A Morris pode estar de regresso – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

A Morris pode estar de regresso

Published

on

A Morris prepara-se para regressar ao mercado e o primeiro modelo já está em fase final de testes que antecedem a sua produção.

Nome icónico do passado no que diz respeito a veículos comerciais (e não só), a Morris está a renascer e o seu foco será precisamente o mercado dos modelos comerciais, mas agora exclusivamente em modo elétrico. A sua primeira aposta será a Morris JE, um furgão claramente inspirado no modelo J-Type de 1948 com uma estética vincadamente retro, mas com uma unidade motriz de última geração baseada em baterias de lítio.

A sua plataforma é construída em fibra de carbono e permite uma modularidade que deixa antever o surgimento no futuro de várias versões diferentes deste furgão. Além disso, esta solução em fibra de carbono permite à Morris JE ser um dos modelos mais leves do mercado, com as claras vantagens que isso acarreta.

O responsável da marca, Dr. Qu Li, refere que “após dois anos de desenvolvimento deste projeto, estou muito satisfeito com o que conseguimos. Tem sido uma aventura fantástica e o protótipo já vez testes de estrada intensivos e o final deste ano de 2019 marca também o final desta primeira fase do projeto. Ainda nos falta algum caminho a percorrer até chegarmos à fase da produção, mas temos a equipa e o produto para conseguirmos um enorme sucesso e estamos muito entusiasmados para revelar o nosso produto neste Outono”.

Para já, apenas foram reveladas algumas imagens que só deixam perceber a silhueta e alguns detalhes da Morris JE, mas pelo que mostram e se o projeto vir a luz do dia, será um agradável regresso ao mercado que permitirá voltar a ver nas nossas estradas e ruas uma marca que no passado também teve o seu peso no panorama rodoviário nacional.

 

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

Futuros Peugeot 208 e 2008 serão só elétricos

Published

on

A próxima geração do bem sucedido Peugeot 208 e do crossover 2008 deverão ser modelos totalmente elétricos. Com o lançamento previsto apenas para 2025 ou 2026, estes dois modelos deverão deixar de lado os motores a combustão.



Esta informação foi divulgada pela AutoExpress, baseando-se no documento interno da própria marca francesa. Esta opção pelas soluções elétricas surge, não apenas no facto da marca continuar a aumentar a sua oferta elétrica, cumprindo com as exigências de emissões impostas ao sector automóvel, como também acompanhando uma tendência de vendas no seio da própria marca do leão em que os modelos com alternativas elétricas ou híbridas têm estado a ter uma procura superior ao que era esperado.

Continuar a ler

Notícias

Sector automóvel não fecha neste confinamento

Published

on

Neste segundo confinamento, decretado desde dia 15 de janeiro, as empresas do sector automóvel e das motos, fazem parte das exceções à obrigação de fechar portas ao público enquanto durar este período restritivo.



Assim, tanto para as quatro como para as duas rodas, continuarão abertas as oficinas, concessionários, lojas de peças e acessórios, centros de inspeção, empresas de aluguer de automóveis, ou serviços de reboque, por exemplo.

Continuar a ler

Notícias

O Renault 5 está de regresso

Published

on

Numa conferência de imprensa online o CEO da Renault, Luca de Meo, apresentou os planos da marca francesa para os próximos anos e fez a sua exposição ao lado do Renault 5 prototype, um modelo que poderá dar origem a uma nova geração do bem conhecido citadino de outrora, mas desta vez totalmente elétrico.



O novo Renault 5 é apenas um dos 14 novos modelos que a Renault irá lançar naquela que denomina como a “Nouvelle Vague” de propostas inserida na sua “Renaulution”, uma espécie de revolução na marca que terá repercussões também na Dacia e na Alpine.

Luca de Meo refere que esta Renaulution é um plano para os próximos anos cujo objetivo principal é aumentar a rentabilidade. Isso será conseguido através da redução do volume de produção, passando a ser fabricadas cerca de 3,1 milhões de unidades por ano em vez dos atuais 4 milhões.

Além disso serão potenciadas as sinergias Renault/Nissan/Mitsubishi no desenvolvimento de plataformas conjuntas para os novos modelos. A Dacia com a ligação à Lada abre as portas para o mercado russo o que lhe trará uma nova relevância no grupo e a Alpine reforçará a sua posição como marca desportiva que terá esse ADN ainda mais vincado e com uma aposta cada vez mais elétrica.

Em termos de modelos novos em si, o plano prevê 24 novas propostas até 2025, 14 das quais da marca Renault como foi referido e onde o novo Renault 5 será o porta estandarte da nova aposta do construtor francês, que com ele deseja democratizar o automóvel elétrico com uma solução que recupera o legado da marca e segue as tendências retro atuais, mas com as tecnologias mais recentes. Este Renault 5 ainda não tem data de lançamento e também ainda não foram desvendadas as suas características técnicas, mas pelas suas imagens ele promete.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração