Os 7 recursos tecnológicos que deve ter no seu carro – Motorguia
Ligue-se connosco

Novos

Os 7 recursos tecnológicos que deve ter no seu carro

Published

on

Carro e telefone são duas ferramentas que a sua vida não dispensa? Os novos modelos estão equipados com dispositivos que vão facilitar a sua vida ao máximo e manter a conexão ao segundo com o mundo que o rodeia.

As mais recentes tecnologias instaladas nos automóveis oferecem uma nova gama de maneiras de usar o seu smartphone com o seu carro, permitindo que aceda ao seu carro remotamente, fique atento aos diagnósticos de manutenção, use os recursos do seu telefone com segurança enquanto conduz e muito mais. Veja uma lista básica para ter uma ideia do que a conjunção dessas duas ferramentas pode fazer por si. 

Bluetooth

Começando com o básico, muitos carros podem sincronizar com seu telefone por meio do Bluetooth, permitindo que navegue pela sua música usando a consola do carro, reproduza músicas ou faça chamadas pelo sistema de som do carro.

Interfaces Integradas

Alguns automóveis são compatíveis com uma interface integrada, como o Apple CarPlay ou o Android Auto, que se conecta ao seu telefone e permite usar os recursos do seu telefone por meio do controlo de voz ou dos controlos no volante. As informações do seu telefone podem ser exibidas no visor do carro para facilitar o planeamento da sua navegação e itinerários, a reprodução de músicas ou a realização de uma chamada.

Bloqueio Remoto e Desbloqueio

Evite a frustração de saber se você trancou seu carro com um sistema de desbloqueio e tranca remoto através do telefone. Esse recurso permite bloquear ou desbloquear as portas do carro de qualquer lugar com alguns toques do seu telefone. Também é útil quando alguém precisa correr de volta para o carro por alguma coisa ou quando te o carro estacionado na rua em dias de chuva intensa.

Arranque Remoto

Se você teme a sensação de frio de seu carro em um dia de inverno ou o calor sufocante dos dias de verão, então o arranque remoto pode ser o favorito dos serviços de conetividade. Esta funcionalidade permite-lhe ligar o seu automóvel a partir do seu telemóvel, permitindo-lhe ligá-lo e ligar a climatização ou o ar Condicionado alguns minutos antes de se dirigir ao veículo. No momento em que você o alcança, não apenas o motor está aquecido e pronto para funcionar, mas o interior já estará ajustado para a temperatura ideal.

Lembretes de Manutenção em Tempo Real

Se costuma fazer as revisões fora do prazo por mero esquecimento e não troca o óleo na quilometragem recomenda, não sabe se circula com a pressão dos pneus correta, ou simplesmente gostaria de saber mais sobre o que está a acontecer com o seu carro, então as estatísticas em tempo real e os lembretes de manutenção auxiliares importantes. Com esse recurso, o seu carro poderá enviar estatísticas e informações atuais diretamente para seu smartphone, para que você possa atento e marcar as revisões com antecedência. Também pode enviar lembretes para que nunca mais perca um compromisso de manutenção.

Localização do Veículo

Esqueceu-se onde estacionou seu carro? Com este recurso o seu carro está conectado ao seu smartphone e não precisa de andar à caça do seu veículo. A tecnologia dos carros modernos permite que procure num mapa usando o GPS integrado.

Assistência na estrada

Com o recurso de localização do veículo a subir para o próximo nível, a assistência na estrada com o smartphone conectado é um dos recursos mais avançados que podem ajudar a mantê-lo seguro. Esse recurso permite que envie a localização exata do seu carro para garantir que a ajuda chega o mais rápido possível.

Essa lista deve dar uma ideia do que são os serviços conectados e como você pode usá-los na sua vida diária. Se possui um carro recente, verifique quais destes recursos podem ser compatíveis com seu veículo e se existem na oferta de equipamentos opcionais. Se planeia comprar um novo carro em breve, devem ter em conta modelos que apresentem essas novas tecnologias.


Publicidade
Clique para comentar

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Novos

A importância da distância de segurança

Published

on

A distância de segurança é um conceito no meio rodoviário que pode ser definido como a distância que separa dois veículos que circulam na mesma faixa e que permite ao que circula atrás travar em segurança sem embater no da frente.



Naturalmente que essa distância em concreto varia em função de vários fatores como a velocidade, o estado do piso ou as condições climatéricas, por isso aqui lhe deixamos alguns conceitos e conselhos para garantir que circula sempre com a distância de segurança adequada.

O bom estado do veículo

Pneus, travões e amortecedores em boas condições são determinantes para a eficácia da travagem do veículo, logo é importante saber gerir a distância para o veículo da frente caso desconfie que algum destes elementos possa não estar a 100% (como antes de ir à revisão, por exemplo).

A velocidade

Quando maior a velocidade, mais espaço o veículo necessita para se imobilizar em segurança e menos tempo de reação tem o condutor, logo tem de adequar a distância de segurança à via em que circula, aumentando-a em função do aumento da velocidade. Ou seja, em auto-estrada a distância para o veículo da frente terá que ser maior do que em estrada e aqui maior do que em cidade.

As condições do condutor

O cansaço, o sono ou as distrações são dois fatores que influenciam a capacidade de reação. Numa primeira análise, se sentir alguma destas condições o condutor não deve conduzir, mas se ainda assim tiver de o fazer, então convém aumentar a distância de segurança para poder ganhar tempo de reação face a qualquer imprevisto.

O estado do piso

Um piso degradado prejudica a capacidade de travagem do veículo pois os amortecedores estão sempre a ressaltar. Isto faz com que a roda não esteja permanentemente em contacto com o asfalto o que em caso de travagem vai aumentar a distância percorrida pelo veículo pois o esforço dos travões não está a ser aplicado em pleno no alcatrão. Por isso se a estrada está degradada também deve aumentar a distância de segurança.

A meteorologia

Chuva, neve, gelo ou nevoeiro são elementos que prejudicam a aderência e também a visibilidade e como tal exigem uma condução mais preventiva e cautelosa. Por isso deve, pelo menos, duplicar a distância de segurança habitual em função da via em que circula porque uma má visibilidade prejudica o seu tempo de reação e um piso escorregadio aumenta e muito a distância percorrida numa travagem de emergência, por exemplo.

Continuar a ler

Manutenção

Como lidar com o gelo acumulado no para-brisas

Published

on

Com o inverno e as temperaturas a baixar o gelo acumulado no para-brisas pode ser um problema quando chega ao seu automóvel pela manhã por isso aqui lhe deixamos alguns conselhos para poder solucionar este problema.



Prevenir

O primeiro passo é prevenir a acumulação de gelo e isso pode ser feito de forma simples. Se o seu veículo “dorme” na rua então proteja o para-brisas com um tecido grosso ou então um cartão. Desta forma cria uma superfície entre o vidro e o possível gelo que possa vir a acumular durante a noite, bastando de manhã remover o cartão ou o tecido e seguir viagem.

Ligue o desembaciador

Verifique que não tem neve ou gelo a obstruir o tubo de escape e ponha o carro a trabalhar. Depois ligue o desembaciador e o ar condicionado na temperatura mais elevada de forma a aquecer o para-brisas. Nalguns modelos o desembaciador do para-brisas é elétrico, ou seja, o vidro tem filamentos elétricos que aquecem o mesmo facilitando o desembaciamento o que também ajuda a remover o gelo. No entanto, não se esqueça de o fazer com o veículo a trabalhar para não descarregar a bateria.

Não use água quente

Nunca recorra a água quente para remover o gelo porque isso irá causar um choque térmico no vidro podendo levá-lo a rachar e em vez de resolver um problema fica com outro bem maior.

Use uma solução de água e álcool

Recorra a um simples borrifador e encha-o com 1/3 de água e 2/3 de álcool etílico (há quem defenda que uma proporção ao contrário é suficiente, ou seja, 2/3 de água e 1/3 de álcool… sempre gasta menos álcool). Misture bem esta solução e borrife o gelo que cobre o para-brisas deixando-a atuar na remoção do gelo e verá como ele desaparece de uma forma mais simples.

Raspar o gelo

Retirar o gelo do para-brisas raspando-o é outra solução, mas exige cuidado na escolha do “raspador” para não riscar ou danificar o vidro e as borrachas. Um simples cartão de crédito serve, mas evite usar um cartão ativo pois pode danificá-lo e ficar com ele inutilizado o que depois lhe complica a vida. Por isso, um cartão fora da validade pode dar uma ajuda. Contudo há raspadores próprios no mercado e como são soluções que não ocupam muito espaço, pode sempre ter um na bagageira.

Continuar a ler
Publicidade

Publicidade

Newsletter

Ultimas do Fórum

  • por Ribatejano
    Olá a todos. Um amigo meu está a pensar comprar um Kia Cerato de 2005, motor 1.5 crdi com 190 mil kms e livro de revisões. O que pensam deste...
  • por Sofiacar
    Boa noite {"data-align":"none","data-size":"full","src":"https:\/\/www.espiritohonda.com\/forum3\/images\/smilies\/smiling0.gif"} Tenho um Honda...
  • por marciolm
    Olá a todos, Gostava de pedir a vossa opinião sobre um carro para a minha namorada. Ela atualmente tem um Peugeot 207 de 2009 a gasolina com 90...
  • por OpelCorsaB
    Boa tarde. Tenho uma viatura clássica e uma mota a 2 tempos e estão guardados dentro da minha garagem box. Fui abordado por um vizinho a dizer que...

Em aceleração