5 dicas para levantar o seu carro novo – Motorguia
Ligue-se connosco

Novos

5 dicas para levantar o seu carro novo

Published

on

O momento de levantar o seu carro novo no concessionário é sempre uma ocasião especial. Aquele cheiro a modelo novo, o entusiasmo da realização de um desejo, mas esse compreensível estado de euforia não o deve distrair de algumas tarefas que são importantes para não ter surpresas menos agradáveis no futuro. Por isso mesmo aqui lhe deixamos cinco dicas úteis que deve ter em conta na hora de ir buscar o seu automóvel novinho em folha.



1 – Esteja atento às explicações
É importante que preste bem atenção ao que lhe diz o vendedor. No momento da entrega este normalmente dá uma explicação sobre algumas das características do automóvel. Do modo como funciona o sistema multimédia à forma como é feita a manutenção, tudo são informações importantes e é este o momento ideal para colocar dúvidas que tenha sobre algum ponto.

2 – Verifique tudo por dentro e por fora
Antes de sair com o automóvel do concessionário veja bem o seu estado, tanto exterior como interior, de preferência com boa luz. Procure por algum risco, mossa, falhas de acabamentos, ou painéis desnivelados na carroçaria, por exemplo. No habitáculo veja bem se não há rasgões nos tecidos, ou deformações no estofo dos bancos.

3 – Confirme que tem tudo o que pediu
Esta é a altura para confirmar que todos os opcionais que escolheu para o seu automóvel novo estão presentes. Pode acontecer que o modelo que está alevantar seja de um lote diferente daquele que estava disponível no momento da venda e não tenha propriamente o mesmo equipamento de série que escolheu junto do vendedor. São situações raras de acontecer e às quais normalmente o concessionário é alheio, mas convém confirmar tudo.

4 – Veja se tem todas as ferramentas
O automóvel tem um conjunto de ferramentas que é de certa forma obrigatório todos os carros terem como o engate de reboque, a chave de porcas, ou o kit de furo, as porcas de segurança das jantes de liga leve ou ainda o simples triângulo de sinalização de avaria. Veja se todos estes elementos estão presentes e como normalmente estão na bagageira aproveite para ver se esta está em condições também.

5 – Papéis em ordem
Certifique-se que todos os documentos estão com os dados corretos, nomeadamente o documento emitido pelo concessionário que serve de prova de propriedade perante as autoridades antes que receba o documento único definitivo. Trate com a sua seguradora para que o seguro do carro esteja ativo na hora do levantamento no concessionário. Não se esqueça que azares acontecem e não são poucas as histórias das mais variadas tropelias, com final pouco feliz, logo à saída do concessionário.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Manutenção

Como limpar bem o para-brisas

Published

on

O inverno é a estação do ano em que muitos automobilistas se arrependem de não ter limpo bem o para-brisas pois por causa do frio e da humidade é comum que este embacie com facilidade e torne a condução mais difícil pela perda de visibilidade.



Mesmo colocando o ar condicionado no máximo em modo de desembaciamento é por vezes difícil que o para-brisas fique limpo por muito tempo pois a sujidade e algumas gorduras dificultam a tarefa do desembaciamento.

Assim para evitar este contratempo que além de incomodativo é um fator que reduz a segurança pois diminui a visibilidade do condutor, aqui lhe deixamos alguns conselhos para limpar corretamente o para-brisas:

Começar por fora
Limpar bem o para-brisas começa pelo exterior. Utilizando um líquido limpa vidros borrife na maior área possível e com um pano limpe o vidro com movimentos verticais. Insista nos locais onde a sujidade pode ser mais resistente, como nos dejetos das aves ou nos restos de insetos que se acumulam. Aproveite para ver o bom estado das escovas limpa para-brisas e se for caso disso troque-as. Com o exterior bem limpo, torna-se mais fácil limpar o interior pois ficamos a saber que a sujidade que eventualmente se veja não está do lado de fora.

Cuidar do interior
Antes de começar a limpar a parte de dentro do para-brisas cubra os plásticos do tablier para os proteger dos borrifos do produto de limpeza de vidros. Utilize um pano bem limpo e de preferência de microfibras pois são mais eficazes na remoção da sujidade. Em vez de borrifar o produto de limpeza diretamente no vidro faça-o no pano, assim não espalha produto pelo ar e corre menos riscos que este acerte nos plásticos do habitáculo o que os pode danificar no futuro.
Limpe bem o para-brisas de forma a que não reste nenhuma mancha de gordura ou nenhum canto por limpar. Assim o trabalho do ar condicionado quando é necessário desembaciar o vidro torna-se mais fácil, rápido, eficaz e duradouro.

Continuar a ler

Manutenção

Proteja o interior do seu carro dos efeitos do álcool gel

Published

on

O álcool gel já faz parte do nosso dia a dia dentro do automóvel e muitos já devem ter reparado nos malefícios que este desinfetante pode trazer a vários elementos do habitáculo como o volante ou a alavanca da caixa de velocidades, especialmente se estes forem em pele.



Sendo abrasivo e forte desinfetante, o álcool, em gel ou não, é um produto essencial para nos proteger nestes tempos de pandemia causada pelo vírus Covid-19, mas trata-se de um produto que é muito agressivo para os materiais que revestem muitos dos elementos do habitáculo de um veículo como a pele ou o plástico.

Especialmente nos comandos revestidos a pele como o volante ou a alavanca da caixa que são os que estão mais tempo em contacto com as mãos, os efeitos desidratantes do álcool rapidamente começam a fazer efeito desgastando imenso a pele. Outro componentes como os puxadores das portas ou os botões que se encontram no tablier e consola central podem também eles sofrer com o álcool.

O que fazer?

Assim, a melhor forma de proteger o interior do seu carro da ação do álcool não é deixar de desinfetar as mãos corretamente com álcool, pois isso está fora de questão se queremos manter-nos protegidos nestes tempos de Coronavírus, mas depois de utilizar o álcool nas mãos deve secá-las muito bem com um pano seco ou papel absorvente. Desta forma evita que a mãos com álcool ainda húmido entrem em contacto com o volante, por exemplo, o que reduz os danos.

Por outro lado deve aumentar a limpeza dos elementos revestidos a pele através de uma simples lavagem com água e sabão com um pano da loiça ou um pincel de cerdas longas. Pode sempre substituir o sabão por um produto adequado para tratar pele. Normalmente isto deve ser feito pelo menos uma vez por ano, mas nestes tempos de exceção essa tarefa deve ser feita com maior regularidade. Se no final da limpeza ainda acrescentar um produto hidratante para a pele, melhor ainda será o resultado e a proteção.

Os mesmos cuidados podem ser aplicados aos plásticos onde além da limpeza pode também protegê-los com produtos adequados para plásticos o que irá aumentar a sua longevidade e protegê-los dos efeitos abrasivos do álcool.

Continuar a ler

Manutenção

Como proteger o habitáculo do calor

Published

on

Entrar dentro de um automóvel que esteve ao solo num dia de verão com um calor abrasador é sempre uma experiência desagradável para o condutor e ocupantes e o próprio habitáculo do veículo sofre com isso sendo certo que com o tempo o interior vai acusar a acumulação de dias assim envelhecendo e desgastando-se mais prematuramente.



Mas todos os incómodos de um dia de calor e sol podem ser minimizados e para tal deixamos-lhe estes cinco conselhos para proteger o habitáculo do seu automóvel do calor:

1 – Estacione à sombra
Claro que nem sempre é possível, mas a melhor forma de proteger o seu automóvel das altas temperaturas e do sol é evitar estes fatores. Portanto se tiver opção escolha sempre um lugar à sombra além da temperatura ser mais baixa também resguarda o carro da luz direta do sol.

2 – Utilize para-sol
É a solução mais comum e também uma das mais eficazes na proteção dos plásticos do interior ao mesmo tempo que consegue reduzir a temperatura que se faz sentir no carro. Se possível utilize mais do que um, tentando tapar todas as superfícies vidradas (para-brisas dianteiro e traseiro e também as janelas). Se o para-sol for refletor melhor será o resultado.

3 – Limpe bem o habitáculo
Se tiver o habitáculo sujo com poeiras ou outras substâncias o calor pode literalmente “cozinhar” esses resíduos manchando tanto os plásticos como os estofos de tal forma que posteriormente é muito mais difícil limpar esses elementos do habitáculo. Portanto se mantiver o interior minimamente limpo evita ter mais trabalho no futuro e garante um ambiente bem mais saudável.

4 – Cuidado com os estofos
O sol e o calor são muito agressivos para os estofos, por isso uma das soluções é a aquisição de umas capas que além de protegerem o tecido dos estofos da sujidade também evitar o seu desgaste. Se forem estofos em pele então na primavera perca algum tempo a hidratá-los com um produto apropriado pois assim estarão mais preparados para as altas temperaturas e a pele hidratada e cuidada resiste muito melhor a futuros rasgos que podem surgir se a pele estiver seca e quebradiça.

5 – Deixe os vidros abertos
Naturalmente não se trata de deixar o automóvel com os vidros todos abertos em qualquer lugar. Mediante condições de segurança, como um local visível, movimentado, ou com serviço de segurança, deixe uma pequena nesga dos vidros abertos, apenas o suficiente para permitir a circulação do ar, mas o necessário para impedir “intrusões” indesejadas.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração