Como entender os motores BMW – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

Como entender os motores BMW

Published

on

Se é uma aficionado pela BMW, é possível que tenha na ponta da sua língua todos os códigos internos para os motores. Mas há quem não o seja e que facilmente fique confuso com tanta nomenclaturas que os fabricantes de motores utilizam. Regra geral, estas designações que combinam algarismos com letras são mesmo indecifráveis, apesar de conterem bastante informação. Mas vamos usar a BMW como exemplo.

O motor da atual geração do BMW 320d tem o código B47D20. O que significa isto?.

B: A primeira letra representa a família a que pertence. Os motores mais comuns da BMW, se tiverem sido desenvolvidos depois do ano de 2001, têm a sua designação a começar pela letra “N”, passando a ser a letra “B” a partir de 2013 – antes de 2001, por exemplo, eram “M“. Temos, por exemplo, do problemático bloco Diesel N47 que só passou a ser mais seguro quando a sua designação passou a ser B47, o que se distingue pelos níveis de potência que passaram de 143 cv para 150 cv e de 177/184 cv para 190 cv. É caso do código que aqui analisamos. Se fosse um motor da família BMW M, começaria por “S”.

4: O primeiro algarismo indica o número de cilindros, ainda que isto nem sempre tem uma relação direta. Neste caso, sim, mas um “6”, por exemplo, poderá indicar um motor V8, assim como o “7” se refere a motores V12. O “8” vai para os V10, como do M5 E60.

7: O terceiro carater destina-se a identificar o número de evoluções sofridas pelo motor. Se for “0”, está na versão original.

D: O quarto carater refere-se ao tipo de combustível e posição do motor: transversal ou longitudinal. Neste caso, “D” para diesel e posição longitudinal. Seria um “B” se a posição fosse a mesma, mas o combustível fosse gasolina. “C” mantendo o combustível e alterando a posição.

20: É, simplesmente, a cilindrada. Ou seja, neste caso, 2,0 litros de capacidade.

TU: Aplica-se apenas a alguns motores e significa “technical update.” Quer dizer, exatamente, que houve muitas mexidas face à anterior versão. Importante em alguns motores a gasolina dos anos 90 do século passado e início do atual milénio.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Notícias

Bugatti Chiron Pur Sport “pinta” a borracha

Published

on

A arte tem várias formas e manifestações e na pintura os artistas escolhem os mais diversos materiais como a aguarela ou os óleos. No caso do Bugatti Chiron Pur Sport este optou pela borracha numa tela de asfalto para reproduzir a bem conhecida forma em “C” criada por Ettore Bugatti.



Foi numa pista de testes que a marca gaulesa decidiu celebrar a entrega do 30º Pur Sport ao seu cliente, atingindo assim o meio da produção desta edição limitada a 60 unidades. E celebrou-o da melhor forma, explorando os 1500 cv de potência debitados pelo colossal motor W16 tetraturbo num enorme drift que desenhou o “C” que marca várias criações da Bugatti, incluindo o Chiron.

Aqui fica o vídeo desse impressionante momento:

Continuar a ler

Notícias

Depois do P72 a De Tomaso revela o P900

Published

on

Durante longos anos não se ouviu falar da De Tomaso a não ser relembrando os seus tempos de glória, mas depois de em 2019 ter revelado o P72, eis que nos mostra agora as primeiras imagens do P900.



Este De Tomaso P900 surge como um modelo apenas para circuito e quase parece um P72 com esteróides.

Será equipado com um novo motor V12 da Capricorn que alega que será o V12 mais leve e compacto alguma vez criado. Com apenas 220 quilos, este motor terá 6,3 litros de cilindrada conseguirá fazer 12.300 rotações por minuto e espera-se que a sua potência ascenda aos 900 cv.

Como a De Tomaso aponta para os 900 quilos de peso para o P900 as contas ficam fáceis e este desportivo terá uma relação peso/potência simples 1kg/cv.

No entanto como o motor ainda está a ser desenvolvido, os interessados mais “apressados” poderão adquirir o P900 com um motor V10, mas não é qualquer V10, é uma versão atualizada do motor Judd que equipou o Benetton de Fórmula 1 que correu na época de 1997.

Para já o P900 é ainda “virtual”, mas a De Tomaso espera revelá-lo em 2023. O que já parece ser real é o seu preço que estará perto dos 3 milhões de euros. Valor que muitos poderão afirmar que é atenuado pelo facto de ser um modelo exclusivo pela sua produção limitada a 18 unidades, mas ainda assim… uma fortuna que só se entendo porque o posiciona no universo das obras de arte colecionáveis.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por Bunker1978
    Olá amigos. Sabem como funcionam as empresas subcontratadas de transporte expresso? Em termos de rentabilidade e requisitos conseguem informar?...
  • por rcs
    Boas, surgiu uma oportunidade para um meu familiar ficar com um Golf 1.2 TSI de 2016, por um preço simpático. O carro tem perto de 60 mil Km....
  • por ramess
    Minha mãe supostamente acabou de herdar pelo falecimento de uma tia metade de uma casa. Minha mãe foi quem tomou conta dela últimos 10 anos. A...
  • por Zedobone
    Caros membros, Tenho instalado em minha casa um sistema de painéis com microinversores e comunicador da Enphase, sistema da Galp solar. Acontece...

Em aceleração