VW e PSA vão deixar de fabricar citadinos – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

VW e PSA vão deixar de fabricar citadinos

Published

on

As vendas de citadinos na Europa são desastrosas e pouco rentáveis. A VW e a PSA vão acabar com modelos como o Up , 108 e C1.

Os dados do mercado de 2017 são reveladores sobre as preferências dos clientes europeus: não se interessam por carros pequenos e os que compram são com motores Diesel. Apenas 8% das vendas são de citadinos.

Com margens de lucro muito pequenas, os construtores que apostaram neste tipo de carros estão a perceber que os investimentos em desenvolvimento e produção não compensam e vão desaparecer da oferta deste dois grupos europeus. Com as rígidas normas de emissões a carregarem sobre estes carros e a obrigar a tecnologia empregue a ser cada vez mais dispendiosa, o fim destes modelos será inevitável.

Segundo a Automotive News Europe, o CEO da VW, Herbert Diess, queixou-se dos limites de emissões que começam em 2020 poderiam dar uma contribuição positiva, só que os citadinos teriam de sofrer aumentos superiores a 3000 euros para compensar e, desta forma, ficariam ao preço dos utilitários.

Quanto ao Grupo PSA, teme-se que a produção de seus citadinos vai cessar na fábrica que partilham com a Toyota na República Checa. Prevê-se que a Toyota assuma a fábrica até 2021, e o Grupo PSA abandonará o segmento nessa altura, colocando um ponto final na produção de citadinos, como o Peugeot 108 e o Citroën C1.

“A capacidade de qualquer construtor de obter lucro neste segmento está sob pressão por causa de toda a tecnologia que temos a acrescentar”, confessou Maxime Picat, diretor operacional da PSA para a Europa.

 

1 Comentário

1 Comentário

  1. Carlos Fernandes

    11/02/2019 at 08:18

    ….deviam de estar abaixo dos 10 mil euros

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

BMW M comemora 50 anos em 2022 e vai mimar os clientes

Published

on

A divisão responsável pelos modelos mais desportivos da BMW vai fazer 50 anos em 2022 e esse marco será assinalado com várias novidades e propostas exclusivas para os clientes.



Para começar será lançado um modelo que promete, uma BMW M3 Touring que assinala a estreia desta sigla desportiva numa carrinha Série 3. A juntar a esta aposta serão lançados também o BMW M2 Coupé e o BMW M4 CS.

Além destes lançamentos, os clientes poderão optar por substituir o habitual símbolo da marca bávara pelo simbolo original “M”, que surgiu em 1973 no BMW 3.0 CSL e também terão um leque de 50 novas cores à sua escolha onde poderão encontrar algumas emblemáticas da história da divisão “M” como Dakar Yellow, Fire Orange, Daytona Violet, ou Macao Blue entre outras.

A somar a estes “mimos” em termos de produto, a BMW M vai estar presente ao longo do ano em vários eventos marcantes do mundo automóvel como o Goodwood Festival of Speed, nas 24 Horas de Nürburgring, no Concours d’Elegance de Villa d’Este e no Pebble Beach Concours d’Elegance.

Será um ano bem animado para a divisão “M”, especialmente no dia 24 de Maio, data em que foi fundada em 1972 e em que começou a desenvolver modelos de exceção com apenas 35 funcionários.

Continuar a ler

Notícias

Passado inspira novo Ferrari

Published

on

A Ferrari tem vindo a criar um conjunto de modelos em edição limitada inspirados em alguns dos nomes mais icónicos do passado da marca numa série muito apropriadamente denominada “Icona”.



Depois dos Monza SP1 e Monza SP2 a Ferrari apresentou agora o Daytona SP3, um superdesportivo equipado com o motor V12 mais potente da marca, com 6,6 litros de cilindrada e 840 cv de potência máxima. Esta unidade permite-lhe acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,85 segundos e ter uma velocidade máxima de 340 km/h.

Com umas linhas inspiradas nos modelos do construtor italiano que correram nos anos 60 nas categorias de sport protótipos, o Daytona SP3 é uma edição limitada a 599 unidades e neste momento todas elas já estão vendidas. Nem o seu valor, sensivelmente superior a 2 milhões de euros, foi entrave para que toda a produção já esteja vendida. A entrega das primeiras unidades começará no final de 2022.

Continuar a ler

Notícias

Estúdio holandês reinterpreta o Ferrari F50

Published

on

O Ugur Sahin Design, um estúdio holandês dedicado ao design automóvel celebrou os seus 15 anos de existência com uma reinterpretação do Ferrari F50 de 1995.



Denominado Project Fenix este concept integra vários elementos icónicos do Ferrari F50 como a linha preta a meio da carroçaria ou a enorme asa traseira.

Não foram revelados mais detalhes sobre se este concept alguma vez verá a luz do dia ou qual a ideia dos seus criadores em termos de motorização ou transmissão, mas é um bom exercício para celebrar um aniversário.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração