Ligue-se connosco

Manutenção

Kit de Sobrevivência que deve ter no seu carro

Published

on

A maioria dos condutores atuais não tem tudo o que precisa no seu carro em caso de emergência.

Se faz viagens regulares que impliquem deslocações de várias centenas de quilómetros e se habitualmente transporta crianças a bordo nessas viagens, então leia com atenção o que lhe apresentamos de seguida.

É claro que é improvável que use todos os itens deste artigo, mas o que não usa pode acabar ajudando outra pessoa na estrada.

Veja uma lista de itens práticos – e, em alguns casos, essenciais – que você deve ter no seu veículo em caso de emergência.

Comida e água

Deve sempre levar algumas provisões de comida de emergência em seu veículo. No entanto, certifique-se de escolher itens simples que tenham uma vida útil longa. Granola ou barras energéticas, nozes ou alimentos enlatados são suas melhores opções. Não se esqueça de que, se você precisar deles, provavelmente os comerá frios, já que um forno de micro-ondas não faz parte dessa lista.

Se você decidir incluir alimentos enlatados, certifique-se de adicionar um abre-latas ao seu kit.

Algumas garrafas de água, de preferência em garrafas plásticas, também são obrigatórias. Recomendamos algum cuidado com a água no seu carro. Evite deixar a água no veículo, tanto de verão como de inverno. O calor excessivo e o frio alteram a qualidade da água podendo até levar ao ponto de congelação. Certamente recorda-se do incêndio na A1 em 2016 que bloqueou a autoestrada durante 7 horas num dia em que as temperaturas chegaram aos 40 graus. Não ter água nesta situação é preocupante.

Cobertores, roupas e sapatos

Uma coisa é quando um carro avaria no verão, mas é um problema completamente diferente em um dia frio de inverno. É uma boa ideia levar um ou mais cobertores para o caso de ficar preso ou seu carro decidir não arrancar em dias frios. Se o habitáculo ficar frio, um cobertor e algumas peças extras de roupa ajudarão a ficar quente, e um par extra de sapatos ou botas será útil se seus pés ficarem molhados.

Kit de primeiros socorros

Se não fizer mais nada, coloque pelo menos um kit de primeiros socorros no seu carro. Existem todos os tipos de kits para escolher e seu conteúdo pode variar. Tente encontrar um que seja o mais completo possível e não se esqueça de verificar o prazo de validade de qualquer pomada no kit. Além disso, adicione uma tesoura que não seja destinada apenas a cortar ligaduras, mas que seja forte o suficiente para cortar as roupas e até mesmo o cinto de segurança, por mais extremo que isso pareça.

Outro elemento prático é um apito. Isso pode parecer estranho no começo, mas se você precisar atrair a atenção de alguém, um apito é muito melhor do que gritar a plenos pulmões.

Na sua região costuma nevar?

Não temos de lembrar os habitantes da Covilhã, Guarda, Bragança de colocarem um raspador de gelo e neve no carro no inverno. Uma pá pode não ser automática, mas pode tornar-se a sua melhor amiga se você estiver preso num banco de neve. Existem muitos modelos de pá no mercado com alças retráteis para fácil armazenamento no carro. Tenha cuidado com o armazenamento de anticongelante, em especial se tiver animais de estimação ou estiver em zonas rurais. O anticongelante tem um odor e sabor adocicado que atrai os animais, por isso, guarde-o onde seja possível os animais chegarem. Pode ser venenoso se ingerido.

Velas, fósforos e uma lanterna

No inverno, as velas podem ser muito úteis. Elas fornecerão um pouco de luz se estiver escuro, mas poderão até mesmo ajudar a aquecer o compartimento de passageiros do carro e duram uma noite inteira, enquanto uma lanterna descarrega as pilhas facilmente. Se comprar velas de balde como a da foto, não precisará de se preocupar com a cera no interior do carro. Vai precisar de acender as suas velas. Existem isqueiros, mas os fósforos são mais confiáveis ​​e não exigem combustível mais leve.

Uma lanterna também é muito útil em caso de emergência durante a noite e irá ajudá-lo a encontrar outras coisas no seu kit. É preferível comprar uma lanterna de dínamo, em vez de uma a pilhas. Se preferir a de pilhas, não se esqueça de que também precisará de ter pilhas de reserva.

Kit de reparação de pneus e compressor e cabos de bateria

Pneus furados acontecem sempre quando menos se espera. Se o seu carro tiver um furo, você ficará satisfeito por ter dado alguns passos de precaução. Um kit de reparação de pneus permitirá que conserte um furo de pequenas dimensões e conduza até à mais próxima, sem ter de mudar o pneu.
Com um compressor portátil, você pode adicionar ar a um pneu que está vazio ou parcialmente cheio. Mesmo com um furo, você pode encher o pneu o suficiente para chegar a uma estação de serviço.

Também tenha em mente que a maioria dos carros novos não possuem um pneu sobressalente, apenas um kit de reparação de emergência. Se tem um veículo mais antigo certifique-se se tem pneus de reserva.
Os cabos de bateria também podem ajudar no arranque do seu veículo se a bateria ficar fraca ou ajudar outro condutor que fique sem possibilidade de arranque.

Se transportar os itens listados neste artigo, estará pronto para praticamente qualquer coisa. Provavelmente, você não precisará de todas essas coisas para a sua condução do dia-a-dia. Mas se você estiver planeando uma viagem mais longa, indo para algum lugar onde nunca esteve ou não tem acesso a assistência em viagem, esses itens podem ser extremamente úteis.

Boa viagem.

 


 

Manutenção

Como poupar com os pneus

Published

on

Circular com os pneus com a pressão correta é fundamental por várias razões e uma delas é a poupança.



Os pneus são um elemento fundamental em qualquer veículo pois são eles o único elo de contacto com a estrada. Sabia que por exemplo num automóvel a área de contacto de cada pneu com o asfalto é sensivelmente a mesma que a palma de uma mão? Por aí pode ver quão importantes são estes componentes tantas vezes deixados para segundo plano.

Evitar gastos desnecessários

Os pneus são também muito importantes no consumo pois se circular com uma pressão baixa, o pneu vai ter uma maior superfície de contacto com a estrada, gerando mais atrito e levando a um aumento do consumo de combustível pois o motor terá de fazer um esforço maior para superar esse atrito. Consequentemente também aumentam as emissões de CO2 já para não falar no aumento do desgaste do próprio pneu, o que vai reduzir o seu período de vida útil, obrigando a um novo investimento em pneus mais cedo do que o previsto.

Assim sendo para manter a eficiência de todos os elementos no campo do consumo é importante circular sempre com a pressão recomendada e convém verificar o seu valor pelo menos uma vez por mês e para a aferição ser a mais correta esta deve ser feita com os pneus frios.

A título de exemplo circular com menos um bar de pressão do que o valor recomendado pode significar um aumento no consumo de combustível acima dos 6%. Portanto já sabe, se quer poupar tanto no consumo de combustível como na manutenção de uma boa vida útil dos pneus do seu veículo, convém mensalmente verificar se circula com a pressão recomendada.

Continuar a ler

Manutenção

Evite as dores nas costas enquanto conduz

Published

on

Não são apenas os automóveis que exigem cuidados na manutenção para que estejam sempre em boas condições de funcionamento. também o condutor tem de ter atenção à sua postura ao volante pois a condução pode tornar-se penosa e as dores nas costas são um dos desconfortos mais comuns para quem faz muitas horas aos comandos de um veículo.



Aqui lhe deixamos alguns conselhos para que possa minimizar esse problema que pode tornar qualquer viagem de automóvel num verdadeiro pesadelo:

1 – Ajuste a posição de condução para uma postura correta e confortável, com as costas o mais direitas possível, apenas com uma ligeira inclinação para trás. Muitas vezes uma má posição logo no início da viagem pode provocar um grande desconforto à medida que os quilómetros passam.

2 – Coloque os espelhos retrovisores bem posicionados de maneira a que não tenha de fazer movimentos com o corpo quando olha para eles. Se assim não for as constantes torções do pescoço podem começar a prejudicar o bem estar das costas.

3 – Assegure-se que tem um bom apoio lombar. Se o banco do automóvel tiver essa possibilidade regulável, ajuste-a de forma a ter um bom apoio e não ficar com espaço entre os lombares e o banco. Se não tiver essa regulação, pode sempre enrolar uma toalha e colocá-la ao fundo das costas de maneira a apoiar a zona lombar.

4 – Não fique com o telemóvel ou a carteira no bolso das calças. Esse pequeno volume é o suficiente para o ligeiro desalinhamento causado na coluna vir a gerar dor nas costas ou agravar um mau estar já existente.

5 – Pare a cada hora de viagem para esticar o corpo e mover-se um pouco. Faça uns pequenos alongamentos como tentar chegar com a ponta dos dedos das mãos até aos pés. Para esticar as costas agache-se e com os joelhos dobrados tente chegar com o peito aos joelhos. Para aliviar o mau estar no pescoço gire os ombros e mova a cabeça de um lado para o outro em direção aos mesmos.

6 – Muitas das vezes as dores das costas são provocadas pelas vibrações e ressaltos da suspensão do automóvel, especialmente se este também tiver os bancos com um estofo algo duro. Há no mercado almofadas especiais para estes casos que vão funcionar como “amortecedor” de todas estas vibrações. Naturalmente ter o veículo com os amortecedores e os pneus em bom estado e assegurar-se que a pressão destes é a correta também vai tornar a viagem mais confortável, logo menos prejudicial para as suas costas.

7 – Se o seu automóvel tem cruise control, não hesite em utilizá-lo sempre que possa. Aproveite esses momentos para colocar as pernas numa posição o mais próximo dos 90º possível e fazer uma ligeira pressão para baixo. Quase como se fosse levantar-se de uma cadeira. Esse gesto ajudará a apoiar as costas melhor por momentos.

8 – De um modo geral deve promover um estilo de vida saudável com exercício físico envolvido, algo que irá reduzir o risco do surgimento de dores nas costas. Seja como for não deixe de levar uma pomada anti-inflamatória ou analgésica que pode adquirir mediante o conselho de um médico ou farmacêutico para alguma situação mais complicada que possa surgir durante a viagem.

Continuar a ler

Manutenção

Automóvel parado há muito tempo

Published

on

A oxidação do óleo do motor, ou mesmo a do óleo da transmissão, geralmente ocorre quando os motores permanecem em repouso por longos períodos de tempo.



Os problemas de oxidação surge porque o ar entra nos reservatórios de óleo e permanece em contacto com o mesmo durante bastante tempo.
Esta entrada de ar nos reservatórios vai criar bolhas, que depois vão interferir e provocar provocar a oxidação do óleo e, consequentemente, afetar o processo de lubrificação e arruinar a capacidade de lubrificar todas as peças que precisam de lubrificação. Essas bolsas, ou bolhas de ar, causam ferrugem e atrito ao romper as finas camadas de óleo entre as diversas partes móveis.

Alterações nas caraterísticas do óleo por oxidação e respetivos problemas:

  • aumento de viscosidade
  • formação de lodo, verniz e sedimentos
  • depleção dos aditivos
  • quebra de óleo base
  • entupimento do filtro
  • perda no controlo de espuma
  • formação de ferrugem e corrosão

Os resultados surgem na forma de falha do motor e/ou desgaste prematuro dos seus componentes.

O óleo oxidado, em termos técnicos, não está sujo nem fora de validade, mas a química foi alterada e a composição dos produtos químicos foi destruída pelas reações químicas resultantes do contacto com o ar. Nestes casos, os óleos devem ser trocados logo que possível, preferencialmente antes de usar o veículo novamente.

Continuar a ler
Publicidade

Estamos no Facebook

Newsletter

Em aceleração