Lancias podem valer 7 milhões de euros – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

Lancias podem valer 7 milhões de euros

Published

on

Uma fantástica coleção de seis Lancias de competição está à venda pelos especialistas em clássicos da Girardo and Co. Considerando o seu valor de mercado estes seis modelos podem render perto de 7 milhões de euros.



Estes Lancias são oriundos da coleção do empresário e piloto John Campion e é composta por seis modelos de competição. Três de pista e três de rali. Nos primeiros temos um Lancia Beta Montecarlo de Grupo V de 1981 que correu em Le Mans, um Lancia LC1 de Grupo VI que foi conduzido por Michele Alboreto, Riccardo Patrese e Teo Fabi e que conta com uma vitória nos 1.000 km de Nürbugring e por fim um Lancia LC2 de Grupo C que chegou a fazer a pole position nos 1.000 km de Kyalami em 1984 e que na sua vida nas pistas chegou a ser conduzido por Alessandro Nannini, Henri Pescarolo e Bob Wollek.

Já em relação aos modelos de rali encontramos um Lancia 037 Rally Evo 2, um sobrevivente das 20 únicas unidades produzidas desta versão, um Lancia Delta S4 Corsa de Grupo B que venceu a edição de 1986 do rali 1000 Miglia com Dario Cerrato aos comandos e que tem ainda no seu historial ter sido conduzido pelos campeões Markku Allen e Mikki Biasion. Por último resta um modelo que nos diz muito, o Lancia Delta Integrale 8V com que Mikki Biasion venceu o Rali de Portugal em 1988, sendo um carro que conta ainda com mais uma vitória no Rali da Acrópole e 36 vitórias em troços de rali.

Parece que para já a Girardo and Co está a pensar vender a coleção toda junta a um único interessado, mas como tal não será certamente uma tarefa fácil, é possível que estes seis fantásticos Lancia venha a ser vendidos um a um a compradores individuais. No entanto convém realçar que todos eles decorados com as míticas cores da Martini Racing ficavam muito melhor se continuassem bem juntos na mesma coleção.

Notícias

Comércio automóvel fecha, inspeções só por marcação

Published

on

Após terem mantido a atividade aberta durante o confinamento que estava em vigor até ontem, parece que os stands e concessionários de motos e automóveis vão ter mesmo de fechar neste novo confinamento mais restrito que agora foi decretado.



Será já a partir de amanhã que o comércio automóvel terá de fechar portas, seguindo as novas regras de confinamento que visam conter a propagação da pandemia do vírus Covid-19.

As inspeções periódicas também sofrem alterações sendo agora feitas apenas por marcação prévia. Estas medidas entra em vigor a partir de amanhã, dia 23 de janeiro, e mantêm-se durante os próximos 15 dias. No final deste período elas serão novamente avaliadas em função da evolução dos números da pandemia e poderão manter-se ou regressar a um funcionamento mais “normal”.

Continuar a ler

Notícias

Futuros Peugeot 208 e 2008 serão só elétricos

Published

on

A próxima geração do bem sucedido Peugeot 208 e do crossover 2008 deverão ser modelos totalmente elétricos. Com o lançamento previsto apenas para 2025 ou 2026, estes dois modelos deverão deixar de lado os motores a combustão.



Esta informação foi divulgada pela AutoExpress, baseando-se no documento interno da própria marca francesa. Esta opção pelas soluções elétricas surge, não apenas no facto da marca continuar a aumentar a sua oferta elétrica, cumprindo com as exigências de emissões impostas ao sector automóvel, como também acompanhando uma tendência de vendas no seio da própria marca do leão em que os modelos com alternativas elétricas ou híbridas têm estado a ter uma procura superior ao que era esperado.

Continuar a ler

Notícias

Sector automóvel não fecha neste confinamento

Published

on

Neste segundo confinamento, decretado desde dia 15 de janeiro, as empresas do sector automóvel e das motos, fazem parte das exceções à obrigação de fechar portas ao público enquanto durar este período restritivo.



Assim, tanto para as quatro como para as duas rodas, continuarão abertas as oficinas, concessionários, lojas de peças e acessórios, centros de inspeção, empresas de aluguer de automóveis, ou serviços de reboque, por exemplo.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração