Ligue-se connosco

Notícias

Sony entra no mundo dos carros elétricos

Published

on

Foi na Consumer Electronic Show em Las Vegas, Estados Unidos, o certame dedicado à tecnologia, que a Sony decidiu surpreender o mundo apresentando o protótipo daquele que poderá ser o seu automóvel elétrico, o Vision-S.

As honras desse momento ficaram a cargo de nada meis, nada mais que o próprio CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, que referiu que o Vision-S “é o contributo da Sony para o futuro da mobilidade”.

Contando com dois motores elétricos de 200 Kw o Vision-S surpreende pela quantidade de sensores que incorpora. Ao todo são 33 que monitorizam tanto o exterior como o interior do veículo permitindo identificar pessoas e objetos e que associados a um software com inteligência artificial lhe garantem uma infinidade de possibilidades, entre as quais a condução autónoma.

Não sendo uma marca com qualquer história no mundo automóvel, a Sony recorreu à austríaca Magna Steyr para construir este protótipo e o Vision-S conta ainda neste protótipo com a colaboração de outros grandes nomes já associados à Sony que contribuíram com as suas soluções e tecnologias para dar vida ao Vision-S. Marcas como a Continental, NVidia, GMX, Bosh, Blackberry, Here Maps ou QualComm participaram neste primeiro passo da Sony no universo automóvel.

Para já a Sony considera o Vision-S como uma montra do que a marca pode fazer e trazer para os automóveis, não o considerando como um modelo de produção, mas o primeiro passo já está dado, vamos ver o que o futuro nos reserva e se o poderoso nome da indústria japonesa, Sony, também começa a ser um protagonista nas nossas estradas.

 

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

Paulo Fiúza, o melhor português no Dakar

Published

on

Paulo Fiúza, o navegador de Stéphane Peterhansel entrou na história do desporto motorizado ao ser o português mais bem classificado de sempre na categoria dos automóveis no mítico Dakar.

A edição deste ano do Dakar que decorreu nas areias da Arábia Saudita viu um português subir ao pódio dos automóveis pela primeira vez na história das participações nacionais, Paulo Fiúza e Stéphane Peterhansel levaram Mini ao terceiro lugar numa prova ganha por Carlos Sainz. Este feito superou o melhor resultado nas quatro rodas que até aqui era o quarto lugar que Carlos Sousa conseguiu em 2003.

De salientar que o melhor resultado de sempre no Dakar em qualquer categoria continua a ser o de Paulo Gonçalves com o segundo lugar nas motos conquistado em 2015.

Mas a participação portuguesa no Dakar deste ano não se fica por aqui, Hélder Rodrigues e Rúben Faria que fazem parte da estrutura da equipa Honda também estão de parabéns já que a Honda conseguiu finalmente arredar a KTM do primeiro lugar na categoria das motos ao conquistar a vitória com o piloto americano Ricky Brabec.

Bianchi Prata também teve uma excelente prestação na sua estreia como navegador na categoria SSV, lutando até ao final por um lugar no pódio que acabaria por lhe escapar, mas assegurou o quarto lugar na classificação.

Considerando os resultados desportivos, foi uma excelente participação nacional no Dakar deste ano, mas infelizmente esta prova ficará para sempre gravada na nossa memória coletiva como sendo a pior para as cores nacionais pela perda de um dos seus melhores desportistas, Paulo Gonçalves.

Continuar a ler

Notícias

Matrículas em Portugal deixam de indicar data

Published

on

As novas matrículas automóveis vão deixar de ter aquele retângulo amarelo que serve para indicar o ano e mês em que foi criada aquela matrícula. Segundo o diploma agora publicado em Diário da República, “não é elemento relevante” para identificação das viaturas e pode gerar “interpretações incorretas”.

O decreto-lei n.º 2/2020, que altera o Regulamento da Matrícula, o Código da Estrada e o Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir, refere que o objetivo é “a harmonização do modelo de chapa de matrícula com o da generalidade dos Estados-membros da União Europeia, que não apresentam referência à data da primeira matrícula do veículo”.

Este elemento pode provocar interpretações erradas por parte de algumas entidades de outros Estados-membros da União Europeia quando os veículos circulam fora de Portugal, pois há diversos países a utilizam uma solução semelhante para indicar a data limite de validade da matrícula. Podemos exemplos em automóveis acabados de importar para Portugal e que estejam ainda sem matrícula nacional.

Esta medida tem apenas caráter obrigatória para as matrículas emitidas após o término da atual série de matrículas. No caso dos automóveis já matriculados, sejam eles “nacionais” ou importados, não existe a obrigatoriedade de alterar a matrícula. Contundo, quem o desejar, poderá fazê-lo, o que poderá uma solução bastante requisitada por quem possuem automóveis “importados” e se sente, por vezes, um pouco descriminado.

Continuar a ler

Notícias

Land Rover vence caso contra cópia chinesa

Published

on

Já desde 2016 que o grupo Jaguar Land Rover colocou um processo à Jiangling Motor Corporation por infração aos direitos de autor já que o modelo chinês Land Wind X7 parece uma cópia evidente do Range Rover Evoque.

Depois de alguns avanços e recuos no processo, o grupo britânico obteve agora uma sentença favorável pelo “Supremo Tribunal do Povo da China” que rejeitou o apelo feito pela Jiangling a uma decisão anterior de um tribunal de menor instância que, tendo como base a lei da concorrência chinesa, já havia condenado o construtor chinês a cessar por completo a produção, venda e divulgação do Land Wind X7. Esta decisão do Supremo tribunal já não permite nenhum apelo por parte da Jiangling sendo por isso definitiva.

Este caso abre um precedente importante para os fabricantes ocidentais que ao longo dos últimos anos têm vindo a assistir à cópia mais ou menos evidente de muitos dos seus modelos.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração