Christian Dior.

 

Esta versão conta com vários detalhes únicos como os gráficos laterais alusivos à marca Dior, os punhos e banco em pele específicos, o suporte do assento personalizado e estão ainda disponíveis o top-case e o capacete decorados com um padrão bem conhecido e emblemático da marca de alta costura francesa.

Com o lançamento previsto para a primavera do próximo ano, esta edição especial da Vespa 946 contou com a colaboração de Maria Grazia Chiuri, a diretora criativa responsável pelas coleções femininas da Dior.

Chiuri refere que ficou “muito entusiasmada com este projeto com a Vespa. Para mim, a Vespa está ligada à minha cidade, Roma, e à liberdade de circular pela cidade com facilidade, como no filme Roman Holiday (1953), que deixou a extraordinária imagem de Audrey Hepburn agarrada a Gregory Peck numa Vespa. Tenho tantas lembranças felizes associadas à Vespa e recordo-me com carinho das voltas que eu e o meu marido dávamos em Roma e das idas à praia em Fregene. A Vespa é um símbolo que está intrinsecamente ligado à minha história pessoal e agora faz parte da minha vida profissional na Dior.”

Assim nasceu esta edição limitada plena de requinte no estilo e de liberdade na essência que não estranharia a ninguém se desfilasse numa qualquer passerelle no mundo.

 

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Motos

O melhor fim de semana de Miguel Oliveira

Published

on

O Grande Prémio da Alemanha deste fim de semana foi o palco da melhor prestação de Miguel Oliveira, até agora, nesta temporada de MotoGP. Melhor qualificação, melhor resultado na Sprint Race e melhor resultado na corrida.



O circuito de Sachsenring assistiu a um desempenho de Miguel Oliveira como não era visto há já alguns grandes prémios e mostrou mais uma vez que basta a moto “estar lá” que o piloto português garante sempre um bom nível de competitividade. Desta vez, ao tirar partido do bom trabalho da equipa de técnicos e mecânicos da Aprilia, Miguel contou com uma moto que “lhe deu asas” à sua altura e fez o terceiro melhor tempo nos treinos livres, o que lhe valeu a passagem direta à Q2, onde conseguiu a segunda posição na grelha de partida.

Na Sprint Race o piloto da Trackhouse Racing conseguiu a segunda posição, o seu melhor resultado em corridas Sprint e ficou apenas atrás da Ducati de Jorge Martin. Já na corrida de domingo Miguel Oliveira fez um bom arranque e chegou mesmo a liderar logo após a discussão da travagem na primeira curva, mas o espanhol Jorge Martin respondeu e passou o português que foi também ultrapassado por Francesco Bagnaia. Miguel ficava assim atrás dos dois melhores classificados do campeonato e ao longo da corrida foi perdendo lugares para as mais competitivas Ducati até que passou a bandeira de xadrez em sexto lugar o que foi, ainda assim, a sua melhor classificação nesta temporada.

Bagnaia venceu a corrida depois de um erro de Jorge Martín e os irmãos Marc e Alex Márquez fecharam o pódio com o segundo e o terceiro lugar respetivamente. Com esta vitória “Peco” Bagnaia assume a liderança do campeonato com 222 pontos, passando Jorge Martin que está agora em segundo a 10 pontos de distância. Miguel Oliveira soma agora 51 pontos e está na 13ª posição.

As emoções do MotoGP regressam agora em agosto entre os dias 2 e 4 no circuito de Silverstone para o Grande Prémio da Grã-Bretanha.

Continuar a ler

Motos

Concentração de Faro 2024 já tem o cartaz de bandas completo

Published

on

O Moto Clube de faro acaba de anunciar o leque completo de bandas que irão animar o palco principal da concentração deste ano.



Aquela que será a 42ª edição da Concentração de Motos de Faro já tem o alinhamento de bandas definido com os Wolfmother a juntarem-se aos Tara Perdida, Iris, Tony Moore, Katia Guerreiro, British Lion, Porretas, Mörderstein, e The Raven Age.

Está assim garantida a “banda sonora” desta concentração que decorrerá entre os dias 18, 19, 20 e 21 deste mês de julho e que promete mais uma vez animar o Vale das Almas em Faro, no Algarve.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

Em aceleração