Ligue-se connosco

Notícias

Coletes amarelos franceses já destruíram 3200 radares

Published

on

O Governo francês confirma a destruição e atos de vandalismo em 60% da rede de radares de velocidade em todo o território francês.

Os protestos em França estão longe de terminar e os coletes amarelos (Gilets Jaunes) não reclamam apenas das taxas aplicadas aos combustíveis, apontando agora a todas as fontes de rendimento do Estado, como é o caso dos radares fixos.

Em toda a França estão montados cerca de 6000 radares que controlam a velocidade durante as 24 horas do dia. Este passou a ser o novo alvo dos Coletes Amarelos sendo que cada radar tem um custo de reposição avaliado em 114.000 euros e de algumas centenas de euros os que são pintados com spray.

O Governo francês está a avaliar alternativas a este novo cenário de vandalismo e a solução vai passar por colocar as 6000 câmaras em postes a uma altura do solo superior a 4 metros. Por enquanto, os valores das multas de excesso de velocidade estão a ser cada vez mais reduzidos para os cofres do Estado francês.

Continuar a ler
Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

O Motorguia é solidário

Published

on

No Motorguia, gostamos de si, caro leitor, gostamos de automóveis, mas também gostamos de ajudar quem mais precisa.

E foi nessa base que partimos em direção à vila alentejana do Alandroal, para cumprirmos o pedido de Patrícia Canhoto, psicóloga no Centro Social e Paroquial de Alandroal, realizado no final do ano de 2018. A questão que nos foi colocada era bastante simples e pretendia apenas indagar se, por acaso, teríamos disponível algum computador que já não nos fosse útil e que, por isso, pudéssemos dispensar.

A resposta direta a essa pergunta seria negativa. De facto, não tínhamos. Mas isso não foi impeditivo para deixarmos de ajudar e, por isso, fomos até ao Alandroal entregar um portátil novo, que será muito útil ao trabalho desempenhado por estes dedicados profissionais.

O Centro de Acolhimento Residencial “O COEIRO” surgiu no início de 1999, com o propósito de dar resposta às frequentes situações de risco envolvendo menores, existentes prioritariamente no distrito. Pela sua interioridade, ruralidade, dimensão e dispersão geográficas, entre outros factores, o distrito de Évora apresenta um retrato social desencadeador deste tipo de situações, não excluindo uma resposta positiva ao nível da rede nacional de Instituições de Acolhimento.

O Guilherme, filho de um colaborador do MotorGuia, fez questão de nos acompanhar nesta viagem ao Alandroal e ser ele a fazer a entrega do computador a Patrícia Canhoto, do Centro de Acolhimento Residencial “O Coeiro”.

 

A satisfação de Patrícia Canhoto ao receber o novo equipamento que tanta utilidade terá para os serviços do Centro de Acolhimento de Menores do Alandroal.

 

Continuar a ler

Notícias

Papa-Reformas de luxo

Published

on

Com o concept Ami One da Citroën não precisa de carta de condução para conduzir este carro elétrico.

A marca francesa já percebeu que a mobilidade urbana está em evolução e a adaptação às necessidades do cliente são essenciais para ganhar espaço no negócio. Por esse motivo, vai surgir no próximo Salão de Genebra, um protótipo de veículo urbano cuja habilitação para o conduzir é igual ao de uma trotineta, com a vantagem de não precisar de capacete.

O Ami One está apontado aos serviços de Car Sharing e permitirá que os condutores a partir dos 15 anos os possam utilizar. A velocidade máxima está limitada aos 45 km/h e não será necessária carta de condução. Tem 2,5 metros de comprimento por 1,50 metros de largura e um peso de 450 kg. Obviamente, é elétrico e utiliza duas baterias de iões lítio que lhe permite uma autonomia de 100 km, com carga rápida a completar os 100% em apenas duas horas.

Continuar a ler

Notícias

Rotundas para totós avançam

Published

on

Chamam-se Turbo Rotundas e permitem distribuir o trânsito rapidamente com um número reduzido de acidentes.

Foram apresentadas em 2015 na Holanda e desde então vão ganhando cada vez mais adesões em municípios e cidades europeias. A Polónia e a República Checa já aderiram a este tipo de rotundas que tem nos ciclistas os seus principais opositores.

O primeiro projeto de turbo rotunda surgiu em 2001, mas a sua evolução mais recente remonta a 2013 cujo desenho poderá visualizar no vídeo. A Comissão Europeia aprovou em 2015 vários projetos com este desenho de funcionamento para rotundas de grande intensidade de tráfego e que não necessitem de mais de duas filas centrais.

Para os muitos condutores que ainda não entenderam como se deve circular numa rotunda, este sistema não deixa dúvidas e é muito mais seguro, evitando engarrafamentos e acidentes nas rotundas, um cenário que se verifica todos os dias em Portugal.

Na Europa pode-se encontrar este tipo de rotundas na Áustria, Alemanha, França, Macedónia, Holanda, Eslovénia, República Checa, e Croácia.

Veja o vídeo e tire as suas conclusões.

 

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração