Citroën C5 (2008-2017) – Motorguia
Ligue-se connosco

Avaliações Usados

Citroën C5 (2008-2017)

Published

on

Quando foi lançado, um dos alvos da Citroën com esta geração do C5 eram os concorrentes germânicos e por isso apostou forte na qualidade dos materiais e apurou a montagem, mantendo os atributos de espaço e de conforto que o anterior C5 já possuía.

As diferenças desta geração do C5 para a anterior são evidentes com vantagem para este C5. As suas linhas exteriores mais agressivas impõem mais a sua presença e uma vez no interior o habitáculo é radicalmente distinto.

Os materiais utilizados são bastante melhores e rivalizam com a concorrência alemã e só se lamenta que os comandos no volante e também na consola central não sejam mais intuitivos e fáceis de manusear, o que prejudica um pouco a ergonomia deste gaulês.

A insonorização comprova o cuidado que foi colocado na montagem deste familiar e no espaçoso habitáculo o conforto é garantido em todas as suas vertentes já que a suspensão também revela um trabalho eficaz na forma como processa os mais variados pisos.

Ao mesmo tempo este C5 mostra-se mais incisivo e direto em termos dinâmicos o que favorece o prazer de condução num modelo muito bem equipado e que tem um preço competitivo considerando os seus principais opositores.

Motores
A oferta de motores deste C5 é vasta e começa nas unidades a gasolina como o 1.6 THP com 155 cv e o maior, mas menos potente, 1.8 16V com 127 cv.

As propostas Diesel centram-se na família de motores HDI e o mais acessível é o 1.6 HDI com 110, 112 e 115 cv. Segue-se o 2.0 HDI com 138, 140 e 160 cv, o 2.0 BleuHDI com 150 cv e 180 cv, o 2.2 HDI com 173 e 200 cv e os dois motores V6 HDI, o 2.7 com 208 cv e o 3.0 com 240 cv. Nesta família muito vasta a unidade de dois litros HDI ou BlueHDI mostra-se a mais equilibrada no C5 garantindo-lhe boas prestações e uns consumos que estão entre as melhores médias do segmento.

Principais avarias e problemas

Os modelos equipados com o motor 1.6 HDI podem revelar problemas no turbo, na válvula EGR e na embraiagem ao passo que os C5 com o motor 2.0 HDI podem apresentar um desgaste prematuro da embraiagem, em especial as unidades fabricadas até Maio de 2010.

No início de 2009 foram chamados de volta ao concessionário para resolução de problemas eletrónicos relacionados com a climatização e os vidros elétricos.

No final de 2009 houve uma nova chamada aos concessionários para resolver um problema com a bomba dos travões nos modelos 2.0 HDI construídos entre 2006 e 2009.

Citroën C5 (2008-2017)
7.1 Avaliação
7.8 Utilizadores (4 Votos)
Pros
Conforto
Fiabilidade
Habitabilidade
Contras
Conforto
Fiabilidade
Habitabilidade
Fiabilidade7
Custos de manutenção7.5
Desvalorização6.5
Qualidade dos materais7
Habitabilidade e bagageira7.5
Segurança7.5
Conforto7.5
Consumo combustível7
Comportamento dinâmico6.5
Performance6.5
O que dizem os proprietários Faça a sua avaliação
Sort by:

Seja o primeiro a fazer uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Faça a sua avaliação

Your browser does not support images upload. Please choose a modern one

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Avaliações Usados

Dacia Lodgy (2012-…)

Published

on

Com o lançamento do Lodgy em 2012, a Dacia colocou no mercado aquela que era a proposta mais acessível para ter um modelo com uma lotação de 7 lugares.



Com um habitáculo espaçoso, o Lodgy marca pontos pela versatilidade que oferecem os sete lugares, no entanto não chega a ser bem um monovolume no conceito mais purista pois deixa muito a desejar em termos de modularidade, ou soluções de arrumação e os próprios bancos não são deslizantes para permitira alguma gestão do espaço. É um modelo com sete lugares e ponto.

A qualidade de construção é aceitável, mas não deslumbra e o mesmo se pode dizer dos materiais utilizados que também ficam longe dos ideais, mas cumprem. A insonorização não é muito bem conseguida e o ruído do motor entra com alguma facilidade no habitáculo.

Mas perante estes pontos menos brilhantes o Lodgy remata com o argumento de peso que é o seu preço. Falamos de um modelo que quando foi lançado surgiu no mercado com um preço a rondar os 15 mil euros na versão base de gama.

A sua suspensão é algo firme para controlar melhor os movimentos da carroçaria e isso penaliza um pouco o Lodgy quando se anda em estradas mais degradadas e a velocidades mais baixas.

No fundo, estamos perante um modelo que representa bem a fase inicial da Dacia na sua expansão no mercado europeu onde a aposta era vincadamente em modelos “low cost” que cumpriam com os mínimos exigidos, mas ofereciam argumentos muito racionais como o espaço e acima de tudo um “preço de combate”.

Motores

A oferta de motores do Dacia Lodgy começa nas unidades a gasolina 1.2 TCe com 115 cv, 1.3 TCe com 130 cv. Já nas propostas a gasóleo contamos com o 1.5 dCi com 90 e 107 cv. Além destas soluções o Lodgy também tinha uma versão Bi-Fuel equipada com o motor 1.6 alimentado a gasolina ou GPL nas versões de 80, 102 e 107 cv. Graças ao peso reduzido do Lodgy, em torno dos 1300 kg, estes motores proporcionam boas prestações e bons consumos, especialmente as verões Diesel.

Principais avarias e problemas

Os modelos equipados com os motores 1.2 TCe produzidos até abril de 2017 podem revelar um consumo excessivo de óleo, algo que é resolvido com uma reprogramação. Nas versões com os motores 1.5 dCi podem haver perdas de potência ou dificuldades no arranque devido a anomalias no sistema de exaustão. Ao mesmo tempo a luz de aviso do óleo pode acender devido a problemas com o filtro e a bomba de óleo.

O eixo dianteiro pode começar a produzir alguns ruídos que têm a sua origem nos apoios da barra estabilizadora. Nos modelos fabricados até janeiro de 2018 podem surgir problemas de estanquicidade.

Dacia Lodgy (2012-...)
5.8 Avaliação
0 Utilizadores (0 Votos)
Pros
Preço
Habitabilidade
Lotação de 7 lugares
Contras
Insonorização
Qualidade dos materiais
Fiabilidade5.5
Custos de manutenção6.5
Desvalorização5
Qualidade dos materais5
Habitabilidade e bagageira6.5
Segurança6
Conforto5.5
Consumo combustível6.5
Comportamento dinâmico5.5
Performance5.5
O que dizem os proprietários Faça a sua avaliação
Sort by:

Seja o primeiro a fazer uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Faça a sua avaliação

Your browser does not support images upload. Please choose a modern one

Continuar a ler

Avaliações Usados

Seat Leon (2013-2020)

Published

on

Esta geração do Leon foi aquela que mais se aproximou do seu “primo” Golf. Partilhando a mesma plataforma e uma qualidade de construção “à alemã” este Leon marca pontos por ter um preço mais acessível e uma alma um pouco mais desportiva.



Bem equipado, este Leon oferece um interior com bons materiais e um nível de construção bem conseguido, o que garante um bom ambiente a bordo para os seus ocupantes. Face à geração anterior ele melhorou em termos de habitabilidade e também de ergonomia, com o condutor a dispor de várias regulações para ajustar a posição de condução ideal e com todos os comandos “à mão de semear”, o que facilita a sua concentração na estrada.

A bagageira com 380 litros de capacidade é generosa e o seu acesso é fácil. No interior, o conforto é bom, mas não é o ponto forte do Leon. Por um lado, a sua insonorização não é das melhores revelando aqui e ali alguns ruídos parasitas e por outro, a sua suspensão revela uma afinação algo firme, o que o prejudica em estradas mais degradadas ou no piso “armadilhado” da cidade. No entanto, essa firmeza também é a responsável por aquele “salero” típico do Leon, que se revela um modelo com um caracter mais desportivo e interativo com o condutor do que o “primo Golf”. Seja em auto-estrada ou numa estrada de serra ou montanha este Seat mostra ser um excelente companheiro de viagem com uma direção precisa e informativa e uma suspensão que controla bem os movimentos da carroçaria.

Motores

A gama de motores desta geração do Leon é vasta e começa nas propostas a gasolina com o 1.2 TSI com 105 cv, o 1.4 TSI com 125 e 150 cv e o 2.0 TSI que equipa a versão mais desportiva Cupra com 265 e 280 cv de potência. A família TDI preenche a oferta de motores a gasóleo com o 1.6 TDI nas suas versões de 90, 105 e 110 cv e ainda o 2.0 TDI com 150 e 184 cv de potência. Qualquer um destes motores se revela eficaz a dar uma boa desenvoltura ao Leon, sendo que as versões Diesel acrescentam a isso um baixo consumo médio.

Principais avarias e problemas

Este Leon padece dos conhecidos problemas da válvula EGR e da bomba de água dos motores TDI. Além disso nas motorizações a gasolina 1.2 e 1,4 TSI podem haver perdas de potência devido a problemas com o turbo.

A caixa de velocidades DSG pode vir a apresentar perdas de óleo ou alguns problemas de falha de funcionamento, ruídos e perdas de motricidade.

Foram registados casos de alguns modelos em que o ar condicionado deixou de funcionar devido a falha no motor do sistema, levando à substituição do mesmo.

Seat Leon (2013-2020)
6.6 Avaliação
0 Utilizadores (0 Votos)
Pros
Ergonomia
Bagageira
Comportamento dinâmico
Contras
Conforto
Insonorização
Fiabilidade6
Custos de manutenção6.5
Desvalorização6.5
Qualidade dos materais6.5
Habitabilidade e bagageira7
Segurança6.5
Conforto6
Consumo combustível6.5
Comportamento dinâmico7.5
Performance7
O que dizem os proprietários Faça a sua avaliação
Sort by:

Seja o primeiro a fazer uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Faça a sua avaliação

Your browser does not support images upload. Please choose a modern one

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por blind3
    Boas a todos, Estou à procura de um Toyota para compra, sendo ele para 90% uso citadino. Procuro um que seja de pequenas dimensões sendo que...
  • por AppleBudget
    Que tipo de carros gostas? Desportivos (Coupés) Quais os segmentos ou tipo de carro em consideração (A - Citadino, B - Utilitário, C - Pequeno...
  • por kekomit
    Boa Noite pessoal, Estou com uma dúvida que preciso de um esclarecimento. Tenho um Opel Corsa B Van 1.7D de 1996, fiz uma revisão completa,...
  • por Espantalho
    Bom dia a todos. Necessito da vossa ajuda porque preciso com urgência de comprar dois carros numa altura em que eles estão caríssimos...

Em aceleração