Estado apoia “negócio” dos combustíveis? – Motorguia
Ligue-se connosco

Notícias

Estado apoia “negócio” dos combustíveis?

Published

on

O barril de petróleo baixou 20 dólares nos últimos 45 dias e mantém a tendência de queda que já vai nos 20%. No entanto, os combustíveis não baixaram nas últimas quatro semanas e apenas baixam 1,5 cêntimos amanhã. Quem está a ganhar com este negócio?

Quem está a ganhar milhões com a retenção dos preços dos combustíveis? Será o Estado português leva mais de 60% da fatia deste jackpot pago pelos automobilistas e empresa? Certo é que a ajuda das gasolineiras é essencial e não é de estranhar que tentam por tudo manter os preços e tentar manter o desfasamento dos preços entre o barril e ponto de venda.

Quando os preços do barril sobem na semana seguinte os preços sobem de imediato. É caso para dizer: sobem como uma flecha e descem como uma pluma. Este negócio envolve muitos milhões de euros a distribuir pelos refinadores, distribuidores e Estado português.

Fonte: Nasdaq

Na análise aos gráficos publicados podemos verificar que o preço barril de crude em abril estava ao mesmo preço da passada sexta-feira, com a diferença que em abril o valor do gasóleo (por exemplo) estava nos 1,35 euros, enquanto à data de hoje está nos 1,47 euros, bastante longe dos 1,35 euros de abril.

Amanhã os preços descem 1,5 cêntimos e até parece um favor que fazem aos consumidores. Todos os partidos políticos estão passivos em relação a esta matéria. As associações de consumidores de combustíveis não existem em Portugal e não há quem defenda consumidores particulares e empresas deste super-negócio.

Fonte: maisgasolina.com

Vamos ficar atentos à tendência dos preços e fazer a nossa parte na divulgação deste negócio que tira milhões de euros dos bolsos dos consumidores portugueses que não têm oportunidade de abastecer em Espanha.

Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias

Edição especial GT Junior nos Alfa Romeo Stelvio e Giulia

Published

on

A Alfa Romeo recuperou um dos nomes de melhor memória da sua história, o GT Junior, e criou uma nova edição especial dos seus modelos atuais Stelvio e Giulia.



Esta edição tem como base os modelos com o nível de equipamento Veloce e inclui jantes com um desenho específico, o logo da marca transalpina nos encostos de cabeça dos bancos e uma referência à edição GT Junior com a silhueta do mesmo aplicada na soleira das portas e também no tablier.

Em termos de motorizações o Stelvio GT Junior e o Giulia GT Junior estarão disponíveis com os motores 2.0 a gasolina turbo com 280 cv e o 2.2 Diesel com 210 cv, duas unidades já presentes no nível de equipamento Veloce destes dois modelos.

Continuar a ler

Notícias

O Lada Niva em modo elétrico

Published

on

Uma empresa alemã propõe uma solução de eletrificação para o bem conhecido, e ao seu jeito carismático, Lada Niva.



Com a mudança do mundo automóvel a caminhar para a realidade elétrica há empresas que não querem deixar cair ícones de outrora e apresentam soluções de eletrificação de modelos que estão na memória de todos e que ao mesmo tempo têm um conjunto de aficionados em torno deles.

É o caso da Elantrie, uma empresa alemã que propõe a transformação de um Lada Niva “tradicional” para um elétrico. Para tal substitui o motor 1.7 a gasolina por outro elétrico e incorpora a bateria de lítio de 30 kWh na área anteriormente ocupada pelo depósito de combustível. Esta mudança dá ao pequeno todo o terreno russo uma potência de 88 cv e uma autonomia que pode chegar aos 300 quilómetros.

Esta transformação tem um custo de 2800 euros e caso não tenha um Lada Niva a Elantrie também vende o modelo já eletrificado por 19.900 euros.

Continuar a ler

Notícias

Um Ami para todos os gostos

Published

on

O Ami é a aposta da Citroën na nova visão de mobilidade com um modelo 100% elétrico acessível, ideal para o ambiente urbano e que pelas suas dimensões, estilo e irreverência se mostra ideal para ser personalizado.



Assim sendo a marca francesa disponibiliza um programa de personalização onde propõe um conjunto de decorações feitas pela própria Citroën, mas também pode ser o comprador do Ami a propor o que quer ver nos vários painéis do seu veículo.

Esta opção tem um preço que varia do número de painéis que o interessado quer personalizar e pode ir dos 29€ aos 89€, valores que certamente irão fazer nascer vários Ami diferentes e dar um colorido mais interessante às ruas das nossas cidades.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração